Direita é injusta e está fuzilando o papa, diz arcebispo de Aparecida

Sobre a homilia, religioso disse após a missa que referência foi a ideologia, não a governos
Sobre a homilia, religioso disse após a missa que referência foi a ideologia, não a governos (Reprodução TV Aparecida)
O arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, criticou, durante missa solene na manhã deste sábado no Santuário Nacional da padroeira do Brasil, o que chamou de 'dragão do tradicionalismo'. Para ele, a 'direita é violenta e injusta'.O arcebispo também criticou a corrupção, defendeu a preservação da natureza e pediu para que crianças não morram mais vítimas de bala perdida.
A missa foi acompanhada por uma multidão e durou 10 minutos."Temos o dragão do tradicionalismo. A direita é violenta, é injusta, estão fuzilando o Papa, o Sínodo, o Concílio Vaticano Segundo. Parece que não queremos vida, o Concílio Vaticano segundo, o evangelho, porque ninguém de nós duvida que está é a grande razão do sínodo, do concílio, deste santuário, a não ser a vida como já falei", disse.
Após a missa, dom Orlando Brandes disse que a referência foi a ideologia, não a governos.
Papa
O papa Francisco desejou um caminho de paz, alegria e de Justiça em mensagem pelo dia da padroeira do país. A mensagem foi gravada no intervalo dos trabalhos do Sínodo da Amazônia, que acontece no Vaticano: “Que ela os acompanhe em suas dores, quando não podem crescer por tantas limitações políticas ou sociais ou ecológicas, e de tantos lugares provêm. Que Ela os ajude a crescer e a se libertar continuamente. Que os abençoe”, disse o papa Francisco. Assista:

Dom Total