Dez morreram no ataque à escola de Suzano. Quem ainda defende liberação da arma de fogo?


Resultado de imagem para Dez morreram no ataque à escola de Suzano. Quem ainda defende liberação da arma de fogo?
O autoproclamado presidente do Brasil, ator Zé de Abreu, ato reflexo, olhou para o “interino” Jair Bolsonaro (PSL) quando soube do tiroteio que deixou 10 mortos numa escola de Suzano (SP).
“Que coisa terrível aconteceu na escola em Suzano. E o Capitão [Jair Bolsonaro] quer liberar o acesso as armas [de fogo]…”, lamentou Zé de Abreu.

Bolsonaro fez da flexibilização da posse da arma de fogo um dos motes de sua campanha presidencial.
Desde 2018, o discurso de ódio tem sido a tônica de Bolsonaro — acredita Zé de Abreu. https://www.esmaelmorais.com.br/2019/03/dez-morreram-no-ataque-a-escola-de-suzano-quem-ainda-defende-liberacao-da-arma-de-fogo/