Governo argentino congela tarifas de internet, TV e telefone, por considerá-los serviços públicos essenciais


Alberto Fernández
247 - O presidente da Argentina, Alberto Fernández, declarou nesta sexta-feira (21) que a telefonia fixa e celular, internet e televisão por assinatura, são serviços públicos essenciais, por isso decidiu congelar as tarifas para o restante do ano de 2020.
A decisão do governo argentino se soma às que já tinha tomado de congelar as tarifas de eletricidade e gás até o final do ano.
“Decidimos declarar como essenciais os serviços públicos de telefones celulares, serviços de internet e televisão por assinatura. Dessa forma, garantimos o acesso a eles para todos”, anunciou o presidente argentino por meio de sua conta no Twitter.
A medida foi instituída por meio de decreto de necessidade e urgência (DNU) e vai congelar as tarifas desses serviços até 31 de dezembro deste ano.
Fernández destacou que desta forma "os instrumentos regulatórios que o governo anterior tirou do Estado" são recuperados e previu que não poderia haver aumento de tarifas sem a aprovação oficial., informa a Telesur.
“A educação, o acesso ao conhecimento, a cultura e a comunicação são direitos básicos que devemos preservar. Por isso ordenamos que a partir de agora haja planos inclusivos de atendimento básico, universal e obrigatório para quem tem menos”, disse o presidente. .
A Argentina está em recessão há mais de dois anos, em uma crise que foi agravada pelo impacto da pandemia do coronavírus.