Homem com adesivo Lula Livre é agredido por policiais sem motivo e tem braço deslocado


COMPARTILHE PARA QUE ESTES MONSTROS SEJAM IDENTIFICADOS. VIVEMOS NUMA DITADURA.

Um vídeo ao qual o Sul21 teve acesso (ver abaixo) gravado na manhã desta terça-feira (30) mostra um homem tendo o braço deslocado por policiais militares durante uma abordagem no Centro de Porto Alegre. A reportagem conversou com o indivíduo que aparece nas imagens. Trata-se de um homem de 52 anos, agrônomo e estudante de Artes Cênicas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que pediu para ter a identidade preservada.


Ele diz que estava indo fazer um crachá na Prefeitura referente a um estágio para o ensino de artes em turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e, no meio do caminho, viu um policial “ameaçando” uma senhora que estava vendendo cigarros entre a Esquina Democrática e o Mercado Público — a Brigada Militar e Guarda Municipal realizaram uma ação de combate ao comércio irregular nesta terça-feira. Ao ver a truculência da abordagem, o homem diz que puxou o celular para fazer fotos, quando ele então passou a ser abordado por um policial militar. Ele acredita que foi abordado com violência porque tinha colado em suas roupas um adesivo com a expressão “Lula Livre” e outro com o símbolo do PT. “Eu me incomodei com a situação e fui registrar. Aí ele partiu para cima de mim. Quando ele viu o adesivo Lula Livre, enlouqueceu”.

O homem diz que um PM o interpelou pedindo que ele se identificasse, mas sequer teria deixado ele apresentar a identidade, que estava em uma pasta que carregava embaixo do braço. “Ele tentou me algemar e eu não aceitei, mas só na paz. Eles me encostaram na viatura de costas. Depois me colocou no chão, colocou o joelho em cima e deslocou o meu braço”, relata, acrescentando que o policial justificou a ação porque ele estaria em desacato e em resistência.

O homem também relata que, após ser enfim algemado, foi levado para as proximidades do Mercado Público, onde foi xingado de “burro, ignorante e analfabeto” pelo policial. “Ele disse que eu ia preso igual ao Lula e ia ver o que era bom”, diz. Ele relata ainda que o policial tentou combinar com ele a gravação de um vídeo em que iria admitir que deslocou o braço ao cair no chão sozinho. 

PERGUNTA: VOCÊ TEM MEDO DE SAIR COM UM ADESIVO OU CAMISETA "LULA LIVRE" OU CONTRA BOLSONARO NAS RUAS?

Se sua resposta for SIM, então vivemos numa ditadura. http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=104052