QUEBRA DE SIGILO DEIXA FAMIGLIA BOLSONARO NUA. Xavier: ela tem os dias contados, se houver justiça


bessinha (3).jpg
Conversa Afiada reproduz artigo sereno (sempre!) de seu colUnista exclusivo Joaquim Xavier:
As evidências são estarrecedoras. A quebra de sigilo bancário do senador Flavio Bolsonaro e sua turma fez surgir uma pequena luz no fim do túnel, capaz de iluminar quem tomou o Brasil de assalto. Pergunta: Queiróz vai finalmente aparecer?
Já passou a hora de mostrar que Jair Bolsonaro e cúmplices estão determinados a liquidar o pouco de civilidade, avanços sociais e progresso que o Brasil conquistou a duras penas. Não escondem seus objetivos. Ajoelharam-se diante do “Deus Trump” para transformar o Brasil num Porto Rico, se tanto. Com gente gorda daqui e lá de fora a comandar a pilhagem.
Como em uma comédia trágica, a famiglia Bolsonaro replica as tramoias de Trump como se tivesse o mesmo alcance. Quando o trapaceiro americano posta um twitter, é o mercado mundial que estremece. Quando um Bolsonaro faz algo parecido, excita meia dúzia de colunistas de aluguel.
Pare para pensar. Quem é Olavo Carvalho no cenário residencial, local, nacional e internacional? Na fila do pão? Não passa de uma Mãe Dinah de calças. Um charlatão transformado em oráculo.
Chega de levar a sério esses primatas. Compare-se Bolsonaro a Trump. Este pelo menos honra seu slogan: America First. Protecionismo a todo vapor. Aumenta as tarifas sobre importações chinesas e brasileiras, manda às favas a liberdade do “mercado” e impede empresas de alta tecnologia como a Qualcomm de serem vendidas a estrangeiros e obriga o Brasil a zerar tarifas sobre importação de trigo americano. Resultado: os EUA têm a menor taxa de desemprego em 50 anos, à custa da miséria pelo resto do planeta.