sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

GLOB0 SE RENDE A LULA E ESTRAÇALHA B0LSONARO!! SÓ FALTOU 1 COISINHA!!

Reino Unido proíbe entrada de brasileiros e latinos devido à mutação de vírus da Amazônia

1227 visitas - Fonte: Revista Fórum

O secretário de transportes do Reino Unido, Grant Shapps, anunciou pelo Twitter na tarde desta quinta-feira (14) que foi proibida a entrada no país de brasileiros e diversos residentes em países da América Latina após a descoberta de nova mutação do coronavírus no Brasil.

“Tomei a decisão urgente de PROIBIR CHEGADAS DE ARGENTINA, BRASIL, BOLÍVIA, CABO VERDE, CHILE, COLÔMBIA, EQUADOR, GUIANA FRANCESA, GUIANA, PANAMÁ, PARAGUAI, PERU, SURINAME, URUGUAI E VENEZUELA a partir de amanhã, 15, após a evidência de uma nova variante no Brasil”, tuitou Shapps, em uma sequência de tuítes.

Segundo ele, os vôos de Portugal também estão suspensos “devido às suas fortes ligações com o Brasil”.

“As viagens de PORTUGAL para o Reino Unido também serão suspensas devido às suas fortes ligações com o Brasil – agindo como mais uma forma de reduzir o risco de importação de infecções. No entanto, existe uma isenção para as transportadoras que viajam a partir de Portugal (apenas), para permitir o transporte de mercadorias essenciais”

A medida não se aplica a cidadãos birtânicos e irlandeses que moram no Reino Unido e estão nesses países. No entanto, eles terão que cumprir quarentena por 10 dias junto a suas famílias.

lRRITADO B0NNER INTERROMPE O JORNAL NACIONAL E MANDA RECADO DIRETO NA CA...

Ministério da Saúde ignorou parecer técnico e preferiu frete mais demorado, via marítima, para as seringas

1308 visitas - Fonte: O Globo

BRASÍLIA — O Ministério da Saúde contrariou parecer da própria pasta que recomendava a compra de seringas com entrega por frete aéreo para garantir que o país tivesse insumos suficientes a tempo para efetuar a vacinação contra Covid-19.

Durante a negociação com a Organização Panamericana da Saúde (Opas) para a aquisição dos produtos, o Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do órgão defendeu a manutenção da compra com entrega por avião, ainda que com preço maior, sob o argumento de que o mercado nacional poderia não conseguir suprir a demanda do Programa Nacional de Imunização (PNI) no tempo previsto. Apesar do alerta, o departamento foi ignorado pela secretaria executiva da pasta, comandada pelo oficial do Exército Élcio Franco, "mesmo cientes das diferenças quanto ao tempo de entrega".

Documentos do Ministério da Saúde, obtidos pelo GLOBO via Lei de Acesso à Informação, mostram que a previsão para a chegada da primeira remessa de entregas no país por via marítima é 25 de janeiro, quando seriam remetidas apenas 1,9 milhão de unidades, depois disso a próxima entrega só chegaria em março. Enquanto que, pelo transporte aéreo, 20 milhões de seringas já teriam chegado ao Brasil em dezembro do ano passado.

Na terça-feira, o GLOBO revelou que o Ministério da Saúde demorou três meses para responder à Opas sobre a importação de seringas e, quando o fez, optou pelo modelo de entrega mais demorado alegando economia de recursos.

Em 16 de setembro, em despacho interno, o departamento argumentou pela continuidade das tratativas junto à Opas citando audiência pública feita com empresas nacionais do setor de vacinas ainda em fevereiro de 2020. Segundo o documento, a indústria brasileira relatava dificuldades em fornecer as quantidades necessárias ao PNI em curto espaço de tempo. De acordo com o despacho, a aquisição por avião via Opas era "estratégica" tendo em vista a entrega de doses da vacina até janeiro de 2021.

GLOBO PEDE IMPEACHMENT DE B0LSONARO!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Câmara dos EUA aprova impeachment de Trump por “incitação à insurreição”

A Câmara dos Representantes aprovou nesta quarta-feira (13) o segundo impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Com isso, ele se torna o primeiro presidente da história do país a sofrer dois impeachments.

Diferentemente do que ocorre no Brasil, nos EUA é dito que o presidente sofreu impeachment quando o processo é aprovado na Câmara. Mesmo assim, ele permanece no poder até que ocorre o julgamento no Senado, onde é preciso que dois terços da Casa confirme a decisão.

Trump foi julgado por “incitação à insurreição” após democratas apresentarem um pedido formal na última segunda-feira (11) por conta do caso da invasão ao Capitólio.

As quatro páginas do pedido fazem referência às falsas alegações de fraude na vitória de Joe Biden, às suas pressões contra os procuradores da Geórgia para reverter o resultado da disputa no estado e o comício no qual incitou seus apoiadores a invadirem a sede do Congresso.

Na terça-feira, a Câmara chegou a aprovar uma resolução pedindo para que o vice-presidente Mike Pence invocasse a 25ª Emenda da Constituição, um mecanismo que permitiria que Trump fosse retirado imediatamente do poder. Pence, porém, disse ainda antes dessa votação que não iria fazer isso.

Agora o processo vai para o Senado, onde ocorre uma espécie de julgamento. A Câmara seleciona parlamentares para atuarem como se fossem promotores e apresentarem o caso contra o presidente. Para que ele deixe o cargo é preciso que dois terços do Senado seja a favor do impeachment.

Nunca um presidente dos EUA teve o impeachment aprovado pelo Senado. Além de Trump, Andrew Johnson e Bill Clinton também tiveram seus processos de impeachment aprovados pela Câmara, mas foram absolvidos pelo Senado. Richard Nixon, por sua vez, renunciou antes de o processo ser votado na Câmara. Por Nil Júnior 

Mais de mil pessoas estão internadas em UTIs para a Covid-19 em Pernambuco

Mais de 1.700 pessoas estão internadas em leitos destinados a casos suspeitos ou confirmados da Covid-19 nas redes de saúde pública e privada de Pernambuco. Desse total, 1.055 ocupam vagas em unidades de terapia intensiva (UTIs). A reportagem é de Irce Falcão/Folha de Pernambuco.

Os dados foram passado, nesta quarta-feira (13), pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, em entrevista coletiva concedida de forma remota.

De acordo com ele, houve aumento na demanda por esses leitos destinados a pacientes na primeira semana de janeiro. As solicitações por leitos de terapia intensiva (UTI) subiram 5%, enquanto a requisição por enfermarias teve um acréscimo de 14%.

Na rede pública, são 957 leitos de UTI para a Covid-19, com ocupação atual de 83%. Já as enfermarias somam 892 vagas e têm ocupação de 66%. 

Na rede privada, segundo longo, há um total de 449 leitos para a Covid-19, entre UTIs e enfermarias, sendo monitorados. A ocupação média está em torno de 60%, sendo 76% nas UTIs de adulto e 60% nas enfermarias.

A quantidade de internados no momento nas UTIs já é maior do que em junho, quando, até então, havia sido registrado o pico de hospitalizações pela doença. 

“A situação não é confortável em nenhuma das redes. Houve um aquecimento na procura pelos hospitais privados, mas acompanhamos constantemente e as taxas de ocupação já estiveram maiores do que as que temos acompanhado atualmente”, disse André Longo.

“Uma parte dessa rede (privada) tem convênio com determinados planos de saúde. É preciso que cada cidadão conheça adequadamente a rede assistencial do seu plano de saúde para saber que hospital pode procurar”, completou. 

Nesta quarta, foram abertos 10 novos leitos de UTI para atendimento a pacientes com Covid-19 na rede pública, no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI), no bairro da Estância. A ativação dessas novas vagas é resultado de uma parceria entre o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife. 

Com esses 10 novos, a capital pernambucana passará a contar com 130 leitos para tratamento intensivo de pacientes portadores da doença provocada pelo coronavírus. Segundo o governador, a expectativa é que de, até o final de fevereiro, outros 70 novos leitos de UTI sejam instalados no HECPI.

Boletim

Governo de Pernambuco proíbe som em bares, boates, restaurantes e praias

Pernambuco decidiu, hoje, proibir som, ao vivo ou mecânico, em bares, restaurantes, praias, bares boates e em qualquer outro local que possa provocar aglomerações de pessoas. A medida, válida a partir da sexta-feira (15), foi tomada devido a um aumento no número de casos graves de Covid-19 e de internações de pacientes com suspeita ou contaminados com coronavírus.

Em pronunciamento transmitido pela internet, o secretário estadual de Saúde, André Longo, voltou a prometer que o governo fecharia as praias, caso houvesse aglomerações na orla, no fim de semana. Ele disse que, caso haja descumprimento das regras de prevenção no sábado (16) e no domingo (17), o litoral será fechado já na terceira semana de janeiro.

"A partir de sexta-feira, vamos proibir por 30 dias a utilização de som de qualquer natureza em bares, restaurantes e similares, inclusive no comércio de praia, porque isso tem contribuído para aglomerações nas faixas de areia. Além disso, qualquer tipo de som, como paredões mecânicos ou orquestras, poderão ser alvo de apreensão pelo poder público", disse André Longo.

No dia 6 de janeiro, devido à piora da pandemia, o governo proibiu eventos com mais de 150 pessoas. O estado justifica as ações de endurecimento das regras de prevenção à Covid-19 por causa do aumento de internações.

Há, atualmente, mais de 1,7 mil pacientes internados nas redes pública e privada, sendo 1.055 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

"Tivemos o registro de novo aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) no estado. Na primeira semana de 2021, foram 806 casos, 20% a mais que a última semana de 2020 e 1% a mais que a semana anterior, 15 dias atrás. Houve, também, aumento nas solicitações de leito entre a primeira semana de 2021 e a última de 2020, com 5% de acréscimo nas UTI e 14% de enfermaria", declarou. Por Magno Martins 

REPÓRTERES DA GLOBO SE RECUSAM A VOAR NO GLOBOCOP

Buscando conter os gastos em 2021, a Globo alterou os modelos do Globocop em São Paulo e também no rio de Janeiro. O antigo Esquilo AS350B2 foi substituído por um Robinson R44, aeronave menor no tamanho e também com manutenção reduzida. Mas isso acabou causando insegurança em pelo menos três repórteres da emissora que pediram para não voar – e foram atendidos inicialmente, de acordo com informações do ‘Notícias da TV’.

Segundo a reportagem, Janaína Lepri, Walace Lara e César Galvão foram os repórteres que solicitaram para não serem escalados nas novas aeronaves no início de janeiro. A própria chefia de São Paulo não ficou satisfeita com a mudança do Globocop, mas teve de acatar.

Ainda de acordo com o ‘Notícias da TV’, uma equipe de reportagem da Globo passou por um momento tenso ao tentar levantar voo a partir do solo, no pátio da emissora em São Paulo, o que deixou os profissionais dentro do Globocop apavorados. Por Magno Martins 

GOVERNO DE PERNAMBUCO INICIA DISTRIBUIÇÃO DE SERINGAS AOS MUNICÍPIOS

O Governo de Pernambuco começou, hoje, a distribuir seringas e agulhas para os municípios pernambucanos se prepararem para as duas primeiras fases da campanha de vacinação contra a Covid-19. Ao todo, serão distribuídas 1.537.126 unidades, a serem utilizadas na aplicação da primeira dose da vacina. Os insumos serão repassados pelo Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) às 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) até a próxima sexta. Ao chegar às Geres, cada cidade ficará responsável por retirar seu quantitativo.

“Estamos iniciando hoje a distribuição de 1,5 milhão de seringas para todo o Estado, sendo um milhão para o interior e 500 mil para a Região Metropolitana. Tão logo as vacinas cheguem, já estamos preparados, com cronogramas definidos de recebimento de novas seringas, para que, assim que haja disponibilização da vacina, não falte esse insumo fundamental. Vamos avançar e dar condições a todas as pessoas em Pernambuco de serem imunizadas contra o novo coronavírus”, afirmou Paulo Câmara.

Atualmente, o Estado conta com 3,9 milhões de seringas e agulhas em estoque. Mais 2,8 milhões estarão disponíveis até o fim deste mês, e outros 7,5 milhões serão distribuídos a partir de fevereiro, totalizando 14,2 milhões de insumos disponibilizados. Na primeira fase da campanha, serão imunizados trabalhadores de saúde, população indígena aldeada, idosos a partir dos 75 anos e idosos a partir de 60 anos internados em abrigos e instituições, totalizando mais de 627 mil pessoas. Já na segunda fase, com público superior a 910 mil, serão beneficiados os idosos entre 60 e 74 anos.

“Estamos, na nossa Central de Distribuição, estruturando da melhor maneira a logística para essa entrega. Esse planejamento está sendo feito a partir de um plano de segurança, que também está sendo compartilhado com a Secretaria de Defesa Social, para que a gente tenha a chegada, com tranquilidade, desse insumo que é fundamental a todas as cidades. Tão logo a gente tenha a vacina aprovada pela Anvisa, esperamos, num menor período, iniciar a vacinação em todos os 184 municípios de Pernambuco, para que a gente comece efetivamente a resolver o problema da pandemia no nosso Estado”, detalhou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

A distribuição das seringas foi definida na manhã de ontem, durante reunião extraordinária da Câmara Técnica, envolvendo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-PE). O encontro contou com a presença virtual do secretário André Longo e dos secretários municipais, além de diversas áreas técnicas da SES-PE. Por Magno Martins 

ELEITOR PODE JUSTIFICAR AUSÊNCIA NO 1º TURNO ATÉ QUINTA

O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta semana para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa. Quem não regularizar a situação pode ficar sujeito a restrições.

O prazo vence na quinta-feira (14) para quem faltou ao primeiro turno das eleições municipais 2020. Para o segundo turno, o limite é 28 de janeiro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda que a justificativa seja feita, preferencialmente, por meio do aplicativo e-Título, disponível para celulares com sistemas operacionais Android ou iOS.

O procedimento pode ser feito também pela internet, por meio do Sistema Justifica. Ou ainda de modo presencial, no Cartório Eleitoral. Em qualquer um dos casos, o eleitor precisará preencher um Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), descrevendo por que não votou. O TSE pede que seja anexada documentação que comprove a razão da falta.

Isso porque o RJE pode ser recusado pela Justiça Eleitoral, se a justificativa não for plausível ou se o formulário for preenchido com informações que não permitam identificar corretamente o eleitor, por exemplo.

Se tiver o requerimento negado, para regularizar a situação o eleitor precisará pagar a mesma multa de quem perdeu o prazo para a justificativa. O valor da multa pode variar, de acordo com o estipulado pelo juízo de cada zona eleitoral. Existe a possibilidade de o eleitor solicitar isenção, se puder comprovar que não tem recursos para arcar com a penalidade. Por Magno Martins

MACRON DIZ QUE EUROPA PRECISA ABANDONAR A SOJA BRASILEIRA PARA SALVAR A AMAZÔNIA

247 - O presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu nesta terça-feira (12) que a União Europeia abandone a compra de soja oriunda do Brasil, num esforço de preservação da floresta Amazônica. 

"Continuar a depender da soja brasileira seria endossar o desmatamento da Amazônia", afirmou Macron em vídeo nas redes sociais.  Em meio ao evento "One Planet Summit", cúpula que acontece em Paris e que neste ano é dedicada à preservação da biodiversidade, Macron defendeu que a Europa seja coerente com suas políticas ambientais. 

"Quando importamos a soja produzida a um ritmo rápido a partir da floresta destruída no Brasil, nós não somos coerentes", afirmou. "Nós precisamos da soja brasileira para viver? Então nós vamos produzir soja europeia ou equivalente", completou.

Ao todo, cerca de 30 chefes de Estado, empresários e representantes de ONGs participam das discussões do "One Planet Summit". Entre eles estão o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, o presidente do Banco Mundial, David Malpass, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, a chanceler alemã Angela Merkel e o chefe de governo britânico, Boris Johnson, que organiza a próxima conferência da ONU sobre o clima.

Mais De 170 Pessoas Estão Sob Investigação Após Tumultos No Capitólio. Segundo O Procurador-Geral De Washington, 70 Pessoas Já Foram Incriminadas

Sputnik Brasil - As autoridades norte-americanas abriram mais de 170 processos após os distúrbios do Capitólio, sendo que 70 pessoas já foram incriminadas. A informação foi divulgada pelo procurador-geral de Washington, Michael Sherwin, a repórteres nesta terça-feira (12).

"Enquanto estamos sentados aqui literalmente dias após o evento, já abrimos mais de 170 arquivos, o que significa que esses indivíduos foram identificados como pessoas que potencialmente cometeram crimes dentro e fora do Capitólio", disse.

"Já incriminamos mais de 70 casos", acrescentou o procurador-geral, Michael Sherwin, prevendo que estes números vão "aumentar geometricamente".

​Em 6 de janeiro, o presidente dos EUA, Donald Trump, em um comício perto da Casa Branca, pediu aos seus apoiadores que fossem ao Capitólio para "ajudar os republicanos fracos" a desafiar os resultados das eleições.

Uma multidão de partidários de Trump sitiou o Congresso dos EUA, invadiu o prédio e interrompeu a sessão conjunta que trabalhava na aprovação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais. Os membros do Congresso foram evacuados para um local seguro, onde permaneceram em aposentos apertados por várias horas.

BOLSONARO DEIXOU O SALÁRIO MÍNIMO ABAIXO DA INFLAÇÃO; TRABALHADORES TEM PERDA RECORDE

Desde o golpe de 2016, os trabalhadores jamais tiveram perda salarial tão forte quanto nesse período de Jair Bolsonaro. Nesse ano de 2021, por exemplo, o salário mínimo de R$ 1.100 em 2021 não repõe a inflação do ano passado.

O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), indicador que corrige o salário mínimo, registrou alta de 5,45% em 2020, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 12, acima do reajuste de 5,26% dado no salário mínimo.

O reajuste no mínimo não repõe o poder de compra, como assegurado pela Constituição Federal de 1988. O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) sustenta que o valor do salário mínimo deveria ser ao menos R$ 5.289,53 (projeto do mês de novembro).

O salário mínimo de R$ 5.289,53 daria para arcar com as necessidades de saúde, alimentação, moradia, transporte e lazer –-fazendo cumprir a Constituição. O mínimo de Bolsonaro, de R$ 1.100, é inconstitucional e imoral. Se o trabalhador não está recebendo o que deveria por sua força de trabalho significa que alguém está “roubando” sua parte.

O valor salário mínimo definido por Bolsonaro, este ano, desconsidera a volta da hiperinflação e o aumento no preço da cesta básicahttps://www.esmaelmorais.com.br/2021/01/bolsonaro-deixou-o-salario-minimo-abaixo-da-inflacao-trabalhadores-tem-perda-recorde/

JUSTIÇA FEDERAL DÁ 72 HORAS PARA PLANALTO EXPLICAR SIGILO NO CARTÃO DE VACINAÇÃO DE BOLSONARO

A Juíza da 20ª Vara Federal de Brasília ordenou que o representante da União Federal se manifeste, no prazo de 72 horas, sobre a decretação sigilo imposto à carteira de vacinação do Presidente da República, Jair Bolsonaro, atendendo a pedido realizado pela Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, em Ação Popular.

Na ação, a presidenta Gleisi Hoffmann afirma que tal documento é de interesse público, justamente por Jair Bolsonaro figurar como Presidente da República e, portanto, representante do Estado brasileiro e chefiar o Poder Executivo Federal, além de estar inserido no debate político a respeito da vacinação contra o novo coronavírus.

Em 2020, a Justiça Federal de São Paulo já tinha autorizado que o periódico o Estado de São Paulo tivesse acesso aos resultados dos testes laboratoriais de Bolsonaro sobre a infecção pela COVID-19, o que terminou no cumprimento espontâneo pelo Palácio do Planalto às vésperas de uma decisão do Ministro Ricardo Lewandowski do Supremo Tribunal Federal. As informações são do PT

FORD É CHAMADA DE “COMUNISTA” POR BOLSONARISTAS APÓS ESCOLHER ARGENTINA

Ícone do capitalismo americano, a Ford Motor Company, ou simplesmente Ford, está sendo injustamente acusada por bolsonaristas de ser uma empresa “comunista” –após a montadora anunciar o fechamento no Brasil e a ampliação da planta na Argentina.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro apanha pela fuga da Ford, o presidente argentino Alberto Fernández comemora a aposta da companhia americana.

“Recebi o presidente da Ford Argentina, Martín Galdeano, que anunciou que a montadora investirá 580 milhões de dólares na fabricação local da nova Ranger”, publicou o presidente da Argentina no Twitter.

Recentemente, a Argentina resolveu taxar as grandes fortunas e aumentar impostos dos mais ricos, reajustar salários dos trabalhadores e aposentadorias, ao passo que o Brasil fez o caminho contrário: confiscou renda do andar de baixo com as reformas trabalhista e previdenciária.

Bolsonaro minimizou dizendo que a Ford foi embora por causa de incentivos fiscais –que ela já tinha–, porém, o presidente brasileiro omite que a depressão econômica que assola a pátria verde-amarela antes mesmo da pandemia.

Após o golpe de 2016, o Brasil optou por reduzir salários, limitar acesso às aposentadorias, e concentrar a renda nas mãos dos mais ricos –principalmente nos bancos.

O primeiro impacto dessa depressão pôde ser sentido com a redução de 26% na venda dos veículos em 2020, mas tende a se alastrar sobre outros segmentos da economia.

EMPRESA FARMACÊUTICA INDIANA VAI OFERECER VACINA COVAXIN A EMPRESA BRASILEIRA

474 visitas - Fonte: O Globo

RIO — A farmacêutica indiana Bharat Biotech anunciou nesta terça-feira (12) que assinou acordo de fornecimento de sua vacina contra Covid-19 Covaxin para a empresa brasileira Precisa Medicamentos. A quantidade de vacinas disponíveis para o Brasil não foi divulgada, mas a prioridade será dada ao setor público, por meio de acordo com o governo brasileiro.

A companhia disse ainda que o fornecimento a clínicas privadas de vacinação no Brasil poderia ocorrer baseado em recebimento de aprovação do imunizante pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Covaxin:Entenda as críticas à vacina indiana contra a Covid-19 que despertou interesse de clínicas privadas brasileiras

Na semana passada, a Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC) enviou uma delegação à Índia para negociar a possível compra de 5 milhões de doses da Covaxin para serem comercializadas por clínicas privadas.

Em uma transmissão em uma rede social, também na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro disse que o governo federal não vai "criar problema" para clínicas privadas comprarem doses de vacinas contra a Covid-19.

Procurada, a ABCVAC informou que não tem comentário a fazer sobre o assunto por ora. A entidade pretendia buscar vacinas que não estivessem nos planos do governo.

AUMENTO DE ALGUNS ALIMENTOS EM ATÉ 100%, ELEVA INFLAÇÃO ACIMA DO ÍNDICE DE AUMENTO DO PISO SALARIAL

774 visitas - Fonte: Revista Fórum

Item corriqueiro nos lares brasileiros, usado para o preparo de boa parte dos alimentos, o óleo de soja foi, ao lado do arroz, o maior vilão da inflação de 2020. Seu preço mais que dobrou ao longo do ano passado, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): subiu 103,79%. O arroz apareceu em seguida, com alta de 76,01%.

O dado consta da divulgação do resultado do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), feita pelo IBGE nesta terça-feira (12). O índice, considerado a inflação oficial do país, ficou em 4,52% em 2020. Foi o maior desde 2016.

E o que mais teve impacto sobre ele foi justamente o grupo Alimentos e Bebidas. Ele disparou 14,09%, a maior variação desde 2002. Além de óleo de soja e arroz, outros itens com reajustes altos no ano foram batata inglesa (67,27%), leite longa vida (26,93%), frutas (25,4%), hortaliças e verduras (21,19%) e carnes (17,97%).

A inflação medida em dezembro, de 1,35%, foi a maior variação mensal desde fevereiro de 2003 (1,57%) e o maior índice para um mês de dezembro desde 2002 (2,1%). O IPCA de 2019 tinha ficado em 4,31%.

INPC

Usado no reajuste do salário mínimo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ficou ainda maior: fechou o ano em 5,45%. Com isso, ele ficou acima dos 5,26% que Jair Bolsonaro (sem partido) concedeu de reajuste no piso nacional. O valor de R$ 1.100 está em vigor desde o dia 1º de janeiro deste ano, por meio de uma medida provisória (MP). https://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=112941

O DEPUTADO PARAIBANO JOÃO HENRIQUE (PSDB), MORRE POR COMPLICAÇÕES DA COVID-19

O deputado estadual paraibano João Henrique (PSDB) morreu, hoje, aos 77 anos, vítima da Covid-19. O parlamentar estava internado desde o dia 7 de dezembro, em hospital particular de São Paulo.

A informação da morte de João Henrique foi confirmada pelo filho Michel Henrique. Segundo ele, a família estava toda em São Paulo acompanhando a internação do pai. “Estivemos com ele até o último suspiro, ele como sempre, foi um guerreiro”, disse Michel Henrique.

De acordo com a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a situação de João Henrique se agravou devido a diabetes. A ALPB declarou luto oficial de sete dias e informou que o velório de João Henrique vai ocorrer na sede legislativa, mas ainda não há previsão de quando o corpo do parlamentar vai chegar na Paraíba. 

Por Magno Martins

MINISTÉRIO DA SAÚDE RESTRINGE FABRICAÇÃO DE SERINGAS CONTRA COVID-19 E ATRASA PRODUÇÃO , DIZ A INDÚSTRIA

834 visitas - Fonte: Valor Econômico

No amplo galpão da fábrica na zona norte de Manaus, as máquinas operam 24 horas por dia com 100% da capacidade.

As linhas de produção automatizadas garantem o mínimo contato entre os 400 colaboradores, que não tiveram redução de jornada durante a pandemia. Pelo contrário: a demanda por insumos hospitalares aumentou 10%.

Enquanto estados e o governo federal travam uma corrida por seringas e agulhas para garantir a vacinação contra a Covid-19, a fábrica da SR (Saldanha Rodrigues) em Manaus, uma das quatro que produzem tais insumos no Brasil, opera a plena carga para abastecer o mercado nacional.

Mas todo esse reforço na produção pode não ser suficiente para garantir a aquisição dos insumos necessários para a imunização dos brasileiros contra a Covid-19, ou seja, para a aplicação das duas doses da vacina em pelo menos 70% da população, sem risco de desabastecimento ao longo da campanha.

Isso porque o Ministério da Saúde restringiu a vacinação a apenas um modelo de seringa: a de 3 ml com o chamado “bico de rosca”, limitando a produção nacional a 1,5 milhão por dia. A indústria nacional pode não dar conta da demanda a tempo da chegada das doses em todos os estados.

“Quando o Ministério escolhe apenas um modelo de seringa assim, em cima da hora, ele limita toda a capacidade de produção das empresas, porque as linhas de produção levam até um ano para serem adaptadas para um novo molde. Vai acontecer isso, de alguns estados terem seringa de 3 ml e outros não para a vacina”, afirma o o diretor-técnico da SR, Tomé da Silva.

MORO E DALLAGNOL ESTÃO NAS “MÃOS” DE LULA. A POLÍCIA FEDERAL ENTREGOU OS DIÁLOGOS ENTRE AMBOS

O ex-juiz Sergio Moro e o procurador Dallagnol, ex-coordenador da Lava Jato, estão nas “mãos” do ex-presidente Lula.

A Polícia Federal entregou na noite de segunda-feira 11, à defesa de Lula, as mensagens de autoridades hackeadas e que foram apreendidas pela Operação Spoofing, que incluem diálogos entre integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

O pedido de acesso foi feito pela defesa do petista ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, e acatado em 28 de dezembro.

Os advogados do ex-presidente já enviaram um comunicado ao gabinete de Lewandowski informando que já retiraram, na Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal, dois HDs externos com os arquivos.

Lula deverá usar as mensagens de Moro e Dallagnol para pleitear, no habeas corpus, a suspeição do ex-juiz e do ex-coordenador da força-tarefa Lava Jato.

Os arquivos nas mãos dos petistas têm capacidade de mandar para a cadeia os ex-paladinos da justiça, dizem dirigentes do partido. https://www.esmaelmorais.com.br/2021/01/moro-e-dallagnol-estao-nas-maos-de-lula-desde-a-noite-de-segunda-feira/

ESPECIALISTAS DIZEM QUE TESTES COM VACINA CHINESA FORAM MAIS RIGOROSOS

Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images

O governo do Estado de São Paulo revelou nesta terça-feira, 12, que a eficácia global da vacina contra a Covid-19 CoronaVac é 50,4%. O dado diz respeito a todas as manifestações da doença após a vacinação, mesmo as muito brandas, que não necessitam de ajuda médica. Na ocasião, o secretário Jean Gorynchtein ratificou o caráter seguro do fármaco.

O número está acima dos 50% mínimos pedidos pela a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que o medicamento seja aprovado e também estipulado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A taxa da eficácia global, divulgada hoje, é importante para gestores de saúde pois com ela é possível saber o quanto da população precisa ser vacinada para que se atinja a imunidade coletiva — barrando a disseminação da doença.

Em sua fala nesta terça, Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou que, em abril, havia uma vacina já desenvolvida — na China, pela Sinovac, — para combater o Sars-Cov-1, o vírus que causou a epidemia de Sars. E que este medicamento foi adaptado para o novo coronavírus. Ele disse que, nos testes brasileiros de fase 3, as pessoas elencadas para realizar os testes estavam expostas a altas cargas virais diariamente: profissionais da saúde. “Escolhemos a população que desafiaria a vacina de forma mais intensa”, disse. “É o teste mais difícil e mais duro que uma vacina pode enfrentar”, comentou, em relação a outros testes com vacinas que teriam aplicado doses em outros públicos— menos expostos à Covid-19.

EX-DIRIGENTES DO CREMESP QUEREM PUNIÇÃO A MÉDICOS QUE DESINFORMAREM SOBRE COVID

Foto: Reprodução/Google Maps

Os ex-presidentes do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) protocolaram uma carta no órgão pedindo que ele tome medidas legais e administrativas contra profissionais que divulgam informações falsas sobre o tratamento e a prevenção da Covid-19. E que se posicione “enfaticamente a favor da ciência médica e da vacinação contra a Covid-19.”.

Eles afirmam que o Cremesp não fez até agora “qualquer pronunciamento” contra a prática de médicos que “têm promovido medicamentos sem qualquer evidência científica para prevenir e tratar a Covid-19, além de contestarem medidas comprovadamente eficazes, como o uso de máscaras, o distanciamento social e, agora, as vacinas”.

“Repudiamos a ausência de escrúpulos daqueles que violam princípios éticos e desrespeitam a dignidade humana”, diz o texto.

EPIDEMIOLOGISTA SOBRE EFICÁCIA DA CORONAVAC: 'NÃO É UMA FERRARI, MAS É UM UNO QUE VAI NOS LEVAR AONDE QUEREMOS'

247 - A vice-presidente do Instituto Sabin, Denise Garrett, comparou nesta terça-feira (12) a eficácia da vacina chinesa Coronavac com um carro popular. 

Em entrevista à CNN Brasil, Garrett disse a taxa geral de eficácia de 50,38% da Coronavac pode não ser tão alta, "mas já é um bom começo”.

“Não é nenhuma Ferrari, mas é um Uno que vai nos levar ao destino que nós queremos chegar. É uma vacina segura, que pode ser distribuída no Brasil com certa facilidade. E lógico que tem potencial de ter um controle nessa pandemia”, afirmou. 

Leia também matéria da agência Ansa sobre o assunto:

APÓS MESES DE INCENTIVO, MINISTÉRIO DA SAÚDE RECUA E DIZ QUE VERMÍFUGO É INEFICAZ CONTRA COVID-19

247 - O Ministério da Saúde comunicou à Câmara dos Deputados que o medicamento nitazoxanida, vermífugo vendido com nome comercial de Annita, não consta do rol de remédios contra o tratamento da Covid-19. A droga, que já foi anunciada pelo próprio governo como eficaz no tratamento precoce da doença, também não aparece na lista de compras e distribuição pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ministro astronauta Marcos Pontes foi grande incentivador da ideia estapafúrdia e investiu milhões num estudo que fracassou por completo.

“A Nitazoxanida não consta nas orientações deste Ministério da Saúde para o tratamento da Covid-19, e também não se encontra incluída na Relação Nacional de Medicamentos – RENAME 2020, de forma que esse medicamento não é adquirido ou financiado com recursos federais do SUS”, diz trecho do texto do ministério enviado em resposta a um pedido de informações da bancada do PSOL, de acordo com o jornal O Globo.

"Este Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF/SCTIE) e Insumos Estratégicos informa que até o momento, não tem ciência de nenhum processo para aquisição de Nitazoxanida pelo Ministério da Saúde, ou de planos para sua disponibilização na rede pública de saúde", diz outro trecho do documento.

Em outubro, o governo federal afirmou ter comprovações que o vermífugo reduziria a carga viral nos primeiros dias em que os pacientes infectados pelo coronavírus apresentassem sintomas. O anúncio contou com a presença de Jair Bolsonaro e do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, principal promotor da ideia estapafúrdia.

PF ENTREGA À DEFESA DE LULA MENSAGENS DE MORO E DALLAGNOL

247 - A Polícia Federal entregou na noite desta segunda-feira (11) à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mensagens que foram apreendidas pela Operação Spoofing. As mensagens incluem diálogos trocados entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, ex integrantes da força-tarefa. 

Os diálogos devem comprovar atuação parcial do ex-juiz, abrindo espaço para a sua suspeição e a devolução dos direitos políticos do ex-presidente

Segundo reportagem do portal UOL, o pedido de acesso foi feito pela defesa de Lula ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski e acatado pelo ministro em 28 de dezembro.

Os advogados do petista enviaram um hoje comunicado ao gabinete de Lewandowski no qual relatam terem retirado, na Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal, dois HDs externos com os arquivos.

CHEFES MILITARES DOS EUA CONDENAM 'INSURREIÇÃO' EM INVASÃO AO CAPITÓLIO POR APOIADORES DE TRUMP

247 - O Instituto Butantan divulgou nesta terça-feira (12)  detalhes de um estudo feito a respeito da eficácia geral da vacina Coronavac, que atingiu 50,38% de imunização contra a Covid-19.

Segundo reportagens da Folha de S.Paulo e CNN, o dado foi informado à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no pedido de registro emergencial da vacina, e está acima dos 50% requeridos universalmente para considerar um imunizante viável.

Na última quinta-feira (7) havia sido divulgado que o imunizante atingira índice de eficácia de 100% para casos graves e moderados e de 78% para os infectados que apresentaram casos leves ou precisaram de atendimento ambulatorial.

No entanto, esse número era um recorte segmentado por casos e não é igual ao da eficácia global do imunizante, ou seja, a capacidade da vacina de proteger em todos os casos, sejam leves, graves ou moderados. 

De acordo com Marco Aurélio Safadi, presidente do departamento de infectologia da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), esses dados são semelhantes a de vacinas já em uso, como a de rotavírus e coqueluche, e acima da vacina contra a gripe.

Os dados são fundamentais para a aprovação do imunizante em caráter emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que cobrou novas informações. 

A reportagem ainda informa que, à primeira vista, parece um dado muito inferior aos 78% de prevenção de casos leves e 100% de pacientes moderados, graves ou mortos evitados pela Coronavac. Mas ele inclui aquelas pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus e não tiveram sintomas que necessitaram de atenção no estudo de fase 3 comandado pelo Butantan no Brasil, no qual a vacina de origem chinesa foi testada num grupo de 13.060 voluntários.

​Foram infectadas ao longo do ensaio, iniciado em julho, 218 pessoas.

OPOSIÇÃO VAI AO TCU E MP CONTRA O MINISTRO DA SAÚDE, PAZUELLO, POR PRESSIONAR PELO USO DE CLOROQUINA EM MANAUS

247 - Os deputados Alexandre Padilha (PT-SP) e Marcelo Freixo (PSOL-RJ) anunciaram ações no Tribunal de Contas da União (TCU) e no Ministério Público Federal contra a atuação do Ministério da Saúde, chefiada por Eduardo Pazuello, que pressionou a cidade de Manaus a administrar cloroquina, mesmo sem eficácia compravada, no tratamento da Covid-19. 

A pasta do ministro Pazuello pediu autorização para fazer uma ronda nas Unidades Básicas de Saúde para encorajar o uso das medicações. A alternativa, não utilizá-las, é tratada como "inadmissível" em documento enviado para a secretaria municipal de Saúde de Manaus.

Segundo o deputado Alexandre Padilha, que é médico e ex-ministro da Saúde, pediu que o TCU impeça o Ministério da Saúde de recomendar medicamentos sem eficácia comprovada a municípios e estados, e de fazer essas visitas para disseminar o "tratamento precoce".

"É estarrecedor que o Ministério da Saúde tenha apresentado apenas um arremedo de Plano Nacional de Vacinação, e continue empenhando recursos públicos de grande vulto para oferecer medicamentos que não possuem eficácia científica comprovada contra a Covid-19", escreve Padilha.

Já o deputado Marcelo Freixo, em declaração nas redes sociais, elencou a falta de iniciativas concretas do governo no combate à pandemia. "Em vez de providenciar agulha, seringa e calendário de vacinação, Pazuello está pressionando a prefeitura de Manaus a distribuir cloroquina e ivermectina na rede pública. Até ronda nos postos de saúde o ministro quer fazer. Vamos acionar o Ministério Público Federal", afirmou. 

ANVISA DECIDE NO DOMINGO SOBRE PEDIDOS DE USO EMERGENCIAL DE VACINAS

247 - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta terça-feira, 12, que a reunião que avaliará os pedidos de autorização para uso emergencial das vacinas contra a Covid-19 do Instituto Butantan e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está prevista para domingo, 17.

A data é o penúltimo dia do prazo estabelecido pela própria agência como meta para análise dos pedidos.

A Fiocruz entregou na sexta-feira, 8, seu pedido de uso emergencial da vacina desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. O pedido da fundação é referente a 2 milhões de doses que serão importadas do laboratório Serum, na Índia.

Já o Instituto Butantan fez o pedido para o uso da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o instituto em São Paulo. O pedido é para 6 milhões de doses que o Butantan recebeu da China.

‘COVID VIRA GRIPINHA’: ENTENDA O QUE SIGNIFICA A EFICÁCIA DE 50,4% DA CORONAVAC

247 - O governo de São Paulo divulgou nesta terça-feira (12) os resultados dos testes globais de eficácia da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês SinoVac e trazida para o Brasil por uma parceria com o Instituto Butantan.

A eficácia geral é de 50,38% nos testes no Brasil, índice considerado adequado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para conter infecções, anunciou a entidade. Mas muita gente ficou confusa, achou que o índice poderia ser baixo e não compreendeu o que significam os 100% de eficácia para casos graves, 78% para casos leves e 50,4% para assintomáticos. Afinal, qual a diferença? E como foi feito o estudo?

O especialista em epidemiologia Márcio Sommer Bittencourt, cardiologista do Hospital Israelita Albert Einstein e pesquisador da Clínica Epidemiológica do Hospital Universitário da USP, traz uma explicação bastante clara no Twitter. Em resumo, ele diz que, com a vacina, “a Covid vira uma gripinha na maior parte dos casos”.

“Para uma vacina desenvolvida em um ano, que pode ser produzida em larga escala localmente, distribuída facilmente sem problemas, acho um espetáculo”, opinou Bittencourt, que tem chamado atenção nas redes sociais por suas análises sobre a pandemia. Confira abaixo a sequência de seus posts no Twitter:

** NOTA URGENTE**

VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DA COVID CRESCE E BOLSONARISTAS ATACAM CORONAVAC

O Boletim do Imperial College de Londres, assinalando um crescimento de mais de 35% no nível de transmissão da Covid-19 no Brasil deveria estar de deixando de cabelo em pé as nossas autoridades sanitárias para que o “Dia D e Hora H” da vacinação aconteçam logo.

O índice de transmissão, identificado pela sigla Rt saltou de 1,04 para 1,41, o que quer dizer que, antes, se 100 pessoas infectadas transmitiam para 104 agora, nas mesmas circunstâncias, repassam o vírus para 140.

Em tese, isso significaria um aumento semelhante no número de infecções, internações e mortes em poucos dias.

Na prática, vai significar exatamente isso. O renomado instituto inglês estima 7.640 mortes na semana começada ontem, o mesmo número que a pior semana já registrada até agora, a de 19 a 25 de julho.

Embora seja suficiente para interromper esta avalanche de mortes e de internações hospitalares, a vacina do Butantã, pelo perfil de testes ultra-severos aplicados em sua fase 3 (apenas pessoas de serviço hospitalar, expostas fortemente ao Sars-Cov2) e pelas inúmeras chicanas antes de apresentar-se o número modesto numa “guerra de eficácia” que tem inconfessáveis objetivos comerciais. sofreu hoje um baque de confiança que vai ajudar o Governo Federal a postergar o início da vacinação, se é que não vão voltar atrás na compra dos imunizantes do Butantan.

A campanha dos bolsonaristas antivacina está exultante e criando a crença de que a vacina é inútil. O chefe deve estar se coçando para dizer o mesmo e talvez o faça.

Estamos cada ver mais num mato sem cachorro, ou sem vacina, porque os dois milhões que viriam da Índia, é claro, vão demorar e, mesmo assim, não se funcionam para uma campanha de vacinação massiva e em todo o nosso território. https://tijolaco.net/velocidade-de-transmissao-da-covid-cresce-e-bolsonaristas-atacam-coronavac/