Município de Exu (PE) segue livre da Covid-19

Houldine Nascimento, da equipe do blog
Com uma distância de 618 km do Recife, Exu é a única cidade do Sertão do Araripe e uma das poucas de Pernambuco sem nenhum caso de Covid-19. Para evitar entrar na triste estatística, o município, berço de Luiz Gonzaga e de famosas disputas políticas entre as famílias Alencar, Sampaio e Peixoto, segue com medidas para o combate à Covid-19.
Em entrevista ao Blog, o prefeito Raimundo Saraiva (PSB) falou sobre as ações tomadas por sua administração."Nós formamos desde cedo um comitê de enfrentamento ao novo coronavírus, formamos barreiras sanitárias na entrada e saída de Exu. Além disso, a população tem denunciado as pessoas que insistem em entrar clandestinamente. Quem não é exuense só ingressa na cidade para serviços essenciais, como entrega de mercadorias ou consultas e exames", detalha.
Raimundo Saraiva confirmou que há dois casos em investigação, um deles continua sendo observado no Hospital Municipal José Pinto Saraiva, onde espera pelo resultado do teste. Até o momento, 15 casos suspeitos foram descartados.
Quase 32 mil pessoas vivem em Exu, que recebeu R$ 64 mil do Governo do Estado e R$ 169 mil de verbas da União para a prevenção e combate ao novo coronavírus, totalizando R$ 233 mil. O valor é considerado baixo. "São dois reais para cada habitante. Esses valores não dão conta da necessidade. Estávamos à frente na região porque nós já tínhamos respiradores e leitos prontos no hospital da cidade. Ontem, recebemos um respirador portátil e estamos negociando outro", explica o prefeito. 
A taxa de isolamento em Exu segue variando entre 41% e 45%, bem abaixo do número mínimo recomendado (70%). Houve registro de grande movimentação da feira livre, ontem. Cercada por cidades com doentes de Covid-19, esses dados causam preocupação. "Ontem, foi um caso específico e decidimos fechar a feira livre. Vamos estudar com o comitê o que será feito", esclarece. 
Sobre uma eventual reabertura do comércio, o prefeito Raimundo Saraiva explicou que não há previsão e que a medida só será tomada com base em definições técnicas, com respeito à ciência.
Ontem, Santa Filomena, que integra o cinturão do Araripe, teve o primeiro caso confirmado. Blog do Magno Martins