Ex-senador Requião, falou porque apoia o impeachment de Bolsonaro e apontou o caminho para a mobilização popular capaz de tirá-lo da presidência.

247 - O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR) falou à TV 247 sobre os motivos pelos quais apoia o impeachment de Jair Bolsonaro e apontou o caminho para a mobilização popular capaz de tirá-lo da presidência.

Sem um projeto nacional, segundo Requião, não será possível conquistar as massas. Ele ressaltou que o impeachment deve ser colocado também com a exigência de uma mudança da política brasileira, que não pode ser mais pautada pelo capital financeiro, o que é uma tendência mundial para o ex-senador. De acordo com o ex-parlamentar, a crise avizinha tempos muito difíceis.

“O caminho para uma mobilização tinha que passar por um projeto nacional. O Brasil é grande demais, rico demais, com um povo maravilhoso para se subordinar ao Consenso de Washington, e não pode se subordinar também aos interesses nacionais da China e da Rússia. Temos que ter um projeto. O Brasil tem que respeitar os países do mundo mas tem que exigir ser respeitado. Precisamos de um projeto que mobilize a população, e junto com a palavra do impeachment nós estamos falando na substituição da política. O mundo inteiro está em crise, e essa história do capital financeiro dominando o planeta e dominando o país não vai se sustentar mais. Nós estamos entrando em uma crise terrível. Eu prevejo, novamente, armazéns de alimentos assaltados pelo povo desesperado. Nós precisamos interromper essa loucura. Não é mais possível que a gente fique na mão de Temer, de Bolsonaro, de Pazuello nessa loucura toda”, disse.