A EX-SENADORA E EX-JUIZA SELMA ARRUDA, DIZ QUE A SUA CASSAÇÃO FOI 'RECADO PARA MORO' E PROMETE ABANDONAR A POLÍTICA




Do Saiba Mais - A ex-juiza e senadora Selma Arruda (Podemos) anunciou num grupo de whatsApp onde estão vários senadores da República defensores da operação Lava Jato que vai abandonar a política após ter o mandato cassado por 6 votos a 1 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Conhecida como “Moro de saias”, Selma se apresentava durante a campanha eleitoral de 2018 como “a senadora de Bolsonaro”. Ela foi condenada na terça-feira (11) por abuso de poder econômico e captação ilícita de recursos durante a campanha do ano passado.
Num áudio de 6 minutos e 42 segundos, Selma Arruda se diz vítima de um suposto plano que teria sido articulado para impedir que o ex-juiz e atual ministro da Justiça Sérgio Moro e o coordenador da força-tarefa da Lava Jato Deltan Dallagnol entrem para a política:
“Toda guerra tem baixas. Que Deus abençoe e que eu seja a baixa dessa guerra. É uma batalha só. Vocês tem muito mais coisas para fazer pela frente e eu vou estar sempre torcendo por todos vocês. Eu sei que eu sou o exemplo que eles querem dar para Sérgio Moro e Dallagnol para não ousarem entrar para política. Me disseram isso, inclusive, os dois ministros que vem da advocacia, disseram que os ministros em geral não têm simpatia pelas pessoas que saem da Justiça e vão para a política. Portanto a gente sabe que o que aconteceu comigo foi um recado para o Moro”, disse em tom de desabafo. Continue lendo no Saiba Mais

DEPUTADO FEDERAL ROGÉRIO CORREIA (PT-MG), DIZ QUE MORO POSAR COM RETRATO DE BALAS É 'TOTAL DEMONSTRAÇÃO DE APOIO À VIOLÊNCIA POLICIAL'



247 - O deputado federal Rogério Correia (PT-MG) avalia que o gesto do ministro da Justiça, Sergio Moro, de posar com um retrato que foi feito dele com cápsulas de balas representa sua demonstração de apoio à violência policial apoiada e praticada pelo governo de Jair Bolsonaro.
"Moro posou para uma foto junto a painel formando seu rosto, composto por 2,5 mil balas e com os dizeres “Lava Jato”. Uma total demonstração de apoio à violência policial corroborada pelo estado e um atestado de confissão de que agiu como agente Lava Jato", disse Correia no Twitter.
O quadro foi criado pelo artista plástico Rodrigo Camacho, do Rio de Janeiro, o mesmo que criou o símbolo do partido Aliança pelo Brasil, fundado por Bolsonaro. Ele também já havia presenteado Bolsonaro com um mapa do Brasil formado por balas.


A oposição criticou duramente a foto tirada por Moro, especialmente porque veio à tona nesta quarta-feira 11 que o ministro não tem recebido o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, segundo o próprio representante dos advogados, que concedeu entrevista coletiva durante café da manhã com jornalistas. Moro respondeu Santa Cruz no Twitter, alegando que não o recebe enquanto ele for um "militante político-partidário".

WEINTRAUB FALA EM DROGAS NAS UNIVERSIDADES E TOMA INVERTIDA DE IVAN VALENTE: E O AVIÃO COM 39KG DE COCAÍNA?


Deputado Ivan Valente e ministro da Educação, Abraham Weintraub


247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, tomou uma invertida do líder do PSOL, deputado Ivan Valente (SP), durante sua apresentação na Câmara nesta quarta-feira 11, onde foi convocado para explicar sua acusação de que universidades federais produzem drogas.
"E os 39kg de cocaína no avião presidencial?", questionou o deputado. O ministro não respondeu ao questionamento.
Para tentar de alguma maneira provar o que disse - que universidades tinham "plantações extensivas" de maconha e que os laboratórios produziam metanfetamina - Weintraub exibiu uma série de notícias sobre o tema.
As reportagens, por exemplo, tratavam do consumo de drogas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e na Universidade de Brasília (UnB). Entretanto, as matérias não mostravam que existia por parte de representantes das faculdades alguma participação neste processo. 
O líder do PSOL também apresentou os péssimos dados de execução orçamentária que comprovam a péssima gestão do ministério da Educação e voltou a indagar: "E vossa excelência preocupada em colocar polícia em campus universitário?".

EM UM DE SEUS MAIS IMPORTANTES DISCURSOS, O EX-PRESIDENTE LULA DISSE: “ESTOU COM MUITA VONTADE DE DERROTAR O FASCISMO NESSE PAÍS”




247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na noite desta quarta-feira, 11, na Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco do lançamento do livro “Lawfare: uma introdução”, dos advogados Cristiano Zanin Martins, Valeska Teixeira Zanin Martins e Rafael Valim. 
O evento contou com a participação das autoridades do Direito e líderes políticos. Em seu discurso, Lula voltou a criticar a perseguição política da Lava Jato contra ele. “Se houve uma quadrilha nesse país, ela se chama Lava Jato”, disse ele, que lembrou a tentativa de extorquir a Petrobrás com um fundo de R$ 2,5 bilhões para a força-tarefa.
“Espero que dentro de alguns anos tenhamos muitos juízes e promotores saindo do Prouni e das cotas”, disse. Em seu discurso, Lula também exaltou o ex-prefeito Fernando Haddad, presente no evento, pelas políticas de inclusão social e racial na educação. “Precisamos voltar a sonhar que é possível acreditar na justiça desse país”, afirmou. 
Assista a trecho da fala de Lula:

RECORDE DE ASSASSINATOS DE LIDERANÇAS INDÍGENAS MOSTRA QUE VIOLÊNCIA FOI LIBERADA NO BRASIL



Sputnik - Dados do Relatório da Comissão Pastoral da Terra publicados pelo G1 apontam que em 2018, foram duas lideranças dos povos originários assassinadas.
Os mais recentes episódios violentos aconteceram no final de semana, quando duas lideranças indígenas Guajajara foram mortas em um atentado no Maranhão e o indígena Humberto Peixoto Lemos morreu no hospital em Manaus, Amazonas, após ser agredido a pauladas.
"Este ano é extremamente preocupante e grave para a questão da terra, a questão fundiária do país. Na verdade, desde 2016 a gente já vem sofrendo tanto com o sucateamento dos órgãos quanto com as próprias instâncias relativas às questões fundiárias sendo entregues de bandeja para o agronegócio", afirma à Sputnik Brasil o coordenador nacional da CPT Paulo César Moreira.
A medida provisória da legalização fundiária assinada nesta quarta-feira (11) pelo presidente Jair Bolsonaro é vista com preocupação por Moreira, que também diz que as palavras do presidente tem um "reflexo direto na violência que está sendo perpetrada".
Por repetidas vezes, Bolsonaro disse que não irá demarcar terras indígenas e já afirmou, em 2017, que os quilombolas (descendentes da população escravizada trazida ao Brasil) "não servem nem para procriar". 
Moreira acredita que há um "aumento de grupos fascistas no Brasil" e que está sendo aberto o caminho para a "liberalização da violência".

HUMILHADO MUITAS VEZES POR BOLSONARO EM PÚBLICO, MORO DIZ QUE SUA RELAÇÃO COM O OCUPANTE DO PALÁCIO DO PLANALTO ESTÁ "ÓTIMA"


Ministro da Justiça, Sérgio Moro
247 - O ministro da Justiça, Sergio Moro responsabilizou em entrevista a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a prisão para condenados em segunda instância pela percepção dos brasileiros de que o governo federal não atua como deve no combate à corrupção. 
Para 50% da população, a gestão do governo é ruim ou péssima na área do combate à corrupção, índice maior do que o verificado (44%) no mês de agosto, segundo pesquisa do instituto Datafolha.    
Segundo Moro, o que aconteceu nesse período que mudou a percepção dos brasileiros sobre o combate à corrupção "foi a revogação do precedente da segunda instância". 
Ele ataca assim uma decisão soberana da Corte Suprema do país em defesa da Constituição federal e do Estado democrático de direito.   
Favorável à prisão em segunda instância, o ministro de Bolsonaro está em plena campanha para derrubar a decisão do STF.  
Sergio Moro não se conforma com a liberdade do ex-presidente Lula, resultante da decisão do Supremo. Lula foi injustamente condenado por Moro.    
Flagrado diversas vezes cometendo irregularidades  em diálogos com procuradores da Operação Lava Jato, desmascarado perante a opinião pública com os vazamentos realizados pelo site The Intercept Brasil, Moro afirmou que não há qualquer irregularidade nas mensagens privadas com procuradores da Lava Jato, obtidas pelo site. 
O ministro acusou a Folha de S.Paulo de fazer "sensacionalismo".  
Moro sofreu uma derrota política nos últimos dias com a desidratação do chamado pacote "anticrime" aprovado pelo Congresso Nacional, mas não admite o revés. Na verdade, está se preparando, junto com aliados lavajatistas no Parlamento, para reapresentar medidas que o pacote continha, como a licença para matar, entre outras.  
O ex-juiz se esquivou do questionamento sobre possível candidatura a vice-presidente numa chapa à reeleição de Bolsonaro em 2022. Disse que a relação com o presidente está "ótima", mas admitiu divergências internas sobre o que chamou de "pontos específicos".  
Leia a íntegra das declarações de Sergio Moro na entrevista aos jornalistas Leandro Colon e Camila Mattoso no jornal Folha de S.Paulo

LULA AFIRMA QUE A LAVA JATO FAZ DEMONSTRAÇÃO DE PIROTECNIA! OPERAÇÃO É OBRA DE "PROCURADORES VICIADOS EM HOLOFOTES"


Resultado de imagem para lula"
O presidente Lula comentou, em seu Twitter, a operação da Polícia Federal, sob ordens da Lava Jato, que cumpriu mandatos de busca e apreensão contra a empresa de seu filho Fábio Luis:
"O espetáculo produzido hoje pela Força Tarefa da Lava Jato é mais uma demonstração da pirotecnia de procuradores viciados em holofotes que, sem responsabilidade, recorrem a malabarismos no esforço de me atingir, perseguindo, ilegalmente, meus filhos e minha família", afirmou Lula. https://www.conversaafiada.com.br/brasil/lula-a-lava-jato-faz-demonstracao-de-pirotecnia

ASSALTANTES ROUBAM 390KG DE CARNE EM SANTA CATARINA!


Carcaca.jpg
Em breve, carcaça de boi valerá mais que barras de ouro! (Créditos: Dipoa/Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul)
A carne é um artigo de luxo no Brasil de Bolsonaro e Paulo Guedes.
Breve, salários serão pagos em quilos de acém e a casa própria poderá ser quitada em peças de picanha.
Como qualquer produtor de alto valor, a carne vermelha também começa a atrair a atenção dos criminosos.
Quem aprendeu essa lição da pior forma possível foi o proprietário de um frigorífico em Capinzal, no oeste de Santa Catarina: na madrugada desta terça-feira 10/XII, ladrões arrombaram o estabelecimento e roubaram 400 quilos de carne bovina!
De acordo com o portal ClicRDC, a Polícia Civil investiga o caso.
Segundo dados oficiais, a carne subiu cerca de 8% em média em todo o país. Dados da Universidade de São Paulo (USP), entretanto, apontam que o preço do boi gordo em São Paulo subiu em média 35,5% em novembro.
Em Santa Catarina, o aumento chega a 25%
É provável que, em breve, seja necessário transportar bois em carro-forte...
Em tempo: Bolsonaro já falou que não irá fazer nada para impedir o aumento do preço da carne. É a mão invisível do neoliberalismo! https://www.conversaafiada.com.br/economia/assaltantes-roubam-390kg-de-carne-em-santa-catarina

ZANIN E VALESKA: LAVA JATO CONTINUA A PERSEGUIÇÃO ILEGAL CONTRA LULA! Procuradores criam um "cenário de culpa artificial" contra a família do presidente


Zanin.jpg

Valeska Teixeira Martins e Cristiano Zanin Martins, em coletiva de imprensa em julho de 2017 (Créditos: Paulo Pinto/Agência PT)
Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, advogados de defesa do presidente Lula, divulgaram nesta terça-feira 10/XII uma nota sobre a 69a fase da Operação Lava Jato, que teve como alvo Fábio Luis Lula da Silva, filho do presidente Lula:
As referências feitas ao nome do ex-presidente Lula na data de hoje pela Força Tarefa da Lava Jato de Curitiba são totalmente descabidas e refletem a atuação parcial de seus membros.

O tema que serviu de base para tais referências já foi objeto de ampla investigação realizada pela Polícia Federal de São Paulo, que foi concluída em 16 de abril de 2012, com a elaboração de relatório de arquivamento. Ou seja, a investigação – conduzida por órgão policial definido à época pelo STJ com base nas regras de competência – não identificou a prática de qualquer crime.

O assunto também foi objeto de apuração em inquérito civil público, que foi igualmente arquivado pelo Ministério Público Federal de Brasília em pronunciamento emitido em 09 de novembro de 2010 e confirmado em 05 de agosto de 2012 pela 5ª. Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal.

Ou seja, os órgãos do Estado competentes para promover a análise e a investigação do assunto já atuaram e concluíram de longa data que Lula e seus familiares não cometeram qualquer ato ilícito. A Lava Jato de Curitiba escondeu essa situação e buscou criar vínculos artificiais de competência apenas para dar continuidade à perseguição ilegal contra Lula, que sempre foi por nós demonstrada e que foi reforçada pelas mensagens divulgadas pelo portal The Intercept e por diversos outros veículos de imprensa.

A situação torna ainda mais urgente que o Supremo Tribunal Federal analise a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, que capitaneou a perseguição contra Lula e sua prisão ilegal, e também dos procuradores da Lava Jato de Curitiba, que continuam agindo sem a observância dos preceitos da impessoalidade, da legalidade e da imparcialidade para criar um cenário de culpa artificial contra Lula e seus familiares, em clara prática de lawfare.

Cristiano Zanin Martins/Valeska Teixeira Martins

VAZAMENTO DE PETRÓLEO ALCANÇA 907 PONTOS DO LITORAL. MANCHAS SE ESPALHAM POR 3.600 QUILÔMETROS!


Petrleo.jpg
Grandes manchas de óleo na Praia do Forte, cerca de 60 quilômetros ao norte de Salvador, em 19/X/2019 (Créditos: Instituto Bioma Brasil/Fotos Públicas)
Novo levantamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) divulgado nesta terça-feira 10/XII revela que o vazamento de petróleo no litoral brasileiro já atingiu um total de 907 localidades em nove estados.
As manchas se espalham por cerca de 3.600 quilômetros da costa, entre o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e a praia de Grussaí, no norte do Rio de Janeiro.
Em audiência pública na Câmara dos Deputados no dia 10/XII, o vice-almirante da Marinha do Brasil Marcelo Francisco Campos confirmou que o Governo Federal ainda não tem qualquer pista sobre a origem das manchas"não sabemos até o momento qual foi a origem desse derramamento, bem como a data".
A hipótese de que a culpa recai sobre o navio grego Bouboulina - resultado de uma investigação conduzida pela Marinha do Brasil e pela Polícia Federal - é questionada por especialistas em análise de imagens de satélite.
Ao todo, 103 dias se passaram desde os primeiros registros do vazamento em Alagoas em 30/VIII.
Em 28/XI, três meses após o início da tragédia, o ministro-astronauta Marcos Pontes anunciou um "enfrentamento imediato" ao desastre ambiental.
Na última sexta-feira 6/XII - 98 dias após a chegada das primeiras manchas de óleo - o governo Bolsonaro realizou sua primeira reunião com cientistas para buscar ações de curto, médio e longo prazo.


Registro das manchas de petróleo no litoral entre 30/VII e 9/XII, segundo o Ibama (Reprodução/G1)
Em tempo: o Ibama, a Marinha do Brasil e outros órgãos públicos e privados que atuam na limpeza das praias afirmam que mais de cinco mil toneladas de petróleo já foram recolhidas.
Em tempo2: um petroleiro típico, como o Bouboulina, pode levar até 160 mil toneladas de óleo em uma única viagem. https://www.conversaafiada.com.br/brasil/vazamento-de-petroleo-alcanca-907-pontos-do-litoral

TSE CASSA A “MORO DE SAIA”. A SENADORA SELMA ARRUDA FOI CASSADA POR CRIME DE CAIXA 2 E ABUSO DE PODER


Untitled-3.jpg
(Créditos: Agência Senado)
Do O Globo:
Por seis votos a um, o Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) decidiu cassar o mandato da senadora Selma Arruda (Podemos-MT) e de seus suplentes por abuso de poder econômico e caixa dois durante as eleições de 2018. Tribunal também determinou que ela fique inelegível por oito anos. A Corte vai decidir ainda se deverá ser feita nova eleição, ou se assume o candidato derrotado mais bem votado. Também falta definir se a decisão terá efeito imediato ou se será necessário esperar o julgamento de eventuais recursos da senadora.
Na semana passada, o relator do processo, ministro Og Fernandes, já tinha votado pela cassação. Nesta terça-feira, outros cinco ministros se posicionaram da mesma forma: Luis Felipe Salomão, Tarcísio Vieira, Sérgio Banhos, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber. Apenas Edson Fachin foi contra, argumentando não haver provas cabais contra Selma.
A senadora já foi comparada ao ex-juíz Sergio Moro, em razão da época em que foi juíza no Mato Grosso e tinha uma atuação considerada rigorosa. No ano passado, foi eleita senadora pelo PSL, mas depois mudou de partido, indo para o Podemos. Selma e um de seus suplentes, Gilberto Possamai, tinham sido declarados inelegíveis por oito anos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso. A acusação é de que a senadora recebeu R$ 1,2 milhão em transferências bancárias de Possamai, em abril e julho de 2018. O dinheiro não teria sido declarado por ela à Justiça Eleitoral, podendo gastar mais do que os outros candidatos. Para a maioria dos ministros do TSE, isso foi uma irregularidade contábil e caracterizou a prática de caixa dois.

A ATIVISTA SUECA GRETA THUNBERG, DE 16 ANOS, É ELEITA PERSONALIDADE DO ANO PELA REVISTA TIME


A ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos, foi eleita personalidade do ano de 2019 pela revista Time. A adolescente deu início a um movimento internacional de estudantes que pede medidas concretas para combater as mudanças climáticas. A iniciativa rendeu uma campanha pelo Prêmio Nobel da Paz em 2019 — vencido por Abiy Ahmed Ali, primeiro-ministro da Etiópia.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que chamou a ativista de "pirralha" ontem, era um dos concorrentes ao prêmio. Em uma sexta-feira de agosto de 2018, Greta faltou à aula para protestar contra as recentes ondas de calor e incêndios que afetaram o país. Ela se sentou em frente ao Parlamento da Suécia com um cartaz com os dizeres "Em greve escolar pelo clima".

O protesto inspirou jovens de todo o mundo a criarem mobilizações, sempre às sextas-feiras, para que as autoridades cumprissem as metas de emissão de gases causadores do efeito estufa. O movimento ficou conhecido como "Fridays for Future" (sextas-feiras pelo futuro).

[ x ]
Em discurso feito na ONU em setembro, Greta falou: "Vocês roubaram os meus sonhos e infância. Estamos no início de uma extinção em massa, e a única coisa que vocês falam é sobre dinheiro e o conto de fadas de crescimento econômico eterno. Como se atrevem?".
"Pirralha" Ontem, ao ser questionado sobre o assassinato de dois indígenas no Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro chamou Greta de "pirralha". No domingo, a ativista afirmou que os povos indígenas do Brasil estão sendo assassinados por proteger florestas.

"Os povos indígenas estão sendo literalmente assassinados por tentar proteger as florestas do desmatamento. Repetidamente. É vergonhoso que o mundo permaneça calado sobre isso", escreveu a jovem. A ativista respondeu de forma bem-humorada a Bolsonaro e colocou o termo utilizado pelo político brasileiro na descrição de seu perfil no Twitter. Além de Bolsonaro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também já criticou Greta e a chamou de "histérica". https://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=106778

ASSISTA À ENTREVISTA DO EX-PRESIDENTE LULA NA REVISTA FÓRUM

Lula deu uma entrevista AO VIVO para a Revista Fórum hoje, assista:

O PROCURADOR ROBERSON POZZOBON, ADMITE NÃO TER PROVAS CONTRA LULINHA, FILHO DO EX-PRESIDENTE LULA



Assim como nas investigações e acusações feitas contra o ex-presidente Lula, a força-tarefa da Lava Jato também não tem provas contra o filho do petista, Fabio Luis Lula da Silva, conhecido como Lulinha, e alvo de uma fase da operação deflagrada nesta terça-feira 10.

“Temos que aguardar o resultado das buscas, amadurecer esta investigação neste aspecto”, comentou o procurador Roberson Pozzobon, o mesmo que ficou conhecido por dizer, durante a apresentação do Power Point de Deltan Dallagnol, na acusação do triplex, que a força-tarefa ainda não tinha provas, mas convições de que Lula comandava um grande esquema de corrupção.

"A PF e o MPF sustentam que pagamentos podem estar relacionados à ação executiva do presidente Lula que permitiu a fusão da Oi com a Brasil Telecom. Até aqui, ainda não há documento que comprove a tese", diz a Globo, em um teste analítico sobre a operação desta quarta, assinado por Thiago Herdy. "Obter essa prova é atualmente o maior desafio da investigação", completa.
O destaque para a falta de provas foi observada pelo Jornal GGN, do jornalista Luis Nassif, que explica o caso:

Desde segunda (10), os procuradores de Curitiba têm vendido na grande mídia – que mesmo depois do dossiê do Intercept Brasil, segue sem nenhum senso crítico em relação à Lava Jato – a narrativa de que os negócios da Oi com o grupo Gamecorp, de Lulinha e sócios, precisam ser investigados.

A força-tarefa alega que é possível que algum dinheiro pago pela Oi à empresa ligada aos Lula, Suassuna e Bittar, tenha sido usado para comprar o sítio de Atibaia.
A hipótese é tudo o que a Lava Jato tem no momento. Foi para sair do campo da imaginação que deflagraram uma operação policial ostensiva, com mais de 40 mandados de busca e apreensão, na esperança de achar alguma coisa que prove que eles estão certos. https://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=106782

LULA À FÓRUM: "NÃO PODEMOS ABRIR MÃO DA INDIGNAÇÃO". "O FASCISMO É CONSTRUÍDO NA BASE DA MENTIRA"

Lula.jpg
Lula no relançamento do livro "A Verdade Vencerá", 10/XII em São Paulo (Créditos: Ricardo Stuckert)
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu entrevista à Revista Fórum na manhã desta quarta-feira 11/XII.
Participaram da entrevista os jornalistas Renato Rovai e Dri Lorenzo, além de Dennis de Oliveira, professor de comunicação da Universidade de São Paulo (USP).
O presidente comentou a operação da Polícia Federal contra seu filho Fábio Luís, na manhã de terça-feira 10/XII. Segundo Lula, a operação foi um ataque da Lava Jato à sua família e o procurador Deltan Dallagnol "deve uma desculpa" à sociedade brasileira: "ele deveria ter sido desonerado. A mentira chegou a tal nível que não tem rota de fuga", disse.
Lula também tratou sobre a importância da indignação para garantir mudanças reais: "Do governo Bolsonaro não podemos esperar muita coisa. (...) Estamos no momento da indignação. O ser humano não pode perder a responsabilidade de amar e ser bom. Mas não podemos abrir mão da indignação", disse o presidente.
E como construir a resistência contra o bolsonarismo?
Para Lula, o importante é construir uma disputa política sem utilizar dos mesmos métodos da direita: "um miliciano não respeita ninguém. O que vale é a violência. Eu acho que não estávamos preparados pra isso, e não temos que entrar no jogo sorrateiro deles. Se a esquerda, ao tentar derrotar a prática fascista do governo Bolsonaro, entrar no jogo deles, pra mim não dá mais. Pra mim só dá pra fazer política com decência"
Ele continua: "o fascismo é construído na base da mentira. Não podemos entrar no jogo deles"Assista à íntegra da entrevista:

Olavo de Carvalho terá que pagar R$ 2,8 mi a Caetano


Resultado de imagem para Olavo de Carvalho terá que pagar R$ 2,8 mi a Caetano
Foto: Reprodução
Sabe o “filósofo” extra-terrestre Olavo Carvalho, guru desses caras que dizem que a terra é plana e o rock é coisa de satã? Foi condenado, como se sabe, pela Justiça do Rio, a pagar uma multa de R$ 40 mil para Caetano Veloso e a retirar publicações das redes sociais dele relacionando o cantor à pedofilia. Pois bem. Durante 281 dias, ele simplesmente esnobou a justiça e manteve as postagens.
Agora…
Caetano Veloso pede à Justiça que Olavo Carvalho pague a multa pelos dias de descumprimento de decisão estabelecida no processo. Coisa de R$ 2,8 milhões.

Por que “Moro de saias” foi cassada


Resultado de imagem para Por que “Moro de saias” foi cassada
Foto: Reprodução
A parlamentar é acusada de caixa 2 e abuso de poder econômico na disputa eleitoral de 2018, o que sua defesa nega.
O tribunal também declarou que a parlamentar está inelegível por um período de oito anos — e determinou que sejam convocadas novas eleições para senador no Mato Grosso.
Ela pode permanecer no cargo até a publicação do acórdão (a decisão do tribunal), o que não tem data prevista para acontecer. Só após a publicação o Senado poderá notificar a senadora.
Selma Arruda pode recorrer da decisão do TSE, mas isso não impediria a perda do mandato, que é efetivada – sem necessidade de votação – pelo Senado (Mesa Diretora, também liderada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre).
Após a divulgação do resultado, a assessoria de Selma emitiu uma nota, conforme reproduzido pela imprensa brasileira, em que diz que prevaleceram “vontades políticas” em seu julgamento, mas que recebeu a notícia com “equilíbrio, respeito e serenidade”.
“Apesar das vontades políticas terem prevalecido no seu julgamento, a parlamentar acredita que o resultado traz uma lição muito importante sobre a necessidade da luta diária para livrar o país de corruptos”, diz trecho do texto.
O combate à corrupção foi a principal bandeira de Selma na campanha — e ela continuou trabalhando o tema no Senado.
Também na terça-feira, a Comissão de Constituição e Justiça da Casa aprovou um texto relacionado ao tema, e do qual Selma Arruda é relatora.
O projeto de lei em questão, aprovado por 22 votos a um, prevê a alteração do Código de Processo Penal (CPP) restabelecendo a prisão após a condenação em segunda instância — que era a regra até o dia 7 de novembro, quando o STF decidiu que ninguém pode ser preso antes do fim do processo judicial.
O texto, que ainda precisa ir a plenário, será submetido a uma votação em turno suplementar na manhã desta quarta-feira, uma vez que houve alterações na versão original.
Selma Arruda é acusada de abuso de poder econômico e de “caixa 2” durante as eleições de 2018 — o que a defesa da parlamentar nega.
Em abril, ela teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Mato Grosso. Mas pode recorrer, junto a seus suplentes, ao TSE, que agora manteve a cassação.
Antes do início da campanha oficial, ela recebeu um empréstimo de seu suplente, o fazendeiro Gilberto Possamai, no valor de R$ 1,5 milhão — a soma não foi informada à Justiça Eleitoral. Com este dinheiro, ela contratou empresas de pesquisas e de marketing antes do início da campanha formal.
Para a acusação, trata-se de “caixa 2” e de abuso de poder econômico, pois ela teria antecipado o início da disputa eleitoral. Já a defesa da senadora alega que não se tratava de atos de campanha, e que os gastos não precisavam ser declarados.
“Ela diz que foram gastos com pré-campanha, mas não dá para dizer isso. É jingle eleitoral, cartaz com número eleitoral. Não tem como dizer que é gasto pré-eleitoral; é óbvio que são gastos de campanha”, diz à BBC News Brasil o advogado e ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo. Ele atua no processo como advogado de Carlos Fávaro (PSD), candidato ao Senado derrotado em 2018, e defendeu a cassação de Selma Arruda na última terça (03), quando o assunto começou a ser julgado no TSE.

‘Lula Livre’ foi o grito na formatura do RenovaBR de Luciano Huck



O “Lula Livre” foi a palavra de ordem que predominou durante a solenidade de formatura dos alunos do curso de capacitação de lideranças políticas do Movimento RenovaBR no último sábado (7). Durante o evento, os formandos coreavam “Lula Livre” e “quem matou Marielle”, o que deixou surpresos os patrocinadores do RenovaBR, integrado por grandes empresários e personalidades da direita liberal como o apresentador Luciano Huck.

A advogada Adriana Cecilio, 42, estava entre os que puxaram o coro por Lula Livre. Ela foi uma das 1.400 selecionadas para as aulas, de um total de 31 mil inscritos. “O curso é imparcial e técnico. Não há direcionamento ideológico. Quem é de esquerda continua sendo”, diz ela.

O RenovaBR já abrigou políticos recém-eleitos como os deputados Tabata Amaral (PDT-SP) e Marcelo Calero (Cidadania-RJ).
*Com informações da coluna Painel de Mônica Bergamo (Folha de São Paulo)

Deputado Alexandre Frota provoca Eduardo Bolsonaro: “E aí, Embaixador, tá triste?”; assista

O deputado ex-bolsonarista Alexandre Frota (PSDB-SP) virou um provocador de primeira linha. E os seus principais alvos são as lideranças da extrema-direita, em espacial os Bolsonaro.
Desta vez ele resolveu tirar onda e pegar no pé do ex-futuro embaixador Eduardo Bolsonaro. Confira no tuíte a seguir:
Quis ser embaixador não foi ,quis ser Presidente Estadual do Psl caiu. Falou um monte de merda durante o ano.Agora nem Partido tem.E o Pai não deixou ser Presidente do partido fumaça. Que fase heinnn
200 pessoas estão falando sobre isso