FHC critica cinismo de Bolsonaro na ONU: não é convincente dizer que está preocupado com o meio ambiente


247 - Ex-presidente e articulador do golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff, Fernando Henrique Cardoso disse, segundo Lauro Jardim, do jornal O Globo, que não adianta Jair Bolsonaro pregar em discurso na ONU que o governo brasileiro se preocupa com o meio ambiente, já que a população internacional tem acesso à real situação das florestas do Brasil por meio da imprensa.

"É difícil para quem foi presidente criticar quem está no cargo. Na ONU, obviamente há que valorizar o Brasil. Mas não me parece que seja convincente dizer que o governo está preocupado com o meio ambiente: seria melhor reconhecer o tema e lamentar que, apesar dos esforços, a situação é delicada. Não se convence o público externo com palavras, pois ele tem acesso a mídia, que está mostrando o contrário, com fotos", falou o ex-presidente, ressaltando que "nem basta dizer que o governo está cuidando das pessoas, dando ajuda financeira durante a epidemia".

FHC analisou que Bolsonaro, com sua versão de que é perseguido pela imprensa, abriu brechas para críticas internas e externas. "Em suma, o presidente mal tocou nos temas internacionais e abriu o flanco para a crítica interna e externa ao acusar a mídia e ao quase imaginar uma 'conspiração', dela e, talvez, de 'interesses de mercado'".