HAVERÁ SHOW DE VIOLA AMANHÃ (SÁBADO), EM FABIANO VELA, MACHADINHO - OROBÓ

NESTE SÁBADO, DIA 20, HAVERÁ SHOW DE VIOLA, NO BAR DO AMIGO FABIANO VELA, EM MACHADINHO DE OROBÓ, A PARTIR DAS 07 HORAS DA NOITE, COM OS POETAS BIU MOURA, RAMOS DA SAUDADE E MANUEL MARIANO.

VOCÊ É CONVIDADO ESPECIAL!!!

Luciano Duque embala Marília Arraes a governadora de PE



O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), que promove, no próximo dia 27, naquele município, um ato para confirmar o interesse das lideranças sertanejas pela candidatura da vereadora Marilia Arraes ao Governo do Estado, está surpreso com tamanha adesão à iniciativa. De tanto receber manifestações favoráveis e confirmações de lideranças de todas as regiões, foi obrigado a transferir o local da Câmara de Vereadores para um ginásio de esportes.
Segundo ele, o espaço da Câmara ficou pequeno para tamanha demanda e por isso mesmo a decisão de dar um suporte mais adequado para que o brilho e a repercussão sejam bem maiores. Duque está satisfeito e entusiasmado na condição de anfitrião, mas faz a ressalva de que o ato não tem como objetivo colocar a faca no pescoço da executiva estadual para acolher a tese da candidatura própria ou mesmo de prévias, já que existe outro nome colocado – o deputado estadual Odacy Amorim.
“O que nós queremos e temos todo o direito é defender um nome que tem viabilidade, que vem ganhando aderência no Estado e levando o PT a buscar de fato uma saída inteligente e proativa para o partido caminhar em faixa própria". Há rumores – e até conversas extraoficiais também – de que o PT estaria propenso a se realinhar com o PSB – leia-se neste caso o apoio à reeleição do governador Paulo Câmara.
Isso em função de uma imposição da executiva nacional do PT. Candidato ou não ao Planalto, o ex-presidente Lula vai querer interferir em vários estados para ter o PSB como aliado e Pernambuco não é uma ilha. Neste caso, a candidatura de Marília vai por água abaixo, apesar do entusiasmo de muitos adeptos do seu projeto, que ganha aderência também nos movimentos sociais, refratários a todo e qualquer entendimento com o PSB.
De qualquer forma, o ato de Duque, por si só, já dá um balanço no PT, força a discussão da tese da candidatura própria e aponta, igualmente, um novo caminho para o partido, que esteve alinhado ao PSB por uma estratégia bem articulada pelo ex-governador Eduardo Campos. Tira, por fim, o PT do isolamento, podendo atrair, inclusive, o apoio de outros partidos de esquerda. Ao mesmo tempo, Duque força o G-4 - PSDB-PMDB-DEM e PTB - que se tentam a unidade da oposição, a agilizar a escolha do nome entre Armando Neto, Mendonça Filho, Bruno Araújo e Fernando Bezerra Coelho. Por Magno Martins

“AS PROVAS NÃO EXISTEM”, DIZ ALDIR BLANC SOBRE JULGAMENTO DE LULA

247 - O compositor brasileiro Aldir Blanc defendeu a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República em 2018.
"Acho um absurdo a possibilidade de sua prisão, porque as provas não existem. Vejo uma campanha de perseguição e um golpe dentro do golpe. Lula para presidente e  livre para poder concorrer", disse o artista, em áudio.
Vítima de intensa perseguição política, Lula tem recebido apoio de vários artistas. Na terça-feira (16), centenas de juristas notáveis, artistas, intelectuais e parlamentares marcam presença no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro, em ato de defesa da democracia e da candidatura do petista. Entre os presentes estavam os atores Bemvindo Sequeira, Tonico Pereira, Silvio Tendler, Dira Paes, Mônica Martelli e Gregório Duvivier.
Vítima de extrema caçada judicial, Lula será julgado no próximo dia 24 no Tribunal Regional Federa da 4ª Região (TRF4) no tripléx do Guarujá. Foi publicado o documento que prova, de forma cabal, a inocência do petista. De acordo com a decisão da juíza Luciana Oliveira, o imóvel, que nunca foi de Lula e pertencia à OAS, passa a ser agora da empresa Macife, credora da empreiteira que faliu em razão da Lava Jato. (leia aqui).
Apesar da perseguição, o petista lidera todas as pesquisas eleitorais e já foi apontado como o melhor presidente da história do País, de acordo com estatísticas oficiais.

POR QUE MORO, NÃO CONFISCOU O TRÍPLEX DO GUARUJÁ? A RESPOSTA É SIMPLES: PORQUE SABIA QUE O IMÓVEL NÃO ERA DE LULA




O presidente do TRF-4, desembargador Thompson Flores, conseguiu, com a ajuda da mídia golpista, criar um clima de repressão aos brasileiros de todo o país que pretendem ocupar Porto Alegre no próximo dia 24, para acompanhar o julgamento do recurso do ex-presidente Lula contra a sua condenação sem crime pelo juiz Sergio Moro. Tendo o ódio como principal ingrediente para a montagem do esquema repressor, conforme é fácil perceber pelo comportamento, entre outros, do prefeito fascista Nelson Marchezan, fica faltando apenas a justificativa para a deflagração da repressão, o que não será muito difícil de obter: bastará que os adversários odientos de Lula infiltrem baderneiros entre os manifestantes. Qualquer gesto que pareça violência será suficiente para acender o estopim da pancadaria, provocando uma explosão de ânimos de consequências imprevisíveis. Por isso, os organizadores das manifestações deverão estar atentos para a ação de baderneiros infiltrados.
Isso tudo, no entanto, poderá ser evitado se o julgamento for suspenso, não por conta das pressões do povo mas porque está provado que a condenação foi determinada pelo juiz Sergio Moro com base numa grande mentira, já que o tríplex do Guarujá, motivo da sentença, não pertence ao ex-presidente operário. Se essa providência não for tomada, considerando a magnitude da operação montada a pretexto de garantir a segurança e a ordem pública, um verdadeiro aparato de guerra, com a participação de vários organismos policiais, ninguém poderá prever os acontecimentos, inclusive a possibilidade de vítimas. Os principais responsáveis por eles serão, em primeiro lugar, o juiz Sergio Moro, que condenou Lula sem crime; em segundo lugar o presidente do TRF-4, desembargador Thompson Flores, caso não suspenda o julgamento; em terceiro lugar a ministra Carmen Lúcia, presidente do Supremo, que tem consciência da ilegalidade da condenação e, também, tem poderes para suspender o julgamento e anular o processo, porque montado em bases falsas; e em quarto lugar a mídia golpista, que incentiva a repressão.

Um dos maiores juristas do mundo alerta contra perseguição a Lula

:

Em carta, o jurista italiano Luigi Ferrajoli, principal teórico do Garantismo, faz um alerta ao mundo de que Lula não está tendo direito a um julgamento justo e imparcial; "Quero expressar minhas preocupações sobre as formas com que o julgamento contra o ex-presidente foi criado e conduzido", anuncia o jurista, que aponta "uma ausência impressionante de imparcialidade por parte dos juízes e procuradores que o promoveram, dificilmente explicável senão com a finalidade política de pôr fim ao processo de reformas que foi realizado no Brasil". BR 247

Reinaldo: se Lula for condenado, Judiciário vira hospício ou circo

: <p>Reinaldo Azevedo Lula</p>

O colunista Reinaldo Azevedo chamou a atenção para as contradições da condenação de Lula pelo juiz Sérgio Moro; "um mesmo sistema judicial reconhece que o apartamento é e não é de Lula. Hospício ou circo?", indaga; Reinaldo diz ainda que o antipetismo virou ocupação de vigaristas; "A paúra da direita circense decorre do fato de que ela alimentou seus sectários com uma penca de estelionatos políticos, morais e existenciais. O antipetismo e o antilulismo se tornaram uma profissão de vigaristas", completa BR 247

Acossado por propinas, Serra anuncia que não disputará eleição neste ano

Valter Campanato/Agência Brasil: <p>Brasília - Ministro das Relações Exteriores, José Serra, fala à imprensa em coletiva no Palácio do Planalto, após reunião com o presidente Michel Temer (Valter Campanato/Agência Brasil)</p>

Enrolado na Lava Jato e com popularidade cada vez mais baixa, o senador José Serra (PSDB-sP) decidiu que não irá disputar as eleições deste ano; “Não vou disputar a eleição para governador nem pretendo concorrer a presidente neste ano. Tenho ainda cinco anos de mandato no Senado", afirmou; decisão acirra disputa pelo apoio tucano na corrida pelo governo paulista BR247

“ESTOU COM A TRANQUILIDADE DOS JUSTOS E INOCENTES”


247 - O ex-presidente Lula reafirmou sua inocência e tranquilidade diante de seu julgamento, no dia 24, no TRF-4, em Porto Alegre. 
Em discurso durante ato de artistas e intelectuais em seu apoio, na Casa de Portugal, no centro de São Paulo, o petista voltou a acusar seus adversários de quererem criminalizar o PT. "Quero que o PT me indique à Presidência. Se não for como candidato, serei como cabo eleitoral. Se o PT quiser, estarei como candidato à Presidência, aconteça o que acontecer", disse.
Lula reafirmou sua serenidade:
"Duvido que os juízes que já me julgaram e os que vão me julgar estejam tão tranquilos quanto estou. Estou com a tranquilidade dos justos e dos inocentes. Eu sei que não cometi nenhum crime".
"O que tá em jogo nesse instante é uma coisa mais forte do que o Lula. O que está em jogo é uma coisa chamada soberania nacional. Eles estão tentando fazer com que esse país volte a ter complexo de vira lata", completou.

TEMER ESTÁ DISPOSTO A GASTAR MAIS R$ 30 BI PARA APROVAR PREVIDÊNCIA

Michel Temer vai reabrir a temporada de compra de deputados; o Planalto se prepara para abrir as torneiras das emendas parlamentares para tentar aprovar a reforma da Previdência antes do fim de fevereiro e consolidar a estratégia de montar uma ampla frente eleitoral com todos os partidos da base aliada; somando restos a pagar de emendas parlamentares e verbas economizadas, recursos públicos podem chegar a R$ 30 bilhões. BR 247

William Waack virou vítima por ter sido racista


Dois meses depois William Waack reapareceu em artigo na Folha de SP e, desde então, não para mais de falar. Está empreendendo uma ação de “limpeza de imagem” coordenada com amigos de grandes meios de comunicação. Waack vem recebendo propostas de emprego e exaltações. O temor é que vire herói e, quem sabe, acabe indenizado por ser racista num momento em que dobraram os casos de racismo no Brasil
Eis algumas das manchetes disponíveis sobre o ex-âncora do Jornal da Globo:
1
UOL.
“Piada não é manifestação racista, diz William Waack”

LULA-2018 VAI PRA CIMA DA GLOBO OVERSEAS? Falcão: Globo e Democracia, uma ou outra!

FHC, o “esqueçam o que escrevi”, esquece o que escreveu há 11 dias POR FERNANDO BRITO

ratos2
No dia 7 de janeiro, no seu artigo dominical nos jornais – que poucos, alguns  por obrigação, como eu, lêem – Fernando Henrique Cardoso pregou a a “união do centro”, exortando “Alckmin, Marina, Meirelles, Joaquim Barbosa, ou quem mais seja (incluídos os setores ponderados da esquerda)”  a “criar consensos em favor do País e do povo” e biscarem aquele que seria o candidato mais viável (Luciano Huck?)
Hoje, porém, FHC diz que  “tem vários que são bons, mas quem tem mais chance nesse momento, quem pode levantar a bandeira, em nome do PSDB, é o Alckmin”, Ora, ninguém, a esta altura, acha que Alckmin só tem mais chance do que o nada. Muito menos Fernando Henrique é um tolo que não percebe isso. Ele não mira uma disputa com Lula, “serviço” que deixa para os juízes. Lava as mãos, como Pilatos, deixando que seus aliados da mídia, o crucifixem, mesmo tenho sido tratado  com fidalguia por Lula (e por Dilma), quando era fácil tê-lo tornado um demônio.
Acha que, feito o serviço sujo de tirar Lula do pleito, é só Jair Bolsonaro, a flor fétida do pântano em que meteram o Brasil, que ameaça os seus planos de voltar ao poder. Pensa que o povo brasileiro é o jegue manso que ele montou em 1998, na onda do 1 real = 1 dólar, que só resistiu até as urnas se fecharem. Fernando Henrique – a antítese do “sou velho, mas não sou velhaco” de Ulysses Guimarães – chega a ser ingrato com Michel Temer, que o livrou de ser a figura presidencial mais abjeta dos tempos recentes.
Ele esquece o que escreveu, até mesmo o que escreveu há pouco mais de uma semana, se lhe é conveniente. O povo, porém, não o esquece e tanto quanto Temer, será um peso sobre Geraldo Alckmin.

Assista, ao vivo, o ato de intelectuais e artistas pró-Lula, em SP

Assista, ao vivo, o ato de apoio a Lula promovido em São Paulo por artistas e intelectuais. A transmissão por vezes para ou tem problemas, mas em instantes estará normalizada.

MENSAGEM DO POETA REPENTISTA ANTÔNIO LISBOA

Adeus a Louro.

Acabamos de perder Louro Branco - Francisco Maia de Queiroz. Nasceu na Vila Feiticeiro, Vale do Jaguaribe-CE, morou em várias cidades cearenses, Mossoró e Caicó -RN, atualmente residindo em Santa Cruz do Capiberibe-PE.
Nos mais de cinquenta anos de profissão como repentista, Louro dedicou-se e honrou a arte do repente como só ele poderia ter feito. Transformou-se num dos maiores e admirados cantadores de todos os tempos, do Nordeste e do Brasil, emplacando um estilo próprio e uma criatividade pouco vista num ser humano.
Sua atividade na cantoria foi tão intensa e bonita, chegando a ser confundida com sua pessoa, suas qualidades e generosidade, de acordo com sua origem, exemplo de simplicidade e cidadania.
Sua produção poética se identifica com o público que tanto o aplaudida nas cantorias, nos festivais e nos mais diferentes ambientes onde se apresentou com aquele viola.
Era um desses guerreiros. Nunca injetou jornada de trabalho, fosse longa, pesada ou dificultosa. Sempre estava pronto para o oficio, fosse em um grande evento, numa feira, ou até num ato de lazer com amigos e colegas. Jamais fez seleção ou escolha de cantadores para suas parcerias. Enfrentou todos, das maiores referências aos menos reconhecidos e os encarou sem caráter competitivo, tratando todos com dignidade e respeito.
Deixa um legado enorme. São muitos poemas, canções, livros, LPs, CDs, DVDs e muitos outros trabalhos. Fica em todos os cantos e recantos, de boca em boca uma quantidade incalculável de estrofes, de sua autoria, decoradas nos seus inúmeros desafios de improviso, se utilizando dos mais diversos gêneros da cantoria (sextilhas, motes e modalidades), histórias e respostas ditas por ele onde andou, sem contar o que ficou perdido, que não deu pra ninguém registrar. É difícil numa roda de conversa entre poetas ou pessoas ligadas ao universo da cantoria, não se incluir Louro Branco e raramente não ter uma nova coisa deixada por ele em forma de verso ou de prosa.
É incrível! Louro Branco está na memória do povo, na História da cultura popular e vai continuar nas nossas lembranças, nossas vidas, vivo conosco.

Antonio Lisboa.

Recife, 18 de Janeiro de 2018.

LAVA JATO BAGUNÇOU O DIREITO PENAL. COM O TRIPLEX, VAI BAGUNÇAR TAMBÉM O DIREITO CIVIL?


Direitos.jpg

O Judge Murrow criou dois tipos de "propriedade": "de direito" e "de fato". Quá, quá, quá!

Conversa Afiada reproduz do Diário do Centro do Mundo imperdível - e muito divertido - artigo de Afrânio Silva Jardim (só rindo...):

CONDENAÇÃO DO EX-PRESIDENTE LULA. NÃO FOSSE TRÁGICO, SERIA ATÉ MUITO ENGRAÇADO!!!

VAMOS PENSAR JUNTOS:

1 – PRIMEIRA REFLEXÃO, COM UMA CERTA DOSE DE IRONIA…

Pela condenação do ex-presidente Lula, passamos a ter algumas situações jurídicas insólitas:

1) Visitação e/ou vontade de comprar: quem visitar um apartamento para eventual e futura compra adquire a sua propriedade.

2) Receber um apartamento significa… (não sei. Alguém sabe?) O ex-presidente não teve a posse do apartamento, sequer algumas horas, apenas o visitou…

3) Sugerir benfeitorias em um imóvel de outrem significa ter algum benefício próprio? As benfeitorias não se incorporam ao imóvel alheio?

Por outro lado, segundo o Juiz Sérgio Moro, agora temos duas espécies de propriedade:

a) proprietário “de direito”, de bens imóveis!!!

b) proprietário “de fato”, de bens imóveis!!!

Caso o ex-presidente Lula seja condenado defintivamente, será que esta sentença penal poderá ser transcrita no Registro Geral de Imóveis, declarando o triplex?

Seria uma sentença penal declaratória de propriedade, como se fosse uma sentença de usucapião???

Poderia o tríplex ser declarado no inventário de D. Maria Letícia para fins de futura partilha?

Se o triplex é de propriedade do ex-presidente Lula, como poderia ser penhorado para pagamento de dívida da empreiteira OAS?

O ex-presidente Lula está devendo imposto de transmissão pela transferência “de fato” deste imóvel?

De qualquer forma, aconselho aos leitores para não deixarem algum amigo usar seus imóveis e, muito menos, nele, deixarem realizar uma benfeitoria. Se a “turma” de Curitiba souber, você pode não mais ser proprietário deste bem e o amigo pode ser acusado de lavagem de dinheiro e proprietário de fato!!!

Enfim, já “bagunçaram” o Direito Penal e o Direito Processual Penal. Será que vão conseguir “bagunçar” também o Direito Civil???

Ex-presidente Lula Discursa para artistas e intelectuais em ato de apoio a ele no RJ

O ator Osmar Prado diz que tem um plano orquestrado para destruir Lula e o PT

PENHORA DO TRIPLEX DA OAS IMPEDE CONDENAÇÃO DE LULA, DIZ JURISTA

Com a prova de que o triplex da OAS pertence à empreiteira – tanto que foi penhorado a seus credores – e não ao ex-presidente Lula, o jurista e professor Afrânio Silva Jardim afirma que uma eventual condenação do ex-presidente Lula pelo TRF-4 mudaria o código civil no Brasil, criando um novo tipo de propriedade imobiliária, não prevista em lei; "Se o triplex é de propriedade do ex-presidente Lula, como poderia ser penhorado para pagamento de dívida da empreiteira OAS?", questiona; ele afirma – ironicamente – que, depois de Sergio Moro, o Brasil passaria a ter dois tipos de donos de imóveis: o proprietário de direito e o "proprietário de fato". BR 247

Dirigentes do MDB de Pernambuco sofrem nova derrota na justiça



O juiz da 26ª Vara Cível da capital, José Alberto de Barros Freitas Filho, indeferiu nesta quarta-feira (17) o “Pedido de Reconsideração” interposto pelo vice-governador e presidente regional do MDB, Raul Henry, contra despacho dele próprio, que autorizou a direção nacional do partido a dar andamento ao processo de intervenção na secção de Pernambuco.
Segundo o magistrado, a ausência de “justa causa” para haver intervenção em Pernambuco “dizem respeito ao próprio mérito do pedido e que devem ser analisadas pelo órgão partidário competente”.
Esta foi a segunda derrota que os dirigentes do PMDB pernambucano sofreram na justiça em decorrência da briga que travam com o senador Fernando Bezerra Coelho pelo controle do partido.
Veja a íntegra do despacho do juiz:

Descanso para férias

O prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), tirou 10 dias de férias para descansar. Viajou ontem para Londres em companhia da mulher, Socorro, deputada estadual pelo PSL. Até o próximo dia 27, o município será governado pelo vice-prefeito Bringel Filho, herdeiro político do ex-deputado Emanuel Bringel e candidato a deputado federal pelo PSDB.

Para todos – Embora em conflito com a Compesa, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), afirma que ela também pode se habilitar para participar da concorrência pública que selecionará a empresa responsável pela gestão dos serviços de água e esgoto do município.

Fórum – O desembargador Leopoldo Raposo, que está concluindo o seu mandato na presidência do Tribunal de Justiça, esteve ontem em Bezerros para autorizar a construção do novo fórum do município. O prefeito (e seu primo) Severino Otávio Raposo (PSB) deu-lhe as boas vindas.

Pela paz – O prefeito Bruno Pereira (PTB) reassumiu ontem a Prefeitura de São Lourenço, da qual ficou afastado por 113 dias, com a mão estendida para o vice, Gabriel Neto (sem partido), que o substituiu durante o período de afastamento: propôs-lhe uma reconciliação.

Pode mais – A direção da Rede em Pernambuco convidou o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lossio, para participar de um debate hoje no Recife com a sua militância. Quer saber com detalhes o que significa o movimento “Pernambuco pode mais” que Lossio lançou no Sertão.

Carnaval – Pela primeira vez, em sua história, Olinda vai realizar um carnaval apenas com recursos de patrocinadores. Dos cofres da prefeitura não sairá um tostão, garante o prefeito Professor Lupércio (SD). O tamanho do carnaval, diz ele, será o tamanho do patrocínio.


Prevenção – Joaquim Neto (PSDB), prefeito de Gravatá, submeteu-se ontem a uma bateria de exames no Hospital Português do Recife. A saúde está em forma, mas o peso além do desejável. Por Inaldo

Povo não sai mais às ruas para defender nossas estatais

PSB se opõe à venda da Chesf com base em argumentos levantados por Miguel Arraes

Está marcada para amanhã, no Recife, uma assembleia geral extraordinária da Chesf para discutir mudanças no seu estatuto. Ela perderá sua autonomia, ficando totalmente subordinada à Eletrobrás, empresa que integra o Plano Nacional de Desestatização do governo Michel Temer. Em Pernambuco, é grande a movimentação de políticos do PSB contra a privatização da Chesf com base no velho argumento de que se valeu Miguel Arraes para se contrapor à venda da empresa durante o governo FHC: privatizá-la significa privatizar também o São Francisco, já que ela depende do rio para sobreviver. A propósito, pesquisa recente do Datafolha constatou que a maioria dos brasileiros é contra a privatização de nossas estatais, sobretudo do Banco do Brasil, da Caixa Econômica e da Petrobrás. Não por consciência política e sim pela “lavagem cerebral” de que foi alvo nas três últimas campanhas presidenciais, nos seguintes termos: o que é do estado é bom para o povo, e o que é privado não presta. Só que, na prática, o brasileiro está pouco se lixando sobre se nossa telefonia celular é controlada pelo estado ou por grupos privados. Quer que ela funcione e lhe ofereça serviços de qualidade. Além do mais, depois que a Petrobrás foi saqueada por políticos inescrupulosos, que dividiam o poder com o presidente da República de plantão, quem mais se dispõe a sair às ruas para defender nossas estatais a exemplo do que se fez, por exemplo, na década de 50, com a campanha “O petróleo é nosso?” Coluna Fogo Cruzado 

Temer tenta apoio de Malafaia à reforma; não consegue

ÉPOCA – Nonato Viegas

O Palácio do Planalto tenta, desde a semana passada, agendar encontro do presidente Michel Temer com o pastor Silas Malafaia. O emedebista queria pedir apoio à reforma da Previdência, a exemplo do que fez com o apóstolo Valdemiro Santiago (Igreja Mundial do Poder de Deus) e com os pastores RR Soares (Internacional da Graça) e José Wellington (Assembleia de Deus).
Como o interlocutor de Malafaia, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), é contra a proposta, o Planalto ligou direto ao pastor. De férias, ele nem atendeu às ligações.
Malafaia tinha uma reunião com Temer no dia seguinte à divulgação do áudio do presidente com Joesley Batista. O encontro foi cancelado. De lá para cá, não voltaram a conversar.

E se não tivesse havido golpe?


Roberto Stuckert Filho/PR

Vejam vocês que ironia. Não tivesse havido golpe, estaríamos agora entrando em uma eleição limpa, tranquila e muito provavelmente, com a saída democrática de 16 anos de governos do PT.
Porque, se Dilma prosseguisse, o PT não despontaria como o favorito de agora. Seria dificílimo, quase impossível, encaixar mais uma vitória.
Estaríamos vivendo, neste momento, um cenário de consolidação da democracia. Teríamos várias forças políticas ascendendo e participando do pleito de maneira soberana.
Teríamos debate, autoestima e um pouco mais de clareza diante da economia e dos avanços sociais. Teríamos espaço para projetos novos de gestão, para sínteses dos legados deixados pelo PT e mesmo pelo PSDB.
Possivelmente, não teríamos a gasolina nesse preço exorbitante, muito menos o gás de cozinha. Não teríamos massacres em presídios, genocídio de índios, escalada de feminicídios, escalada de violência e essa enxurrada de casos de racismo.
Estaríamos discutindo mais investimento no programa Ciência Sem Fronteiras (que saudade), a ampliação do Prouni, do Fies, a consolidação dos 6 novos campi universitários gigantescos recém construídos e espalhados pelos país.
Não houvesse o golpe, estaríamos mais felizes, mais tranquilos, com o emprego em níveis muito mais razoáveis e com a sensação de bem estar social assegurada para o habitual espetáculo de logística eleitoral que o Brasil sempre deu ao mundo, com apurações rápidas e comparecimento massivo.
Óbvio que fica a pergunta: e o congresso? E a imprensa? A resposta é uma pergunta: eles ficaram relativamente controlados durante 13 anos, porque não poderiam ficar por mais três?

“LADRÃO? MAS VOCÊ PROVOU? CADÊ A PROVA?”, DIZ OSMAR PRADO SOBRE LULA


Revista Fórum -  Uma mulher chamou Lula de ladrão na tarde desta terça-feira (16), na porta do teatro Oi Casagrande, no bairro do Leblon, zona sul da capital fluminense.
O ator Osmar Prado, que estava no local dando uma entrevista, pediu para ela a prova e ela ficou sem ter o que dizer. A conversa foi toda filmada.
No local estava acontecendo o encontro com artistas e intelectuais no Rio de Janeiro “Em Defesa da Democracia e de Lula”.

FILHA DE FUX TEM DOIS APARTAMENTOS NO LEBLON E RECEBE AUXÍLIO-MORADIA


247 - Uma reportagem de Filipe Coutinho, do BuzzFeed News, aponta que Marianna Fux, desembargadora no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, recebe mensalmente auxílio-moradia de R$ 4.300, ao mesmo tempo que tem dois apartamentos no Leblon, que, por baixo, valem R$ 2 milhões.
Marianna é filha do ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, relator na corte de uma ação que há quase quatro anos está parada para julgar a legalidade desse benefício aos magistrados. Marianna Fux diz que recebe o valor de acordo com as regras do CNJ.
"Aos 37 anos, Marianna é conhecida pelo sobrenome famoso e pela rápida ascensão no judiciário. De discreta advogada, ela deu um salto na carreira ao tomar posse aos 35 anos como desembargadora do tribunal do Rio, na vaga reservada à advocacia", escreve Filipe.
Numa decisão proferida em dezembro de 2017, Fux negou pedido de suspensão de pagamento de auxílio-moradia a juízes que moram na mesma cidade em que estão lotados. https://www.brasil247.com/pt/247/rio247/337471/Filha-de-Fux-tem-dois-apartamentos-no-Leblon-e-recebe-aux%C3%ADlio-moradia.htm

Com medo, Merval diz que Lula é candidato a ditador

: <p>merval</p>

O colunista Merval Pereira mostrou o desespero da mídia familiar diante da liderança do ex-presidente Lula em todas as pesquisas de intenção de voto, independentemente dos ataques da imprensa e do Judiciário; em coluna nesta quinta, Merval falou que Lula seria candidato a ditador; "Anular milhões de votos dados a um líder popular será uma prova de fogo para nossa democracia. Mas se por acaso o confronto com a Justiça terminar com uma vitória do candidato condenado, passando por cima de uma lei que está em vigor há anos, estaremos dando posse a um candidato a ditador", escreve BR 247

PROVA DA INOCÊNCIA DE LULA DEIXA O TRF-4 EM TOGA JUSTA

247 – Como o TRF-4 irá decidir o destino do ex-presidente Lula, agora que surgiu uma prova de que o ex-presidente é inocente, uma vez que o triplex da OAS foi penhorado a credores da empreiteira?
Este foi o principal tema do programa "Leo ao quadrado", desta quarta-feira 17. Segundo Leonardo Stoppa, o TRF-4 agora está numa toga justa e o certo seria anular ou recomeçar do zero o processo.

‘Sofrimento do povo pela falta de transporte é culpa de Alckmin’

Esq.: Alex Ferreira-Câmara dos Deputados / Dir.: Gleison Miranda-Ascom:

Após a deflagração da greve dos metroviários em São Paulo, o deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) bateu duro no governador Geraldo Alckmin, ao afirmar que o "governo privatista tucano aliado a uma mídia que desinforma sobre as razões da greve, servem ao desgaste do que é público e o seu sucateamento para maximizar lucros e degradar salários"; "O sofrimento do povo pela falta de transporte é responsabilidade de Alckmin", disse o parlamentar BR 247

Temer recebeu Derziê no Planalto

: <p>Derziê</p>

Considerado o sucessor de Geddel Vieira Lima na operação de esquemas do PMDB na Caixa, o vice-presidente Roberto Derziê de Sant’Anna circulava com desenvoltura em gabinetes do Palácio do Planalto; agendas oficiais publicadas no portal do governo mostram que Derziê esteve com Michel Temer três vezes em 2017; em duas delas, o presidente do banco, Gilberto Occhi, também investigado por corrupção, acompanhou a reunião. BR 247

Cunha nomeou todo o governo Temer

: <p>renan cunha</p>

Renan Calheiros usou o Twitter para escancarar a influência de Eduardo Cunha sobre o governo de Michel Temer, que hoje é refém do deputado cassado; Segundo o senador, Cunha "não nomeou apenas os vices da Caixa, mas todo governo Temer". "[Cunha] Sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment [de Dilma Rousseff] e governar", escreveu; em novembro, o senador criticou a indicação de Carlos Marun (MDB-MS), um dos principais aliados de Cunha, para a Secretaria de Governo. BR 247

TEMOS DE TER UMA ESQUERDA PREPARADA PARA O ENFRENTAMENTO


O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) divulgou um vídeo em que pede união dos partidos de esquerda contra a nova fase do golpe, que é impedir a candidatura do ex-presidente Lula; "Eu defendo que a gente tem de ter uma outra esquerda, mais preparada para o enfrentamento. Não é a hora de uma esquerda frouxa, burocratizada, acomodada. Eu falo isso porque eu concordo com a posição da senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, que elevou tom do discurso, dizendo que nós não vamos aceitar a condenação do presidente Lula em um processo como esse, sem prova alguma", disse

Belluzzo desmonta o Lego do FHC! O 1% exige a aceleração histérica das políticas que empobrecem o pobre!


Mafagafos.jpg

O Conversa Afiada reproduz da Carta Capital excelente artigo do professor Luiz Gonzaga Belluzzo sobre como o 1% se lambuza no "populismo":

Em entrevista recente ao Estadão, o ex-presidente Fernando Henrique valeu-se da expressão “populismo” para estigmatizar os eleitores dos adversários.

Meu professor de Sociologia juntou-se à turma que manda e desmanda no mundo da globalização, sempre empenhada em desqualificar a moçada que sobrevive no prejuízo. Encarapitados nos píncaros reservados ao 1% da distribuição de renda e riqueza, os homens bons lançam mensagens de menosprezo aos que labutam no vale de lágrimas.

Populismo é uma palavra sem conceito que exala preconceito. Ela pretende dizer que os “esclarecidos” decidem de maneira racional, não por interesse próprio. Dizem que os desvalidos e os mais pobres atacam os orçamentos na defesa de seus interesses.

Já, os sábios do andar de cima e seus especialistas, esses não, eles encarnam a racionalidade, exercida do alto de seus escritórios almofadados. Sem essa e mais aquela, eliminam a contraposição de interesses e vão jogar Lego com as hipóteses ridículas sobre a economia e a sociedade, não é assim professor Fernando Henrique? 

PF vai atrás de operador do Mineirinho. Oswaldo Borges cuidou do Caixa 2 das campanhas de Aécio


Ceguinhos.jpg

Do UOL:

A Polícia Federal solicitou cópias dos registros de entrada e saída de endereços ligados ao empresário Oswaldo Borges, apontado por delatores da Operação Lava Jato como operador do recebimento de caixa 2 de campanhas do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Borges comandou a licitação da Cidade Administrativa, obra mais cara da gestão do tucano e, segundo um delator da Odebrecht, teria cobrado e recebido dinheiro de propina e caixa 2 em favor a Aécio Neves e seu grupo político.

(...) A PF solicitou os registros das sedes da Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais), presidida por Oswaldo Borges entre 2003 e 2014. Os investigadores também pediram acesso aos registros das sedes da concessionária de veículos Minas Máquinas, da qual Borges é diretor financeiro, e de um apartamento alugado pela Odebrecht onde, segundo seus delatores, ocorriam as entregas de dinheiro vivo a intermediários de Borges.

O foco nesses endereços é uma tentativa dos investigadores de obter evidências que possam comprovar ou não os relatos de delatores da Odebrecht como Sérgio Neves, ex-executivo da empresa em Minas Gerais. Em depoimento prestado no ano passado, ele disse à PF que, em 2014, participou do pagamento de pelo menos R$ 5,2 milhões a Borges a título de caixa 2 para campanha presidencial de Aécio Neves e de outros integrantes do grupo político do tucano.

Falcão: Carta de Lula não será aos brasileiros... ricos! Ricos da cidade de SP vivem 20 anos mais que os pobres

"GILMAR! REI MOMO 2018!" "Solta logo o Beira Mar, ladrão de Galinha!"


GilMomo.jpg

Conversa Afiada reproduz da Fel-lha trechos do artigo de fundo de José Simão, respeitado analista de assuntos políticos - muito mais reverenciado que o Historialista, nas mesmas páginas.
E o Carnaval 2018! Diz que Olinda convidou o Temer pra substituir o Homem da Meia-Noite. Mas ele não pode ir porque tem agenda lotada nesse horário.

Horário de pico! Meia-Noite é o horário de pico do Frankstemer! Rarará.

E eu acho que o Gilmar vai ser o rei Momo do Carnaval 2018!

Já saíram mais duas marchinhas! "Alô Gilmar! Alô Gilmar! Tá soltando todo mundo! Solta logo o Beira-Mar!".

Isso, solta logo o Beira-Mar, ladrão de galinha! Rarará!

E a Orquestra Royal compôs outra marchinha: "Começou o Carnaval do Gilmar! Liberou a brincadeira! Quero ver quem vai dançar! A Dancinha das Tornozeleiras!".

Eu quero aprender a Dancinha das Tornozeleiras!
Em tempo: o Conversa Afiada já tinha anotado essa notável contribuição do genial João Roberto Kelly à pandega momesca de 2018 - PHA
Leia também no Conversa Afiada:

Capangas atacam juíza que desafiou Moro


Apesar de a mídia corporativa (Globos, Folhas, Vejas e Estadões da vida) ter sonegado ao distinto público a informação de que uma juíza de primeira instância DESMORALIZOU a tese de Sergio Moro de que um apartamento “tríplex” no Guarujá seria “propina” da empreiteira OAS para o ex-presidente lula ao PENHORAR esse imóvel para ressarcir um credor dessa empreiteira, os paus-mandados dessa mídia e do “Partido da Justiça” estão atacando a decisão da doutora Luciana Torres de Oliveira, da 2ª Vara de Execução e Títulos do DF.
Antes de tratar disso, porém, vale informar ao distinto público que acaba de sair o termo de penhora do “tríplex” de Lula para ser dado em ressarcimento a um credor da massa falida da OAS apesar de esse imóvel ter sido confiscado pelo juiz Sergio Moro em julho do ano passado

Diz o despacho de Moro:
“(…) Considerando que o apartamento 164-A, triplex, Edifício Salinas, Condomínio Solaris, no Guarujá, matrícula 104801 do Registro de Imóveis do Guarujá, é produto de crime de corrupção e de lavagem de dinheiro, decreto o confisco, com base no artigo 91, II, “b”, do Código Penal (…) A fim de assegurar o confisco, decreto o sequestro sobre o referido bem. Independentemente do trânsito em julgado, expeça-se precatória para lavratura do termo de sequestro e para registrar o confisco junto ao Registro de Imóveis (…) Independentemente do trânsito em julgado, oficie-se ao Juízo no processo de recuperação judicial que tramita perante a 1ª Vara de Falência e Recuperações Judiciais da Justiça Estadual de São Paulo (processo 0018687-94.2015.8.26.01000), informando o sequestro e confisco do bem como produto de crime e que, portanto, ele não pode mais ser considerado como garantia em processos cíveis (…)”
Nesta semana, reportagem do site QuidNovi, do jornalista Mino Pedrosa, revelou em primeira mão que decisão da juíza da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal, Luciana Torres de Oliveira, considerou como proprietária do polêmico tríplex a empreiteira OAS EMPREENDIMENTOS, ignorando decisão de Moro que confiscou o imóvel no ano passado.
O Termo de Penhora recém divulgado, portanto, contrapõe-se ao confisco de Sergio Moro.
Trocando em miúdos: quem vai ficar com o tríplex? Moro confiscou o imóvel para ressarcimento do patrimônio público, mas a juíza Luciana Torres de Oliveira penhorou o imóvel para ser dado à empresa Macife, credora da empreiteira que faliu em razão da Lava Jato, conforme o termo de penhora recém-divulgado.
Seja como for, não demorou para que a decisão de Luciana fosse atacada por ter desafiado o chefão da República de Curitiba.
O site Antagonista, que faz vez e voz da Lava Jato em temas sobre os quais aquela republiqueta curitibana não pode se pronunciar, publicou uma tentativa de diminuir o GIGNTESCO imbróglio que se produziu a partir da penhora pela juíza de Brasília do imóvel penhorado pelo juiz de Curitiba.
O título da matéria dá a entender que a doutora Luciana não fez o que fez, apesar de que ela fez. O Antagonista diz que “A OAS sempre figurou como proprietária [do tríplex], embora o ‘dono de fato’ do apartamento seja o ex-presidente [Lula]”.
Ora, a questão não é essa. A questão é que a juíza penhorou um imóvel que estava confiscado por Moro. Se está confiscado por Moro não poderia ter sido penhorado pela doutora Luciana.
Certo?
Por isso, então, o Antagonista se trai ao atacar a magistrada dizendo que ela evitaria todo esse problema que estaria sendo “explorado” pela defesa de Lula se ela “consultasse a sentença de condenação do ex-presidente, de julho de 2017, na qual Sérgio Moro determinou o sequestro do tríplex”.
Todo reaça é machista, de forma que não espanta que esses capangas tendem espalhar que a juíza em questão é uma completa desinformada e estúpida que não sabia nem imaginou que um tríplex no Guarujá poderia ser o mesmo que não sai um único dia do noticiário há mais de dois anos. E muito menos teve o bom senso de ir verificar se não havia qualquer embaraço legal à penhora do imóvel.
O fato é que a doutora Luciana, quem o site Diário do Centro do Mundo diz que não só não é petista como apoiou Aécio em 2014, entendeu que o imóvel não é de Lula nem do Estado e, sim, da empreiteira, pois se, em realidade, fosse de Lula, não poderia ter ocorrido a penhora.
A Lava Jato deveria procurar capangas menos burros. Mas, enfim, todo capanga é burro.
Assista, abaixo, reportagem do Blog da Cidadania sobre o tema e, em seguida, peço a você que acompanha este Blog há tantos anos que leia mensagem que temos para você.

SHOW DE VIOLA COM OS IRMÃOS PEREIRA

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, texto

Após 3 dias, Globo não noticiou e esconde decisão da Justiça que prova que triplex é da OAS


Embora tenha surgido a prova de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é inocente, uma vez que o triplex da OAS foi penhorado a credores da empreiteira, o caso ainda não foi noticiado pela Globo nem pelas demais emissoras de TV, comprometidas com o golpe de 2016.

O Jornal Nacional, que destinou horas de sua programação em 2017 para acusar Lula, não deu sequer uma nota sobre a decisão que prova que o triplex é da OAS.

Este foi silêncio foi o principal tema do debate de ontem da TV 247, com Paulo Moreira Leite, Alex Solnik e Gisele Federicce. http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=99537&po=s

Os furos da sentença “irretocável”


 torque

A reportagem de Mário Cesar Carvalho, na Folha, lista contradições da sentença contra Lula que será analisada (embora com um número impreciso de pré-julgamentos, para os quais a decisão já tinha sido tomada  antes de sequer lida).
Lista algumas, apenas, porque haveria dúzias a reunir e, a rigor, bastaria quase que uma delas fosse reconhecida para desabar todo o castelo de cartas que foi montado.
A começar pela irrespondível colisão entre o fato de que o ex-presidente foi acusado de receber um apartamento  como paga por contratos superfaturados da OAS com a Petrobras e o próprio Sérgio Moro reconhece que “jamais afirmou, na sentença ou em lugar algum, que os valores obtidos pela construtora OAS nos contratos com a Petrobras foram utilizados para pagamento de vantagem indevida para o ex-presidente”.
Portanto, a acusação é inepta e a jurisdição de Moro sobre o caso não existe. Mesmo que houvesse o apartamento prometido, não seria Curitiba o foro para julgar o fato, mas São Paulo, onde o processo se iniciou e foi “fatiado” para mandar o ex-presidente ao açougueiro de Curitiba. Tanto que o “resto” ficou lá e terminou com a absolvição dos acusados.

Quem cedeu o teatro para Lula o cedeu para os jornalistas

lulanoca
Um rapaz, Bruno Góes, que publica notas na coluna de Lauro Jardim, em O Globo, parece que se tomou de suspeitas sobre a cessão do Teatro Casagrande depois que seu chefe publicou nota insinuando que a Oi, que paga para ter o nome no Teatro – como fazem, aliás, outras operadoras em outras casas de espetáculo – e faz um textinho que só posso atribuir à desinformação temperada com grandes doses de mesquinhez e moralismo barato.

Vai ouvir “o outro lado” para, numa pseudodemocracia, destilar mais fel, dizendo que se aguarda “uma fila de partidos” pedindo para si “igual generosidade”.

Seria interessante, também, se Lula pedisse “igual generosidade” para os eventos da Globo, da Veja e de outras empresas que homenageiam Sérgio Moro, Geraldo Alckmin, João Dória e outros que não pagam para receber aplausos em auditórios e casas de espetáculo país afora.

Não tenho procuração para defender os donos do Casagrande, uma casa com mais de 50 anos  de tradição na cultura e na política no Rio de Janeiro. Sou-lhes grato, porém, por terem abrigado, gratuitamente, também, os jornalistas que participávamos pela retomada aos pelegos de nosso sindicato, em 1978, em diversas e inflamadas reuniões. Marcelo Beraba, diretor do Estadão, Carlos Alberto de Oliveira, o Caó, e os amigos José Trajano e Fichel Davit, líderes do movimento do qual este então “foca” participava, podem contar melhor esta história.

Cunha rebate acusações e diz que corrupção na Caixa é culpa de Temer



Do complexo penitenciário onde está no Paraná, o ex-deputado Eduardo Cunha negou em nota que tenha influenciado sobre a cúpula da Caixa Econômica Federal, e afirmou que a nomeação de um dos dirigentes afastados do banco foi decisão de Michel Temer.

Acusado de pressionar Antônio Carlos Ferreira, que até esta terça-feira (16) comandava a área Corporativa do banco, Cunha afirma que não tem "relação", "influência" ou "qualquer relação pessoal" com os quatro vice-presidentes afastados por suspeitas de irregularidades.

Ele diz ainda que Ferreira foi indicado para a vice-presidência Corporativa da Caixa em 2014 "pela então deputada e hoje senadora Rose de Freitas [MDB-ES] diretamente ao então vice-presidente Michel Temer" quando Cunha era líder do PMDB na Câmara, de acordo com publicação do site da Folha de São Paulo.

"Coube a Michel Temer a sua nomeação à época atendendo à hoje senadora", diz Cunha, acrescentando que Ferreira foi indicado para substituir Geddel Vieira Lima no cargo. O ex-deputado afirmou que esteve com Ferreira apenas duas vezes após sua nomeação para o cargo no comando da Caixa, e que o então vice-presidente o procurou "para se pôr à disposição da bancada por orientação de Rose de Freitas".

Ferreira disse em auditoria interna da Caixa que Cunha cobrava dele informações semanais sobre operações do banco superiores a R$ 50 milhões e que procurou Michel Temer para reclamar da pressão do ex-deputado. Segundo o depoimento, Temer afirmou que Ferreira deveria continuar trabalhando e que nada aconteceria com sua posição no banco. http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=99536&po=s

TRIBUNAL DIVULGA DOCUMENTO QUE PROVA INOCÊNCIA DE LULA


Brasília 247 – Acaba de ser publicado o documento que prova, de forma cabal, a inocência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Trata-se do termo de penhora do famoso "triplex do Guarujá"; com data de 5 de dezembro de 2017.
De acordo com a decisão da juíza Luciana Oliveira, o imóvel, que nunca foi de Lula e pertencia à OAS, passa a ser agora da empresa Macife, credora da empreiteira que faliu em razão da Lava Jato.
Em Curitiba, o juiz Sergio Moro condenou Lula, o maior líder político da história do Brasil, a nove anos e meio de prisão alegando que ele foi beneficiado por reformas em um imóvel que não lhe pertence.
Agora, três desembargadores gaúchos – João Pedro Gebran, Victor Laus e Leandro Paulsen – estão sendo pressionados pela Globo, peça central no golpe de 2016, a confirmar a sentença, mesmo diante de um documento que prova a inocência de Lula.
Ontem, no entanto, a defesa de Lula apresentou petição a Gebran para que ele se manifeste sobre a penhora do imóvel que motivou a condenação ilegal de Lula.
Confira, abaixo, um trecho da reportagem do site Quidnovi, sobre o documento que prova a inocência de Lula:
O site quidnovi.com.br trouxe com exclusividade a decisão da juíza da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal, Luciana Torres de Oliveira, que chancela como proprietária do polemico tríplex, a empreiteira OAS EMPREENDIMENTOS.
A decisão da juíza contradiz frontalmente a força tarefa da operação Lava Jato. O nó da forca que apertava o pescoço do ex-presidente Lula no julgamento do dia 24 de janeiro pode afrouxar e livrá-lo do cadafalso.
Inscreva-se na TV 247 e confira, ainda, a explicação do governador e juiz Flávio Dino, aprovado em primeiro lugar no mesmo concurso prestado por Moro, sobre o porquê de Lula estar sendo condenado sem provas: