VERDADEIRAS PALAVRAS DO PROFESSOR ADRIANO DE OROBÓ - PE

Caros amigos, familiares, colegas do campo e da cidade. É hora de persarmos que país nós queremos. Minha revolta de não votar no Bolso, é pelas declarações feitas ao longo da campanha do primeiro turno. Agora, o mesmo muda o discurso com único objetivo de enganar o povo bom que mantém esse país de pé e pagando altos salários dos políticos. Tem muita gente defendendo esse tal presidenciável, mas esquecem que o povo pobre de nossa cidade Orobó, é quem mantém o comércio local funcionando. Ao receber o bolsa família e a aposentaria, muita gente vai para as lojas pagar sapato, roupa que comprou para si, ou para o filho (a), e, o que resta vai comprar de comida esperando o próximo pagamento. O povo "rico" de Orobó, não compra nada aqui, vão comprar fora, vão gastar o que nós pagamos a eles com as compras que fizemos, lá fora. Não vejo "os riscos", comprando aos colegas que vivem do comércio. Por isso, fiquem atentos e vejam quem defendem o probre trabalhador, o homem do campo, o jovem estudante que sonha em entrar em uma Faculdade ou Universidade. Os que ganham nosso dinheiro, colocam  seus filhos em uma faculdade particular e o senhor e a senhora que só tem o bolsa família ou a aposentadoria para sobreviver. Digo isso, porque sei de onde vim, onde cheguei e aonde pretendo chegar. A todos vocês, peço seu voto para Haddad, o 13. Venha comigo, vamos juntos, vamos mostrar para os que se acham, "poderosos" que nós ainda somos livres as sensalas foram fechadas e os negros alforriados. Vamos juntos, vamos  de 13, Haddad presidente. Escrito pelo professor Adriano  - Orobó - PE.