Haddad/Lula empatam com Bolsonaro como previsto


A recém-divulgada pesquisa Datapoder360 desmonta a pesquisa Datafolha que tratou de “segurar” Haddad em 16% valendo-se da “margem de erro”. A pesquisa Datapoder que mostra Haddad com 22% e Bolsonaro com 26% se coaduna com o potencial de transferência de votos de Lula, que no Datafolha, por exemplo, é de 49%. Haddad caminha para vencer em 1º turno.
O site Poder 360 enviou por e-mail para assinantes o levantamento do seu instituto de pesquisa, o DataPoder360. A sondagem confirma a tendência de crescimento da candidatura de Fernando Haddad.
A pesquisa, realizada entre os dias 19 e 20 de setembro, entre 4 mil entrevistados em 422 cidades de todas as unidades da federação, mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 26% das intenções de voto contra 22% de Haddad. Os números indicam situação de empate técnico no limite da margem de erro, que é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.
Ciro Gomes (PDT) aparece na terceira colocação, com 14%; Geraldo Alckmin, 6%; Marina Silva (Rede), com 4%; Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB), ambos com 3%; Guilherme Boulos (PSOL), 2%; Cabo Daciolo (Patriota); Eymel (DC), João Amoêdo (Novo) e João Vicente Goulart (PPL), todos com 1%; Vera Lúcia (PSTU), 0%; Brancos ou nulos, 12%.
Segundo o DataPoder360, 75% dos eleitores já afirmam ter certeza do voto. Os dois candidatos que estão primeiro lugar são os que apresentam maior porcentagem de eleitores que “votarão com certeza”. Bolsonaro apresenta índice de 90% e Haddad, 84%.
A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-02039/2018.
Nada disso surpreende. Pesquisa Datafolha recém-publicada deu conta de que chega a 49% o percentual de eleitores que podem votar ou votarão com certeza no candidato indicado por Lula, ou seja, Fernando Haddad.
Se quem diz que vai votar com certeza no candidato de Lula votar também em Haddad, ele chega a 33% em breve. Mas há outros 16% que podem votar. Se todos os 16% votarem em Haddad, ele vence a eleição em primeiro turno.

Cuidado na hora votar: sequência na urna eletrônica pode confundir


Apesar de figurar em segundo plano em visibilidade e na campanha, é a eleição proporcional que inicia a votação na urna eletrônica. Em 7 de outubro, mais de 140 milhões de eleitores deverão fazer seis escolhas na seguinte ordem: deputado federal, deputado estadual ou distrital, senador 1, senador 2, governador e, por fim, presidente.
Essa sequência esdrúxula foi implantada nas eleições de 1998 e tem sua razão.
No processo eletrônico, se o eleitor confirmar um voto e deixar de concluir os demais, os não computados serão considerados nulos.
Essa solução é necessária para que a urna seja habilitada para o próximo eleitor.
Assim, havia o receio de que, caso a votação começasse pelos cargos executivos, que têm maior apelo, o eleitor não iria até o final do processo para consignar os votos para deputado federal e estadual.
A norma à época, então, previu que primeiro seriam apresentadas ao eleitor as telas das eleições proporcionais e, em seguida, das majoritárias.
A sistemática foi a mesma usada anteriormente com as cédulas. O eleitor só recebia a amarela (majoritária) depois que votasse na branca (proporcional).
Porém, a lei não determinou a ordem entre deputado federal e estadual, o que era feito pelo TSE, usufruindo de seu poder normativo.

Zeca Baleiro declara apoio a Dino, no Maranhão

Artistas e intelectuais lançam manifesto por Haddad e Manuela

Ricardo Stuckert: <p>Debate Lula Haddad Manuela</p>

"Nós, artistas, escritores, músicos, diretores, cinegrafistas, roteiristas, figurinistas, fotógrafos, professores, arquitetos e jornalistas declaramos apoio ao candidato à presidência da República Fernando Haddad e sua candidata a vice-presidente Manuela D'Ávilla na eleição de 2018. Queremos ver o Brasil Feliz de Novo e isso só acontecerá com a vitória de um programa que tem como objetivo a construção de um país desenvolvido, com justiça social e soberania", diz o texto do manifesto https://www.brasil247.com/pt/247/cultura/369630/Artistas-e-intelectuais-lan%C3%A7am-manifesto-por-Haddad-e-Manuela.htm

PESQUISA REVELA HADDAD À FRENTE NO SEGUNDO TURNO


247 - Os detalhes da pesquisa DataPoder360 divulgados na noite desta sexta-feira, 21, mostram o candidato do PT a presidente, Fernando Haddad à frente do candidato Jair Bolsonaro (PSL) num quadro de empate técnico na simulação de segundo turno. No primeiro turno, Haddad aparece com 22% e Bolsonaro com 26%.
Segundo a pesquisa, no segundo turno, Haddad teria 43%, contra 40% de Bolsonaro. Numa simulação contra Ciro Gomes, Ciro vence com 42% e Bolsonaro tem 36%.
A pesquisa DataPoder foi realizada por telefone, entre os dias 19 e 20 de setembro com 4.000 eleitores em 422 cidades das 27 unidades da federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi divulgada pelo site Poder 360
Confira todas as simulações:

Confira também as estratificações do segundo turno entre Haddad e Bolsonaro:

HADDAD É FAVORITO, MAS NUMA BATALHA RENHIDA

"Haddad é favorito, mas numa batalha renhida", constata o jornalista Breno Altman, em sua análise semanal na TV 247, em que ressalta que a luta entre a civilização e barbárie no segundo turno será ferrenha; "Não há espaço para clima de 'já ganhou', estamos numa batalha brutal. Há uma tempestade no ar", avalia; ele afirma ainda que um segundo turno entre Bolsonaro e Hadadd apavora as classes dominantes, restando o apoio a Ciro Gomes (PDT), que está em terceiro; assista https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/369417/Altman-Haddad-%C3%A9-favorito-mas-numa-batalha-renhida.htm

Rita Lee revela caso com Bolsonaro, insinua que ele é gay e a deixou por outro homem


A cantora e compositora Rita Lee teve um caso com o candidato a presidente pelo PSL Jair Bolsonaro quando os dois eram adolescentes. Desde a noite desta terça-feira (18), internautas desenterraram uma série de tuítes da artista, que debocha do político de extrema direita e insinua que candidato era gay. "Bolsonaro e eu tivemos um caso. Ele ñ era mto chegado na coisa, se é q me entendem", diz. "Terminamos pq Bolsinho tava d olho num colega d classe", completa.
Veja os tuítes:
Bolsonaro e eu tivemos um caso. Ele ñ era mto chegado na coisa, se é q me entendem. Terminamos pq Bolsinho tava d olho num colega d classe

— Rita Lee (@LitaRee_real) 17 de maio de 2011
A série de tuítes inclui outras insinuações contra o então deputado:

Hj Bolsonaro vira a cara p mim. Deve temer q eu conte ao mundo seus segredos + íntimos. Se continuar nesse nhén nhén nhén eu conto mesmo

— Rita Lee (@LitaRee_real) 20 de maio de 2011
Unzinho só. No internato o apelido d Bolsonaro era Santinha: o coroínha preferido de 9 entre 10 padres. 
Vou negar tudo no tribunal!

— Rita Lee (@LitaRee_real) 20 de maio de 2011
Desde que o post de Rita Lee, feito em 17 de maio de 2011, foi reencontrado, o número de curtidas, retweets e comentários praticamente triplicou.

Aqui o link do Twitter de Rita Lee

Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.

DISCURSO DE JOÃO CAMPOS, EM OROBÓ - 19-09-2018


A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em péA imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em péA imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé

Plano de governo de Bolsonaro prevê reforma da Previdência que acaba com a aposentadoria



"A proposta de reforma da Previdência do candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, praticamente acaba com a aposentadoria pública no Brasil", denuncia a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Paulo Guedes, ‘mentor’ da área econômica de Bolsonaro,a ideia é eliminar a contribuição patronal para a previdência e capitalizar a aposentadoria. Outra proposta defendida pelo economista é a faixa única de imposto de renda, que triplica impostos para os brasileiros, especialmente os mais pobres.

Segundo a CUT, no Chile, onde o modelo foi adotado de capitalização foi adotado, "milhões de trabalhadores e trabalhadoras foram prejudicados". A instituição classificou a proposta do IR como "extremamente prejudicial à classe trabalhadora".

O sistema previdenciário sugerido pela equipe econômica de Bolsonaro é igual ao implantando no Chile no início da década de 80, em que cada trabalhador deposita cerca de 10% do seu salário em uma conta individual, gerida por empresas privadas que cobram altas taxas de administração. Nesse sistema, não há contribuições dos empregadores ou do Estado. Cinco empresas financeiras privadas administram esses fundos de pensão: elas têm patrimônio equivalente a 70% do PIB chileno, segundo dados da OCDE.

Até ele: FHC adere ao ELE NÃO e sinaliza que votará em Haddad


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), mentor intelectual do golpe parlamentar de 2016 e um dos responsáveis pelo fortalecimento da extrema-direita no País, afirmou a amigos que por exclusão, terá de apoiar o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno.
A informação foi divulgada pelo site Catraca Livre. "FHC não gosta da volta do PT, por considerar que o partido não defende o que considera as reformas necessárias para o país – especialmente a da previdência. Considera ainda que o PT não tem uma visão econômica "correta" sobre como devolver o crescimento ao país, já que defende uma presença forte do Estado. Mesmo assim, ele considera que o Jair Bolsonaro seria uma opção pior, uma "ameaça" à democracia. FHC suspeita que, com Jair Bolsonaro, haverá um risco autoritário permanente e crise institucional, devido sua fragilidade de apoios no Congresso", diz o veículo. 
O candidato do PSDB a presidente, Geraldo Alckmin, segue patinando na campanha. Na pesquisa Ibope divulgada nessa terça-feira, 18, Alckmin oscilou negativamente de 9% para 7% e está praticamente eliminada a possibilidade do tucano ir ao segundo turno.

Datafolha confirma crescimento de Haddad e empate no segundo turno


O candidato Fernando Haddad, do PT, subiu na pesquisa Datafolha divulgada nesta madrugada e foi a 16%, à frente do seu principal adversário, Ciro Gomes, que tem 13%. Jair Bolsonaro lidera a disputa com 28%. "O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada. O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT), que ficou estagnado, com 13%", informa o jornalista Ricardo Balthazar.

Os resultados foram os seguintes:

OROBÓ VOTA ASSIM


PEQUENO DISCURSO DE MANUEL MARIANO, EM OROBÓ - 19-09-2018

Datafolha: Paulo Câmara tem 35% e Armando 31%


Paulo e Armando tecnicamente empatados polarizam a disputa estadual

Folha de S.Paulo
A pouco mais de duas semanas para as eleições, a disputa pelo governo de Pernambuco se acirrou: nova pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (19) mostra um empate técnico entre Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB). 
Atual governador e candidato à reeleição, Câmara tem 35% das intenções de voto. Monteiro, por sua vez, cresceu seis pontos percentuais desde o último levantamento, e está com 31%. 
Pela margem de erro, que é de três pontos percentuais, os dois estão tecnicamente empatados.
O pessebista oscilou de 34% para 35% desde o último Datafolha, feito no início de setembro. Já Monteiro tinha 25% na época, e reduziu a vantagem do adversário de nove para quatro pontos.

MULHERES CONVOCAM ATO NACIONAL ‘ELE NÃO’ DIA 29



O movimento Mulheres Contra Bolsonaro lançou um vídeo para a convocação do protesto no dia 29 de setembro contra o presidenciável do PSL e que está rapidamente viralizando nas redes sociais; Bolsonaro "não sabe respeitar uma criança. Ele não sabe respeitar uma mulher. Ele não respeitar as diferenças e tudo tem que ser do jeito que ele quer", critica o vídeo, sobre o candidato que já proferiu diversas declarações misóginas; assista https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/369279/Mulheres-convocam-ato-nacional-'ele-n%C3%A3o'-em-29-de-setembro.htm?utm_source=notification-desktop&utm_medium=notification

Bolsonaro faz jogo duplo

Haddad (PT): estar “louco” para a chegada do 2º turno e dos debates

Carta de Lula ao General Mourão




Curitiba, 19 de setembro de 2018
“General Mourão, não julgue avós e mães pobres pelo seu conceito medíocre sobre a espécie humana. Se o senhor já pensava assim não deveria ter chegado a general e muito menos querer ser vice-presidente. 
Eu e sete irmãos fomos criados por uma mulher analfabeta chamada Dona Lindu e duvido que exista alguém na sociedade brasileira que educou os filhos melhor do que ela. Pode ter igual, melhor nunca. 
General, um conselho, faça um curso sobre o Humanismo.”
Lula

Ibope atesta que Lula, preso político, comanda eleição da cadeia

Ricardo Stuckert: <p>lula haddad manuela</p>

A pesquisa Ibope desta terça "é o atestado de que Lula comanda as eleições de 2018 mesmo encarcerado e amordaçado como preso político", escreve o jornalista Mauro Lopes, editor do 247; Haddad sozinho jamais saltaria de 8% para 19% em uma semana; nem ele nem ninguém; é a chapa Lula-Haddad-Manuela que arranca de maneira fulminante; a tática de Lula esteve correta todo o tempo; a pesquisa grita ao país: "confiem em Lula"  https://www.brasil247.com/pt/blog/91/369217/Ibope-atesta-que-Lula-preso-pol%C3%ADtico-comanda-elei%C3%A7%C3%A3o-da-cadeia.htm

Alckmin diz que Haddad está no 2º turno, mas falta definir quem será o seu rival

:

O presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin, reconheceu que o PT já está no segundo turno da eleição presidencial e o que precisa ser decidido agora é quem irá contra Fernando Haddad; "Precisamos é escolher quem vai contra o PT para vencer o PT no segundo turno, esse é o fato. O PT já está no segundo turno", afirmou; na última pesquisa do Ibope, Alckmin possui 7% das intenções de voto; Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 28% enquanto Haddad subiu 11 pontos, para 19%, se isolando no segundo lugar https://www.brasil247.com/pt/247/poder/369294/Alckmin-diz-que-Haddad-est%C3%A1-no-2%C2%BA-turno-mas-falta-definir-quem-ser%C3%A1-o-seu-rival.htm

VIRADA METEÓRICA! Haddad Ultrapassa Bolsonaro Na Paraíba, Diz Pesquisa Método / Correio



Pesquisa encomendada pelo Jornal Correio da Paraíba aponta virada meteórica do candidato a Presidente da República, Fernando Haddad (PT).
Após o apoio de Lula, Haddad subiu em todos os estados da federação brasileira:
Confira abaixo os números no estado da Paraíba:
Fernando Haddad: 19,5%
Jair Bolsonaro: 16,8%
Ciro Gomes: 13,1%
Marina Silva: 6,9%
Geraldo Alckimin: 5,7%
João Amoedo: 1,3%
Henrique Meireles: 0,7%

Governo Temer tem aprovação de 4%



Pesquisa Ibope, divulgada ontem, mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Michel Temer (MDB):
•    Ótimo/bom: 4%
•    Regular: 16%
•    Ruim/péssimo: 78%
•    Não sabe/não respondeu: 2%
Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada em junho, 79% consideravam o governo "ruim/péssimo"; 16%, "regular"; e 4% o avaliavam como "bom/ótimo".
A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18).
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

TSE LIBERA PARTICIPAÇÃO DE LULA EM PROGRAMA DE HADDAD


Ministros do Tribunal Superior Eleitoral avaliaram, na noite desta terça-feira (18/9), não haver irregularidade na participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como apoiador em propagandas de candidatos no horário eleitoral gratuito. A legislação prevê: o apoiador pode ocupar até 25% do filme. As informações são do portal Jota.
Os ministros Luís Roberto Barroso, Jorge Mussi e Tarcísio Vieira de Carvalho afirmam que o líder petista, apesar de ter sido barrado como candidato, não perdeu seus direitos políticos com a condenação em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso tríplex no Guarujá (SP).
A perda dos direitos políticos ocorre quando não há mais chances de recursos contra a condenação.
“Como nós decidimos, o ex-presidente não pode registrar sua candidatura e não pode fazer campanha. Ele não teve seus direitos políticos casados, consequentemente tem direito de participar da campanha e apoiando quem a ele a prover”, afirmou o ministro Luís Roberto Barroso.
O ministro Tarcísio Vieira de Carvalho reforçou a tese: “Compreendo que acrescentar a pena de proibição de aparição seria acrescentar pena de banimento à conclusão que trilhamos no processo de registro de candidatura. Isso agridiria a ordem jurídica constitucional vigente”.
Essa posição foi seguida pelo ministro Jorge Mussi. “Com as considerações do ministro Barroso, acompanho o relator”, concluiu o togado.

Procuradora-geral da República ataca Gilmar Mendes


Ao pedir a cassação do habeas corpus concedido ao ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), a procuradora-geral, Raquel Dodge, questionou a competência do ministro Gilmar Mendes para julgar o pedido do tucano.
Richa estava preso no âmbito da Operação Radiopatrulha, que mira desvios em programa de manutenção de estradas rurais. O ministro acolheu pedido da defesa na sexta, 14, mesmo dia em que a Justiça do Paraná converteu sua prisão temporária (prazo de cinco dias prorrogáveis) em preventiva (tempo indeterminado).
A defesa do candidato tucano ao Senado pelo Paraná pediu sua liberdade diretamente ao ministro do Supremo Tribunal Federal por meio de petição no processo em que Gilmar proibiu a condução coercitiva para interrogatórios em todo o país, a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental de número 444.
A procuradora-geral avalia que os advogados adotaram ‘expediente jurídico exótico, que resultou no direcionamento de seu pedido para o ministro Gilmar Mendes’.

Renovação do Senado pode chegar 90% nas eleições


Apesar das eleições de outubro contemplarem 54 das 81 cadeiras do Senado, o que coloca a possibilidade de uma renovação de 66% no quadro de senadores, a mudança nas cadeiras da Casa poderá chegar a quase 90%. O acréscimo de mais de 20% na possível renovação se dá em decorrência de candidaturas a outros cargos por 17 senadores que têm seu mandato seguindo até o fim de 2022, o que significa que, caso esses nomes sejam eleitos a estes outros cargos, 17 suplentes ascenderiam à titularidade do cargo, causando, assim, uma renovação indireta nas referidas cadeiras. Ou seja, dos 27 senadores hoje em metade de mandato, apenas 10 não participarão das eleições deste ano.
Com o término do prazo para julgamento dos pedidos de registro de candidatura pelo TSE, nesta segunda-feira, 17, o cenário de senadores candidatos consolidou-se da seguinte forma:
Entre as 17 candidaturas dos nomes na metade do mandato, 15 deles concorrerão ao governo de seus Estados: Gladson Cameli (PP), candidato ao governo do Acre; Omar Aziz (PSD), candidato ao governo do Amazonas; Davi Alcolumbre (DEM), candidato ao governo do Amapá; Rose de Freitas (Podemos), candidata ao governo do Espírito Santo; Ronaldo Caiado (DEM), candidato ao governo de Goiás; Roberto Rocha (PSB), candidato ao governo do Maranhão; Antonio Anastasia (PSDB), candidato ao governo de Minas Gerais; Wellington Fagundes (PR), candidato ao governo de Mato Grosso; Paulo Rocha (PT), candidato ao governo do Pará; José Maranhão (MDB), candidato ao governo da Paraíba; Elmano Férrer (Podemos), candidato ao governo do Piauí; Romário (Podemos), candidato ao governo do Rio; Fátima Bezerra (PT), candidata ao governo do Rio Grande do Norte; Acir Gurgacz (PDT), candidato ao governo de Rondônia; Telmário Mota (PDT), candidato ao governo de Roraima.

No Piauí, Wellington mantém liderança e vence em 1º turno, diz pesquisa

:

Pesquisa do Instituto Opinar, divulgada pela TV Cidade Verde, mostra que o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), seria reeleito em primeiro turno; ele tem 39,93% das intenções de voto, contra 37,15% obtidos na pesquisa anterior; Dr. Pessoa (Solidariedade) saiu dos 13,59% para 18,02%; Luciano Nunes (PSDB) de 10,35% para 11,74%. https://www.brasil247.com/pt/247/piaui247/369255/No-Piau%C3%AD-Wellington-mant%C3%A9m-lideran%C3%A7a-e-vence-em-1%C2%BA-turno-diz-pesquisa.htm