Pesquisa sugere que Lula está virando unanimidade nacional

A rodada de maio da pesquisa Ipsos-Estadão revela a continuidade do fortalecimento político do ex-presidente Lula sobretudo após ter sido preso. A novidade é a de que só Lula melhorou seus índices, perdendo rejeição e ganhando aprovação, além de ser o menos rejeitado. Enquanto isso, o carrasco dele, Sergio Moro, é cada vez mais rejeitado e menos aprovado.
Na primeira pesquisa do instituto Ipsos feita inteiramente após a prisão de Lula, a desaprovação a ele aparece com tendência de queda pelo terceiro mês seguido: era de 57% em março, passou a 54% em abril e caiu para 52% em maio. Já a aprovação, no mesmo período, foi de 41%, 42% e 45%, respectivamente.
No caso de Sergio Moro, ele é desaprovado por 50% e aprovado por 40%. Em abril, sua desaprovação era de 49% e, em março, de 47%. A imagem do carrasco de Lula não para de piorar.
Também é interessante o caso de Jair Bolsonaro. Seis em cada dez eleitores não aprovam seu desempenho, segundo a pesquisa – ou seja: tem 60% de desaprovação. A taxa de aprovação é de apenas 23%.
Os outros candidatos todos ostentam números muito ruins. Alguns deles, ostentam números trágicos.
A desaprovação ao ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin é de 69%, o quádruplo de sua aprovação, de 17%. Vale dizer que Alckmin é a grande aposta do mercado financeiro e da grande mídia.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é um dos campeões de rejeição, com 71%
O ex-prefeito de SP João Doria tem desaprovação um pouco menor que a de Alckmin: 62% por ser menos conhecido, mas empata com Alckmin em rejeição entre os que conhecem os dois.
Marina Silva tem desaprovação de 61%. Piorou 1 ponto percentual desde a pesquisa anterior.
O que se pode deduzir de tudo isso é que quanto mais a crise se agrava, mais Lula se fortalece nas pesquisas, mesmo preso. E é nessa condição que tem mais força que aquele que o mandou para a cadeia, Sergio Moro.
Bolsonaro aparece com rejeição altíssima e ENORME desconfiança contra si, com uma aprovação ridícula de 23% contra 60% de rejeição.
Alckmin, dá vergonha alheia. Faz um papelão na pesquisa, junto com Doria e FHC. Marina, ostenta rejeição igual à dos piores candidatos.
Os candidatos ligados a Lula, Como Fernando Haddad e Jaques Wagner, não estão muito melhor, mas como essa pesquisa, como todas as outras, não os citou como candidatos de Lula, não se sabe que efeito haverá se forem apoiados por ele.
Segundo outras pesquisas, subirão em disparada se Lula os apoiar
Se Lula continuar subindo desse jeito, chegará à reta final da campanha eleitoral como unanimidade no país. Não será surpresa se chegar a uma possibilidade esmagadora de vitória em primeiro turno e com grande capacidade de transferir esses votos para o candidato que indicar para disputar a eleição em seu lugar, se não puder concorrer.
Lula está virando unanimidade nacional porque o povo está acordando. Rapidamente.

Marília Arraes já é a grande vencedora de 2018


Resultado de imagem para marilia arraes

Após a vitória de Eduardo Campos em 2006, onde Marília, então estudante da Faculdade de Direito do Recife, teve atuação destacada, ela foi ungida pelo PSB para disputar um mandato de vereadora do Recife em 2008 . Ainda muito jovem, Marília sagrou-se vitoriosa com uma expressiva votação. Já na eleição seguinte teve uma redução de votos, mas conseguiu a reeleição.
Foi alçada ao posto de secretária de Juventude de Geraldo Julio onde ficou um ano, quando decidiu deixar a pasta para tentar viabilizar uma candidatura a deputada federal. Naquele momento, Marília teve o seu desejo negado por Eduardo Campos e acabou rompendo com o primo. Marília, vale salientar, teve uma coragem que nem todo político ousaria ter, que foi romper com Eduardo no auge dele.
Passada a morte de Eduardo e a vitória de Paulo Câmara, Marília seguiu no PSB mas virou oposição a Geraldo Julio e a Paulo Câmara até optar por sair do partido para filiar-se ao PT. Assim como em 2014 quando rompeu com Eduardo, Marília deu outra demonstração de coragem quando, no auge da impopularidade petista, entrou no partido. Essas atitudes serviram para mostrar que Marília era diferenciada e isso fez dela alguém que merecesse a confiança da população.
Apesar de muitos afirmarem que ela seria derrotada em 2016, Marília teve o seu melhor desempenho na busca pelo terceiro mandato de vereadora, quando ficou entre as mais votadas do Recife e com a derrota de João Paulo para Geraldo Julio e a perda de muitos vereadores do PT, ela se credenciou como uma importante liderança política do partido. Por ser mulher, jovem e neta de Arraes, e sem um nome do PT para ofertar qualquer perspectiva política em Pernambuco, Marília virou um nome natural do partido para se colocar como alternativa para a eleição de 2018.
Ocorre que a sua pré-candidatura a governadora tomou uma proporção gigantesca e que chamou a atenção do PSB. O senador Humberto Costa enxergou em Marília Arraes o seu passaporte para tentar a reeleição pela Frente Popular e em vez de apoiar a pré-candidatura dela, como no início, passou a trabalhar contra, querendo entregar a cabeça de Marília de bandeja ao PSB. A rifada de Marília está encaminhada porque existe um desejo conjunto do PT e do PSB e pesa a favor da aliança a reaproximação nacional dos dois partidos.
Mesmo sendo rifada, Marília Arraes poderá ter sem sustos um mandato de deputada federal pelo PT, motivo do seu rompimento com Eduardo Campos. A diferença é que se em 2014 ela provavelmente seria eleita a reboque do primo, em 2018 ela chegará ao mandato por méritos próprios, e pode ser considerada a grande vitoriosa em Pernambuco. Marília terá a condição de vítima de um processo político, que dará mais do que um mandato de deputada federal em outubro, que será o protagonismo da política estadual pelos próximos anos. Em suma, a não candidatura em 2014 fez de Marília uma política diferenciada, e em 2018 a não candidatura a governadora lhe permitirá o mandato e uma relevância que jamais sonhou ter no estado. Queiram ou não queiram os juízes, Marília Arraes já é a grande campeã de 2018. (por Edmar Lyra)

Hipocrisia pura: Moro diz que pode ter fotos com políticos porque Lula também tem; mas Lula não é juiz e não tem que ser imparcial


Em despacho publicado nesta quinta (24), o juiz federal Sergio Moro negou um pedido realizado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que ele seja afastado da ação penal que investiga reformas no sítio de Atibaia (SP).
A solicitação dos advogados foi feita após o magistrado participar de um evento do Lide, empresa ligada a João Doria (PSDB), e posar para foto com o pré-candidato ao governo de São Paulo –conduta que, segundo eles, seria "incompatível com a imparcialidade e a independência que se esperam de quem deverá julgar esta causa criminal". O evento, realizado no dia 16 de maio na cidade de Nova York (EUA), concedeu a Moro o prêmio de ’Pessoa do Ano’.

Em seu despacho, Moro argumenta que o Lide é uma associação empresarial e que, de acordo com seu website, a direção do comitê gestor seria formado atualmente por Luiz Fernando Furlan, Roberto Giannetti da Fonseca e Gustavo Ene, além de outros representantes do setor privado –"pessoas que não se confundem com João Doria Junior".
Com relação ao registro em que aparece ao lado do tucano, Moro diz que "uma fotografia em evento social ou público nada significa além de que as pessoas ali presentes tiraram uma fotografia".

O magistrado afirma ainda que "pessoas tiram fotos em eventos públicos" e que é possível encontrar na internet dezenas de fotos de Lula com "políticos oposicionistas", mas que isso não significaria que, "por conta da foto, eram ou se tornaram aliados políticos". Ele inclui, em seguida, um link de busca para a frase "fotos de Lula com Aécio Neves", que retorna uma série de imagens dos políticos lado a lado.
Moro também argumenta que é possível encontrar fotos de Lula com "políticos atualmente presos, o que não significa necessariamente que são cúmplices na atividade criminal específica". O magistrado então inclui um link de busca para a frase "fotos de Lula com Geddel", que dá como resultado algumas imagens do ex-presidente ao lado de Geddel Vieira Lima, preso na Papuda, em Brasília, desde o dia 8 de setembro de 2017.

"Seria de fato melhor para qualquer juiz evitar fotos com quaisquer agentes políticos, independentemente de seu mérito, a fim de evitar interpretações equivocadas ou incidentes processuais infundados, mas, em eventos públicos ou sociais, fotografias podem ser tiradas", afirma. 

GLOBO É EXPULSA A GRITOS POR CAMINHONEIROS EM SUAPE

Pernambuco 247 - Uma equipe de reportagem da TV Globo em Pernambuco foi expulsa a gritos de "fora" por caminhoneiros em greve no Porto de Suape nesta sexta-feira 25.
Em vídeo que circula nas redes sociais, a equipe foi forçada a entrar no carro da emissora e ainda ser protegida pela polícia local. Assista:

Combo 247: Requião e Zé Maria

Ao negar suspeição, Moro torna-se suspeitíssimo


Sérgio Moro abusou da arrogância, do cinismo e da ironia para negar seu pedido de afastamento, por suspeição, do julgamento da ação penal do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia.
A defesa do Lula entende que é evidente a intimidade do Moro com os tucanos, a tribo político-partidária diretamente interessada em prejudicar Lula, para não dizer aniquilá-lo, inclusive fisicamente.
Na visão dos advogados do Lula, essa intimidade, retratada em animadas fotografias, “é incompatível com a imparcialidade e a independência que se esperam de quem deverá julgar esta causa criminal”.
Em Nova Iorque, onde participou de glamoroso [e brega] evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, os afilhados de Carlos Zucolotto Júnior[1], o nobiliário casal Rosângela e Sergio Moro, pousaram para fotografia com “o casal” João Dória Júnior, um tucano que faz do ódio ao Lula sua verdadeira razão de ser.
Segundo o UOL, “o magistrado afirma ainda que ‘pessoas tiram fotos em eventos públicos’ e que é possível encontrar na internet dezenas de fotos de Lula com ‘políticos oposicionistas’, mas que isso não significaria que, ‘por conta da foto, eram ou se tornaram aliados políticos’Ele inclui, em seguida, um link de busca para a frase ‘fotos de Lula com Aécio Neves’, que retorna uma série de imagens dos políticos lado a lado”.
O UOL dá vazão a Moro, que “também argumenta que é possível encontrar fotos de Lula com ‘políticos atualmente presos, o que não significa necessariamente que são cúmplices na atividade criminal específica’. O magistrado então inclui um link de busca para a frase ‘fotos de Lula com Geddel’, que dá como resultado algumas imagens do ex-presidente ao lado de Geddel Vieira Lima, preso na Papuda, em Brasília, desde o dia 8 de setembro de 2017”.

Em ato falho, Parente confundiu Temer e FHC

Dois dias antes da greve, Moro estava confraternizando com Pedro Parente nos EUA


Joaquim de Carvalho, DCM

As panelas estão silêncio, mas paneleiros renintes, com a cabeça feita pelos analistas da Globo, continuam tagarelando nas redes sociais, e tentam colocar a culpa do caos gerado na vida dos brasileiros aos governos de Dilma e Lula.
Incrível.

Michel Temer assumiu o governo com a mão grande e, imediatamente, implantou o plano de governo derrotado nas urnas.

O PSDB é condômino de um governo que não nasceu das urnas.

A promessa era que, com Dilma fora, os investimentos voltariam, o dólar cairia e o desemprego diminuiria.

Basta olhar os números para ver o que fizeram ao Brasil: com Dilma, a gasolina custava R$ 2,99, o gás de cozinha, R$ 50,00, e a taxa de desemprego estava em 4,8%.

A gasolina está agora a R$ 4,90 (mas no dia de hoje é mais fácil encontrar uma nota de 100 reais na rua do que o combustível no posto).

O gás de cozinha custa R$ 75,00.

O desemprego atinge 14% da população e o dólar está em R$ 3,95.

Os números não mentem, mas os mentirosos manipulam os números. Na Globo, os analistas continuam tentando, de alguma maneira, culpar Dilma pelo caos:

Confira as atividades de aquecimento da pré-candidatura de Lula pelo Brasil


No próximo domingo (27) o PT promove uma série de atos por todo o Brasil para marcar o lançamento da pré-candidatura de Lula à Presidência da República. Confira a programação atualizada:
SÃO PAULO
São Paulo - 17hs – Rua Asdrubal do Nascimento, 132
(Sede do Diretório Municipal)
São Paulo - 26/05 às 14hs – Auditório do Diretório Nacional do PT
(Petista de Carteirinha | Lula Livre! Lula Presidente!)

São Bernardo do Campo - 10h – Rua Tapajos, 03 Centro
(Sede do Diretório Municipal)
Osasco - 10h – Rua General Bittencourt, 501
(Sede do Diretório Municipal)
Campinas - 10hs – Rua Barão de Jaguará, 334 – Centro
(Sede do Diretório Municipal)
Ribeirão Preto - 11hs - Avenida Santa Luzia, n. 120, Jardim Sumaré. 
(Sede do Diretório Municipal)
Sorocaba - 9hs – Jardim Faculdade – Rua Júlio Hanser, 140
Assis - 18hs - Avenida Dom Antônio 629

Guaratinguetá - 12hs - Rua Mém de Sá, 68
(Sede do Diretório Municipal)

Avaré - 9hs - Largo São Benedito 115

RIO DE JANEIRO

Pesquisa Ipsos-Estadão: Lula mais aprovado que Moro

A GloboNews é a única agência de informação do Brasil

Sarney quer fechar rádio no Maranhão! Censurar para manter o império!


Sem Título-9.jpg
(Foto original: Evaristo Sá/AFP)
Depois de ameaçar a imprensa com denúncias à Polícia Federal por causa de um meme, a oligarquia Sarney agora parte para cima da Rádio Timbira. O PMN, do deputado estadual Eduardo Braide, atendendo aos interesses do clã, representou contra a emissora na Procuradoria Regional Eleitoral. A tentativa de censura está clara em ambos os casos.
“Dono de um império midiático, Sarney ameaça em seu jornal retirar a Rádio Timbira do ar apenas por esta ousar informar a população maranhense. Não admite ver a emissora, extinta por Roseana Sarney, reestruturada e fazendo comunicação plural, ética, democrática e cidadã”, desabafou indignado o diretor da Rádio, o jornalista Robson Paz.
“A censura é prática do sarneysmo desde a época da ditadura. Não satisfeitos em sucatear e extinguir a Rádio Timbira, governo Roseana Sarney proibiu a participação de ouvintes, em 2014. Por isso, usam laranjas para tentar calar a voz do povo do Maranhão. Absurdo!”, detonou.
“Incômodo de Sarney e áulicos é porque a Rádio Timbira leva ao conhecimento da população informações de interesse público, que o império midiático de Sarney censura diariamente para tentar manter o povo alienado”, completou Paz.
Donos de um império midiático que passa o dia a moer reputações dos seus adversários, os sarneyzistas querem que somente uma voz seja ouvida durante as eleições de outubro. Essa estratégia nada mais é do que a certeza que eles têm de que no voto não conseguirão vencer o governador Flávio Dino.
O jeito é apelar para outras formas.

Diesel seria mais barato se a Petrobras refinasse petróleo no Brasil


Sem Título-17.jpg
(Crédito: Quadrinsta/Carta Capital)
Conversa Afiada publica minuciosa análise de Paulo César Ribeiro Lima, ex-engenheiro da Petrobras e Consultor Legislativo do Senado e da Câmara dos Deputados:

AQUI: https://www.conversaafiada.com.br/economia/diesel-seria-mais-barato-se-a-petrobras-refinasse-petroleo-no-brasil

A GloboNews é a única agência de informação do Brasil

MARCO AURÉLIO SUSPENDE PRISÃO APÓS 2ª INSTÂNCIA. Que cada ministro siga a própria consciência!


Sem Título-13.jpg
Do G1:
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a suspensão da execução provisória da pena do fazendeiro Reginaldo Pereira Galvão, preso desde setembro do ano passado após ter sido condenado, acusado de participar do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang no Pará, em 2005.
Na decisão, publicada na quinta (24) no "Diário de Justiça Eletrônico", o ministro disse que, como o tribunal não analisou a questão em uma ação ampla e vinculante, cada ministro deve seguir sua própria consciência sobre o tema.
Galvão foi condenado em 2010 a 30 anos de prisão. A condenação foi mantida em segunda instância, e a pena chegou a ser reduzida para 25 anos pelo Superior Tribunal de Justiça, que autorizou a prisão. O fazendeiro foi preso em setembro de 2017.
Ao analisar um pedido de liberdade feito pela defesa, o ministro Marco Aurélio lembrou que a matéria não foi julgada em definitivo. Em 2016, por 6 votos a 5, o STF permitiu a prisão após condenação na segunda instância da Justiça.
(...) Marco Aurélio é relator de três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs) que tratam do tema no Supremo e pedem que seja constitucional o artigo 283 do Código de Processo Penal.
Esse artigo afirma que ninguém poderá ser preso até o trânsito em julgado, exceto em casos de flagrante ou prisão preventiva ou temporária.

Presidentes da Câmara e do Senado indicam demissão de Parente, do PSDB; Temer não quer


O presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB-CE), já defende a mudança da política de preços da Petrobras e a demissão de Pedro Parente. "Cabe ao Executivo mudar a política de preços da Petrobras. No meu entendimento, ela está equivocada", afirmou Eunício. Ele disse que o Congresso irá promover uma comissão geral na próxima terça-feira (29) para discutir a crise dos combustíveis, segundo informa a coluna Painel.
Na Câmara, o presidente Rodrigo Maia (DEM) afirmou que a política de preços precisa passar por ajuste para evitar aumentos diários e sucessivos em períodos de alta acentuada do petróleo. "Isso está errado, a Petrobras pode mudar. Não significa interferência no preço dela. Ela não deveria todo dia transferir o preço do aumento do câmbio, da desvalorização do câmbio pro preço. É uma questão de organização da política da Petrobras, não é uma interferência na política da Petrobras, são coisas diferentes", disse.
Parente, que é o agente central do golpe de 2016, resiste. Afinal, ele foi indicado por Aécio e Serra e por trás de seu nome há o golpismo americano.

Alexandre de Moraes, que era do PSDB, autoriza uso de força bruta contra caminhoneiros


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes acatou nesta sexta-feira pedido do governo e autorizou o uso da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional e das Polícias Militares para o desbloqueio de rodovias interrompidas pela paralisação dos caminhoneiros, e decretou multas para manifestantes que desrespeitarem ordens para liberar as vias.
A Advocacia-Geral da União (AGU) havia ingressado mais cedo nesta sexta com ação junto ao Supremo para o desbloqueio imediato de estradas com o uso das forças de segurança pública. Assinada pelo presidente Michel Temer e pela ministra-chefe da AGU, Grace Mendonça, a ação ajuizada com pedido de liminar também pedia multa de 100 mil reais por hora às entidades ligadas aos caminhoneiros e de 10 mil reais por dia aos manifestantes em caso de descumprimento.

O ministro deferiu o pedido da aplicação de multas conforme a solicitação do governo, e autorizou o uso das tropas federais "para impedir, inclusive nos acostamentos, a ocupação, a obstrução ou a imposição de dificuldade à passagem de veículos em quaisquer trechos das rodovias".
Moraes ressalvou o "resguardo da ordem no entorno e, principalmente, à segurança dos pedestres, motoristas, passageiros e dos próprios participantes do movimento que porventura venham a se posicionar em locais inapropriados nas rodovias do país".

Em sua solicitação, a AGU havia argumentando que o bloqueio dos caminhoneiros "trata-se de situação de evidente exercício abusivo dos direitos de livre manifestação de greve por profissionais que exercem atividade considerada como essencial".

Combustível caro e país no caos? Confira quais deputados votaram a favor da entrega do pré-sal que causou o aumento


Na foto, funcionários da Petrobras que protestaram na Câmara dos deputados. Votação aconteceu no fim de 2016 e foi abafada pela mídia.

CONFIRA AQUI SE SEU DEPUTADO VOTOU A FAVOR DA ENTREGA DO PRÉ-SAL:

PSC
Andre Moura SE Sim
Eduardo Bolsonaro SP Sim
Gilberto Nascimento SP Sim
Jair Bolsonaro RJ Sim
Júlia Marinho PA Sim
Pr. Marco Feliciano SP Sim
DEM
Abel Mesquita Jr. RR Sim
Alberto Fraga DF Sim
Felipe Maia RN Sim
Francisco Floriano RJ Sim
Hélio Leite PA Sim
Jorge Tadeu Mudalen SP Sim
José Carlos Aleluia BA Sim
Juscelino Filho MA Sim
Mandetta MS Sim
Marcelo Aguiar SP Sim
Marcos Soares RJ Sim
Misael Varella MG Sim
Missionário José Olimpio SP Sim
Moroni Torgan CE Sim
Onyx Lorenzoni RS Sim
Pauderney Avelino AM Sim
Professora Dorinha S. Rezende TO Sim
Rodrigo Maia RJ Art. 17
PCdoB

Metade dos frangos no Brasil pode morrer de fome por falta de ração nas próximas horas; preço pode triplicar


O tucano Pedro Parente, indicado pelo PSDB para comandar a Petrobras após o golpe de 2016, pode ser o responsável pela morte de 1 bilhão de aves, que estão sem ração no Brasil, e pela destruição da indústria nacional de alimentos. A política de preços implantada por Parente na Petrobras, que prioriza investidores internacionais em detrimento dos interesses nacionais, provocou a greve dos caminhoneiros, que deixa os animais sem ração e pode levar ao canibalismo entre as aves 
As informações são do jornalista Victor Calcagno. "Um bilhão de aves e 20 milhões de suínos podem morrer nos próximos dias devido à falta de ração em meio à greve dos caminhoneiros, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Bloqueios realizados por caminhoneiros que interrompem o transporte de ração e de animais vivos permanecem nesta sexta-feira, apesar de acordo anunciado pelo governo e a categoria na quinta-feira. Segundo a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o país deixou de exportar, ao longo dos últimos dias de bloqueios nas estradas, 25 mil toneladas de carnes suína e de frango, o correspondente a cerca de US$ 60 milhões de dólares."

Lula não para de crescer, mostra pesquisa Ipsos

Do Estadão:
Na primeira pesquisa do Ipsos feita inteiramente após a prisão de Lula, a desaprovação ao petista aparece com tendência de queda: era de 57% em março, passou a 54% em abril e oscilou para 52% em maio. Já a aprovação, no mesmo período, foi de 41%, 42% e 45%, respectivamente.
A pouco mais de quatro meses da eleição presidencial, a desaprovação aos principais candidatos permanece estável e em níveis elevados.
Isso é o que revela a pesquisa de maio do Barômetro Político Estadão-Ipsos, que todos os meses analisa a opinião dos brasileiros sobre personalidades do mundo político e jurídico.
Com exceção de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso e não deverá concorrer, as menores taxa de desaprovação são as de Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (MDB). Ainda assim, os índices estão em patamar elevado, próximo a 60%.
No caso de Bolsonaro, seis em cada dez eleitores não aprovam seu desempenho, segundo a pesquisa. A taxa de aprovação é de apenas 23%. Os números são os mesmos do levantamento anterior, feito em abril.
Apesar de o Ipsos incluir o nome de presidenciáveis em sua pesquisa, ela não procura medir intenção de voto. O que os pesquisadores dizem aos entrevistados é o seguinte: “Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no País”.
Marina Silva tem desaprovação de 61%, segundo o Ipsos. A taxa oscilou um ponto porcentual para cima desde a pesquisa anterior. A vantagem da ex-ministra do Meio Ambiente é sua taxa de aprovação, de 30%, mais alta que a dos adversários com chances de concorrer.

Avaliação

O quarto poder - Mídia mente: ONU investiga Brasil por perseguir Lula

Lula sai fortalecido e desaprovação a Moro mais que dobra

O ex-presidente Lula ficou fortalecido após a prisão, mostra o Barômetro Político Estadão-Ipsos. No lado oposto, houve aumento da desaprovação do juiz Sérgio Moro. Segundo o Estadão, a desaprovação a Lula apareceu com tendência de queda: era de 57% em março, passou a 54% em abril e oscilou para 52% em maio.

Já a aprovação, está em ascensão: foi de 41% para 42% e 45%, respectivamente.Moro, que condenou Lula em primeira instância, é desaprovado por 50%, e aprovado por 40%. Antes, a reprovação do magistrado estava em apenas 22%.

A intervenção que até agora ninguém viu


camsab

Entramos na manhã de sábado e não é possível saber o quanto a “Operação de Grantia da Lei e da Ordem” decretada pelo Governo Federal desbloqueou as bases de distribuição de combustível, embora esteja nítido que o movimento  não liberou  as rodovias.
Há notícias esporádicas de caminhões tanques, escoltados, levando combustíveis para… não se sabe onde.
Caminhoneiros dizendo que ia “correr sangue” e notas do Ministério da ficiais dizendo que a ação dos militares seria enérgica.
Horas depois, não há noticias de nenhuma ação incisiva nem de qualquer conflito com os manifestantes.
Ou nada está acontecendo ou está acontecendo um inesperado consentimento entre manifestantes e os que estariam indo reprimi-los.
Algo muito estranho, ou nem tanto, já que há inúmeras faixas pedindo justamente “intervenção militar”.
É possível que, nesta questão, os militares queiram muito pouco intervir, pelo grau de antipatia que isso pode lhes trazer.
Até agora, só se anunciou apoio às polícias estaduais.
Aconteça o que acontecer, parece descartado que a situação possa estar normalizada nna segunda-feira.
Haverá pressão por ações espetaculares e, ao que parece, ressistência a elas entre os militares. POR FERNANDO BRITO

[No Cafezinho] Marília conta detalhes sobre o racha no PT


Marília Arraes foi entrevistada Daniel Leite e Renata Bezerra
A vareadora e pré-candidata a governadora pelo PT, Marília Arraes, é a convidada desta edição do programa #NoCafezinho. No bate-papo, ela conta detalhes sobre o racha dentro do PT-PE, em torno da eleição deste ano. A petista garante que lutará até o fim para viabilizar sua postulação, mesmo com a movimentação de uma ala da sigla para favorecer uma aliança com o PSB.

Segundo Marília, o convite para sua candidatura partiu do próprio senador Humberto Costa, que hoje é visto como um dos que defendem a aliança com o PSB, para reeleição do governador Paulo Câmara. "Demorei alguns meses para chegar e dizer: ´Tá certo, eu vou, eu topo. Porque, de qualquer forma, eu sou jovem, estou há pouco tempo no partido. E isso não é normal na política, mas como a gente está aqui para quebrar paradigma mesmo... e a base começou a encampar essa ideia’", narrou a petista.

Para ela, a mudança de posição do senador foi "surpresa, até porque Humberto foi, inicialmente, um dos maiores incentivadores, senão o maior incentivador, de a gente ter uma candidatura, de colocar meu nome como candidata do PT. “Inclusive, numa época em que nem eu mesma tinha assimilado essa questão de ser candidata a governadora tão cedo", colocou.

A petista também garante que não foi avisada sobre a tendência de abortar a candidatura própria, como alguns petistas afirmam. “Jamais foi dito que a tendência seria essa aliança. Inclusive, em conversa com o próprio presidente Lula, antes da sua prisão, chegamos ao acordo de que caso o PSB nacionalmente fizesse gestos para tirar o PT do isolamento do plano nacional, para dar o tempo de TV para que Lula fizesse sua campanha na TV, deveríamos sim conversar. Mas que jamais a tendência teria sido essa”, disse. “E sempre que conversamos aqui no estado sobre a possibilidade de aliança foi sobre uma aliança nacional, que não está para acontecer. Nossa candidatura é uma das que esta em melhor colocação nas pesquisas”, finalizou a pré-candidata.

Eleição interna
O PT deve decidir o caminho que irá tomar no dia 10 de junho, quando será realizada uma reunião da executiva estadual do partido. O encontro será realizado em duas fases: a primeira debaterá as teses de aliança ao governador Paulo Câmara (PSB) ou candidatura própria, enquanto a segunda será a realização da eleição interna entre Marília, deputado estadual Odacy Amorim e o militante José Oliveira. Contudo, a vereadora é a que possui mais apoios internos e externos.

Nos bastidores, comenta-se que a disputa entre os 300 delegados estaria equilibrada, o que estaria deixando os grupos ressabiados. A vereadora apresentou, inclusive, um requerimento solicitando cópias de regimentos internos do partido, o que gerou estranhamento em setores da legenda. 

Confira a íntegra da entrevista: https://www.folhape.com.br/politica/politica/blog-da-folha/2018/05/25/BLG,6457,7,509,POLITICA,2419-NO-CAFEZINHO-MARILIA-CONTA-DETALHES-SOBRE-RACHA.aspx

Marcela Temer deve sair de cena nos próximos meses

Criança Feliz: nova estratégia de divulgação do programa não inclui primeira-dama
Renata Mariz – O Globo
No início de 2017, os marqueteiros do governo tinham um ambicioso plano para alavancar a popularidade do presidente Michel Temer, à época na casa dos 13%. A ideia consistia em escalar a primeira-dama Marcela Temer para participar de uma série de atos oficiais relacionados ao programa Criança Feliz, do Ministério do Desenvolvimento Social, e criar, assim, uma agenda positiva a Temer. Mais de um ano após o planejado, O GLOBO ouviu de fontes diretas do governo que a imagem de Marcela deverá, discretamente, deixar de ser associada ao Criança Feliz, iniciativa da qual é embaixadora.

Montadoras vão parar fabricação de veículos

Prejuízos são crescentes também nas unidades processadoras de carnes suína e de aves
Ana Luiza Albuquerque , Marcelo Toledo e Filipe Oliveira - Folha de S.Paulo
A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) anunciou nesta quinta-feira (24) que a produção de todas a fábricas de veículos do país estará suspensa a partir desta sexta (25) em razão da paralisação dos caminhoneiros.
O setor automotivo, que representa 4% do PIB e 20% da indústria, é extremamente dependente do transporte por caminhões não só para o recebimento de peças para as linhas de montagem mas também para o desembaraço de carros e caminhões prontos para as concessionárias e para a exportação.
De acordo com Anfavea, a paralisação dos caminhoneiros afetará significativamente os resultados tanto para as vendas quanto para a fabricação e exportação.
Estima-se uma perda de R$ 250 milhões em impostos por dia, que são gerados pela indústria automobilística. Os prejuízos são crescentes também nas unidades processadoras de carnes suína e de aves.
Animais sem receber alimentação há mais de 50 horas, leite sendo jogado fora todos os dias e queda na movimentação em portos são alguns dos reflexos em se- tores produtivos dos quatro dias de paralisação dos caminhoneiros.

Silvio Costa dispara: vocês deram o golpe e destruíram o Brasil

Novo ministro de Temer é aliado de Cunha



O deputado federal Ronaldo Fonseca tomará posse próxima segunda-feira, na Secretaria-Geral da Presidência, no lugar de Moreira Franco.Após o anúncio feito pelo presidente Michel Temer, o partido de Fonseca (Podemos) resolveu desfiliá-lo.
O deputado do Distrito Federal é um fiel amigo do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Foi Ronaldo Fonseca quem contribuiu para atrasar o quanto pôde o processo de cassação de Cunha na Câmara dos Deputados. 
Postado por Magno Martins 

Apesar do acordo, gasolina continua cara na bomba



O acordo do governo com os representantes dos caminhoneiros só tratou do preço do óleo diesel. O valor da gasolina nos postos de combustível continua como antes, beirando quase cinco reais. Resultado da política de reajuste de preço da Petrobras que usa o valor do barril do petróleo no exterior e a cotação do dólar para aplicar o reajuste na gasolina brasileira.
Alguns analistas dizem que esse critério de reajuste da estatal é a salvação da companhia para cobrir o rombo escondido da estatal, muito antes da Operação Lava Jato.  Postado por Magno Martins 

Alexandre Farias recebe alta após oito meses internado em hospital no Recife


 

O Jornalista Alexandre Farias, de 40 anos, recebeu alta no fim da tarde desta quinta-feira (24). O apresentador estava internado havia oito meses, após ser atingido por uma bala perdida em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ele estava no Hospital Esperança, no Recife, desde o dia 28 de setembro de 2017.
Ao G1, o irmão dele, José Santos da Silveira Júnior, informou que Alexandre vai continuar o tratamento na capital pernambucana, ele ficará no apartamento do pai. Em março o jornalista foi submetido a uma cirurgia para a colocação de uma prótese craniana. O procedimento ocorreu como esperado pelos médicos.
Na sexta-feira (25) o hospital irá se pronunciar em uma coletiva de imprensa às 15h para passar mais detalhes sobre o caso de Alexandre. Alexandre Farias chegou a agravar uma mensagem agradecendo todo apoio e orações.
Alexandre Farias foi vítima de uma bala perdida na noite de 16 setembro, no bairro Alto do Moura, em Caruaru. Ele ia para casa quando foi atingido por um disparo na cabeça. De acordo com informações da Polícia Militar, assaltantes estavam em um carro roubado quando houve perseguição e troca de tiros.
Na fuga, os bandidos ainda atropelaram socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem foi atingida. Alexandre Farias foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e em seguida transferido para Hospital Unimed, também em Caruaru. De lá, para o esperança, onde ficou até agora. Publicado em Notícias por Nill Júnior 

Juiz manda prender manifestante no Sertão da Paraíba e gera polêmica



PB On Line
Uma confusão evolvendo juiz de direto da comarca de São João do Rio do Peixe, município localizado no Sertão do Estado, foi registrada nesta quinta-feira (24) em uma rodovia onde havia bloqueios de caminhoneiros.
Em um vídeo que está circulando nas redes sociais, o juiz Agílio Tomaz Marques é filmado discutindo com um homem supostamente integrante do movimento dos caminhoneiros.
Em determinado momento o juiz empurra o homem e solicita a presença de uma viatura para dar voz de prisão ao manifestante.
Em sua defesa, o juiz Agílio Tomaz explicou que procurou o manifestante para conversar porque ele estaria com o veículo parado na pista, mas o mesmo teria lhe agredido.
Foi então que o magistrado teria solicitado a presença de policias para deter o homem, que teria tentado fugir e foi alcançado pelo juiz. Segundo ele, a partir deste momento teria sido iniciada a gravação. O juiz tem sido criticado por abuso de autoridade. Ele nega.

ACUSADO DE ASSÉDIO SEXUAL, PRODUTOR DE CINEMA SE ENTREGA À POLÍCIA NOS EUA


Mike Segar - Reuters
Por Alice Popovici
NOVA YORK (Reuters) - O produtor de cinema Harvey Weinstein se entregou às autoridades nesta sexta-feira em uma delegacia de Nova York por acusações de crimes sexuais, meses depois de ter sido acusado por dezenas mulheres de assédio sexual.
Mais de 70 mulheres acusaram o cofundador do estúdio de cinema Miramax e da Weinstein Co de assédio, incluindo estupro, com algumas das alegações datando de décadas atrás.
As acusações, divulgadas primeiro pelo jornal New York Times e pela revista New Yorker no ano passado, desencadearam o movimento #MeToo, no qual centenas de mulheres acusaram publicamente poderosos empresários, políticos e personalidades da indústria do entretenimento de assédio sexual.
Weinstein deve ser acusado pelo estupro de uma mulher e por forçar outra a fazer sexo oral nele, reportou o New York Times, citando fontes não identificadas.
O produtor nega ter tido qualquer relação sexual não-consensual. 
O porta-voz de Weinstein, Juda Engelmayer, e seu advogado, Benjamin Brafman, se recusaram a comentar na quinta-feira sobre as iminentes acusações.
Reportagem adicional de Brendan O'Brien, Peter Szekely e Jonathan Allen

Brasil tem a economia mais vulnerável em grupo de 18 países emergentes

: <p>casa da moeda</p>
<p>dinheiro</p>
<p>notas</p>

Um indicador elaborado pelo Federal Reserve (banco central americano – FED) aponta que o Brasil é o segundo mais vulnerável quanto a adversidades financeiras externas em relação a um grupo de 18 países emergentes; segundo o documento, o Brasil fica à frente apenas da Argentina; vulnerabilidade do Brasil está atrelada ao resultado das contas públicas, em função da relação da dívida bruta com o PIB, considerada a mais elevada dentre os países analisados. BR 247

NÃO É GREVE! PATRÃO ENCURRALOU O TEMER! Petroleiros mostram quem vai receber os subsídios


Dilminha.jpg
Conversa Afiada reproduz nota oficial da FUP - Federação Única dos Petroleiros:
Não há uma greve

Greve é interrupção do trabalho promovida pelo trabalhador.

No caso dos caminhoneiros:
• os supostos "autônomos" são prestadores listados e credenciados por transportadoras; se não as obedecerem, são excluídos da lista de credenciados; SIMPLES!
• somem a isso a enorme fração de caminhões de EMPRESAS, parados nos acostamentos;
• e ainda o atendimento de setores estratégicos: ou vcs acham que são os "AUTÔNOMOS" que levam QAV - Querosene de Aviação, para os aeroportos???

Quando o patrão paralisa atividades econômicas para alcançar seus objetivos políticos, o nome disso é "Lock Out".

E reduzir o valor do diesel por "Lock Out" NUNCA será o mesmo que reduzir por interesse dos trabalhadores.

A quem já serviu o "lock out" de caminhoneiros?