LÍDER DA INVASÃO À EMBAIXADA DA VENEZUELA FOI DUAS VEZES AO PALÁCIO DO PLANALTO. Em ambas ele se encontrou com Mourão


Untitled-17.jpg
Tomás Silva, líder da invasão à embaixada da Venezuela em Brasília (Reprodução/Facebook)
Líder da invasão à embaixada da Venezuela em Brasília, que durou cerca de 12 horas na quarta-feira 13/XI, o autoproclamado ministro-conselheiro Tomás Silva foi duas vezes ao Palácio do Planalto durante o governo Bolsonaro: em 15 de abril e em 24 de julho. Segundo o UOL, em ambas as oportunidades ele se reuniu com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.
Outra figura a participar de ao menos uma das reuniões é Maria Teresa Belandria, que o líder golpista Juan Guaidó nomeou (sic) "embaixadora da Venezuela para o Brasil" - um cargo fictício, já que Guaidó não é o presidente da Venezuela.
Os encontros aconteceram no próprio gabinete da Vice-Presidência no Planalto.
O chefe de gabinete adjunto da Vice-Presidência da República, Álvaro Gonçalves Wanderley, também participou da reunião de julho, assim como o chefe da assessoria diplomática, Juliano Nascimento, que também esteve no encontro de abril. https://www.conversaafiada.com.br/politica/lider-de-invasao-a-embaixada-da-venezuela-foi-duas-vezes-ao-palacio-do-planalto