VOCÊ NÃO PODE FALTAR A NOSSA CONVENÇÃO, DIA 31, EM OROBÓ


OROBÓ: AVÓ DA PROFESSORA SOCORRO AGUIAR (ESPOSA DE MANUEL MARIANO) FAZ HOJE, 104 ANOS DE VIDA


Neste dia quero agradecer a Deus pelos 104 anos de vida de VÓ RITA. Louvar a Deus pela sua presença a cada ano em nosso meio familiar.  Desejar a ela   toda saúde, paz, alegria, felicidade e mais e mais anos e anos de vida junto conosco e agradeçê-la por este exemplo de vida que nos dá.

Eu, Manuel Mariano, Socorro, sua neta e seus bisnetos Marianne Laís e Matheus Igor agradecemos e louvavamos a Deus pela sua vida conosco.

Feliz e abençoado aniversário,VÓ RITA!


O silêncio da imprensa na prisão do prefeito por desvios no PAC, e da esposa deputada, acusada de corrupção

Com um discurso voltado “contra a corrupção”, “ética” e “perda de governabilidade”, o  presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, confirmou que o partido vai apoiar, no mérito, o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. 
É no mínimo curioso o discurso de Siqueira, já que seu partido está envolvido, segundo a Operação Turbulência da PF, no caso do avião fantasma, comprado por empresas fantasmas, para transportar o então candidato à presidência Eduardo Campos.Mais estranho ainda é que se faça discurso contra corrupção e silencie sobre a corrupção de político de seu partido.Um exemplo disso, e que deveria receber atenção e comentários por parte do presidente nacional do PSB, é o comportamento do prefeito de Foz do Iguaçu (PR), Reni Clovis de Souza Pereira, conhecido como Reni Pereira (PSB) preso pela Polícia Federal (PF) durante a...Continue lendo aqui

Por Helena

Valor Econômico destaca ata do MP menciona assassinato para morte de empresário em Olinda

Paulo César Morato
Do blog do Jamildo
Por Marina Falcão | Valor RECIFE
Uma ata de uma reunião da cúpula do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), publicada nesta quinta-feira no diário oficial do Estado, usou a palavra “assassinato” para se referir à morte do empresário Paulo Morato, foragido da Operação Turbulência, da Polícia Federal.
Até agora, quase um mês depois que Morato foi encontrado morto em um quarto de motel em Olinda, a Polícia Civil de Pernambuco vem dizendo que ainda não concluiu as investigações para determinar se Morato, envenenado com chumbinho, foi vítima de homicídio ou cometeu suicídio.
A ata, publicada na página 26 do “Diário Oficial do Estado de Pernambuco”, diz que a conselheira Adriana Fontes indagou “se houve a designação de algum promotor de Justiça para acompanhar o caso do assassinato do empresário Paulo Cesar de Barros Morato”. Ainda segundo o documento, o presidente do conselho, Carlos Guerra, respondeu que “até o presente momento não houve reclamação, mas que iria designar um membro para acompanhar o inquérito”. A reunião ocorreu no dia 13 de julho.
Morato era considerado pela PF como testa de ferro de um esquema que usava empresas fantasmas para abastecer campanhas políticas do PSB com dinheiro de propina de obras da transposição do Rio São Francisco e da Petrobras e que chegou a movimentar mais de R$ 600 milhões. A Polícia Federal suspeita que o avião que caiu em Santos em agosto de 2014, matando o ex-governador Eduardo Campos, teria sido comprado com dinheiro transferido pela empreiteira OAS a uma das empresas fictícias do esquema.
A investigação sobre a morte do empresário foi criticada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol). A entidade reclama que um grupo de peritos papiloscopistas (que coleta impressões digitais) foi impedido de dar prosseguimento à perícia no local da morte após receber, de última hora, uma ordem para suspender os trabalhos da Secretaria de Defesa Social do Estado, levantando suspeitas de interferência política nas investigações.

TRE recebe mais 517 nomes de políticos sob suspeita

Do G1/PE
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recebeu mais 517 nomes de políticos e gestores condenados pela Justiça. A lista integra, agora, um documento com 1.598 processos de prefeitos e vereadores, além de gestores municipais e federais que tiveram as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Com base nessa lista é que a Justiça Eleitoral poderá declarar a inelegibilidade de candidatos políticos.
Essa última listagem foi encaminhada ao órgão pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região no dia 14 deste mês. Entretanto, só o fato de estar com o nome na lista não significa que o político poderá ter sua candidatura impugnada.
No caso desses 517 nomes enviados pelo TRF, os gestores considerados condenados ainda podem requerer o registro de candidatura ao juiz eleitoral, que analisará as condições de elegibilidade ou inelegibilidade. Caso o juiz indefira, o candidato ainda tem a chance de recorrer e seguir a campanha sob judice, de acordo com o Art. 16 A da Lei 9505/97.
Já as contas rejeitadas pelo TCE, só se caracterizará inelegibilidade se ficar demonstrado um ato doloso de improbidade administrativa. E isso caberá ao promotor eleitoral decidir.
A Lei da Ficha Limpa prevê várias causas para inelegibilidade, entre elas: rejeição de contas de exercício de cargos ou funções públicas, condenação por improbidade administrativa, compra de voto, abuso de poder econômico ou político
A lista final com os declarados ilegíveis está prevista para ser divulgada no dia 15 de agosto. Os gestores públicos que forem declarados inelegíveis não poderão concorrer às eleições que se realizarem nos oito anos seguintes.

Prefeito de Catende é levado do Cotel para hospital

Do G1/PE
Um mal-estar levou o prefeito de Catende, na Mata Sul de Pernambuco, Otacílio Alves Cordeiro (PSB), a sair do Centro de Observação e Triagem Criminológica (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, para receber atendimento médico na capital pernambucana. Ele está internado, sob custódia policial, no Hospital Santa Joana, no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife, desde a quinta-feira (21).
Por meio de nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que o prefeito se sentiu mal na quarta-feira (20) e foi atendido por um médico do Cotel. “Por orientação médica, após reavaliação nesta quinta (21/07), o reeducando foi encaminhado para um dos hospitais credenciados ao seu plano de saúde e permanece internado sob custódia policial”, traz o texto.
O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa do Hospital Santa Joana para apurar o estado de saúde do prefeito de Catende, mas a orientação recebida é que esse tipo de informação não pode ser repassada pela unidade hospitalar, e sim por parentes do paciente.

Improbidade: reaberto processo contra Henrique Alves

O juiz Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª Vara Federal do Distrito Federal, reabriu uma ação de improbidade administrativa iniciada em 2004 contra o ex-ministro do Turismo e ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). A decisão foi enviada esta semana para o Ministério Público.
No processo, a ex-mulher de Alves, Mônica Azambuja, apresentou documentos e extratos bancários que detalhavam gastos fora do Brasil entre 1996 e 2004. Os valores não foram declarados à Receita Federal, segundo as acusações.
O processo estava parado na Justiça do DF em razão de questionamentos da defesa e de decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que anulou parte das provas. Agora, as informações da ação serão reanalisadas pelo juiz e a defesa poderá novamente questionar dados do processo. Depois, o juiz terá que decidir se condena ou não o politico por improbidade, que pode levar a punições como multa e ressarcimento aos cofres públicos.

É irresponsável fala de ministro sobre terrorismo

Blog do Kennedy
Ao dizer que foram afastados “os únicos focos de possibilidade de ataque” terrorista nos Jogos Olímpicos, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, deu ontem uma declaração irresponsável. Ele considerou que a prisão de dez suspeitos de planejar uma ato terrorista e a recente deportação de físico franco-argelino para a França eliminavam tais ameaças.
É correto que as autoridades públicas não estimulem pânico, mas também não podem subestimar riscos. No caso, os Jogos Olímpicos são o maior evento do planeta. O Brasil possui fronteiras terrestres que são fáceis de serem cruzadas. Ataques terroristas têm acontecido recentemente em diversas partes do mundo.
Logo, não faz sentido tratar uma ameaça de atentado terrorista no Rio de Janeiro como algo que já esteja fora de cogitação ou eliminado pela prisão dessas dez pessoas ou pela extradição para a França de um físico franco-argelino, que, aliás, já havia cumprido sua pena naquele país e estava dando aula na Universidade Federal do Rio de Janeiro.
O ministro da Justiça também disse que o grupo preso ontem seria amador. Ora, o Estado Islâmico tem incentivado esse tipo de ação. Amador é aquele que não tem um treinamento militar prévio, que não é militante atuante de uma organização. Amador ou profissional, o estrago pode ser grande. O dano pode ser feito pelo chamado lobo solitário.
Logo, amadores são ameaças. E não devem ser tratados como malucos, como disse o ministro da Defesa, Raul Jungmann, usando outra expressão. Há um contexto social, cultural e de frustração pessoal que leva uma pessoa a aderir a organizações terroristas. Tratá-las como malucas é não compreender o fenômeno do terrorismo e as suas causas. Isso, sim, é ter uma visão amadora do tema. Quem combate o terrorismo sabe que essa questão é mais complexa. Alexandre de Moraes e Raul Jungmann bateram cabeça ontem.
Por último, faltam mais explicações do governo a respeito do grau de ameaça desses dez suspeitos. O ministro da Justiça foi contestado pelo juiz do caso, Marcos Josegrei da Silva, a respeito da liderança do grupo. O juiz disse que não dava para considerar Levi Fernandes de Jesus, de 21 anos, o líder. É uma baita diferença de opinião.
Temos um legislação nova que é rigorosa, que permite punição em relação aos preparativos para um ato terrorista. Tem ou não tem líder? Esses suspeitos planejavam mesmo ou faziam bravatas nas redes sociais? O juiz considerou os indícios colhidos pela Polícia Federal suficientes para as prisões. É um episódio sobre os quais ainda há muitas dúvidas que precisam ser esclarecidas pela continuidade da investigação e que merecem mais cuidado da parte do ministro da Justiça.

FBI informou ao Brasil sobre grupo radical

Em conversa interceptada, uma pessoa ensina a fazer uma bomba
O Globo - Renato Onofre
As informações de que uma suposta célula terrorista ligada ao Estado Islâmico estaria atuando no Brasil partiram do FBI, agência americana de investigação. O órgão encaminhou um documento ao governo brasileiro avisando que pelo menos seis pessoas faziam apologia ao grupo e apresentavam características extremistas. Em entrevista ao GLOBO, o procurador da República Rafael Brum Miron, responsável pelas investigações da Operação Hashtag, disse que os suspeitos mantinham comunicação com pessoas de outros países. Os seis identificados pelo FBI estão agora presos.
— Nos grupos de Telegram, há conversas e diálogos com pessoas de fora do país. Ainda não foi possível identificar se essas pessoas tinham vínculo ou não com alguma organização terrorista — explicou Miron.
Entre as mensagens interceptadas pelos investigadores, há uma conversa em que um deles encaminha instruções de como fazer uma bomba caseira. De acordo com o procurador, apesar de o grupo aparentar um caráter amador, era preciso levar em conta o risco de ataque à Olimpíada do Rio.

CONVITE ESPECIAL AO POVO DE OROBÓ

Ministro do PRB contrata assessor do partido de forma oculta

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, contratou de forma oculta seu assessor no PRB, Diego Polachini, que é filiado à legenda desde 2011. Pereira presidiu o partido até virar ministro. O assessor atuou na campanha do deputado Celso Russomanno à prefeitura de São Paulo em 2012 e era auxiliar direto de Pereira no partido. Polachini passou a ocupar uma função de confiança na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), subordinada ao ministério, mas desempenha o papel de assessor especial do gabinete da pasta. A ABDI paga um salário de R$ 19,4 mil ao assessor. Os pagamentos da agência não ficam disponíveis no Portal da Transparência do governo federal.

 O ministro é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus e foi nomeado no cargo pelo presidente interino Michel Temer no mesmo dia da admissão do processo de impeachment, em 12 de maio. Já a ABDI passou a ser presidida por um ex-companheiro de partido de Pereira, Luiz Augusto de Souza Ferreira, que foi filiado ao PRB de 2007 a 2013 e que também atuou na campanha de Russomanno.

A ABDI é uma caixa-preta, que recebe recursos públicos, mas tem natureza privada. A agência não divulga salários nem diárias pagas. Desde que chegou ao cargo, no fim de junho, o novo presidente tem recebido adiantamentos de recursos para eventos em São Paulo, cidade onde mora. Parte dos eventos tem relação com o empreendedorismo, área de atuação de Ferreira.

COMÉRCIO NA CHINA

Itália lança 'bolsa família' para combater pobreza

O Ministério do Trabalho da Itália lançou nesta terça-feira (19) um projeto chamado "Apoio para a Inclusão Ativa" (SIA, na sigla em italiano), que destinará até 400 euros (R$ 1,44 mil) mensais para famílias que vivem em situação de pobreza.  

O benefício será de 80 euros (R$ 288) por membro do núcleo familiar, respeitando o teto de 400 euros - ou seja, famílias com seis ou mais componentes receberão o mesmo que aquelas com cinco integrantes.  

Para ter acesso ao incentivo, os núcleos deverão ter Indicador da Situação Econômica Equivalente (ISEE) de até 3 mil euros (R$ 10,8 mil) e a presença de pelo menos um membro menor de idade, deficiente ou grávida. O ISEE é um instrumento criado para avaliar a situação financeira dos italianos, levando em conta renda, patrimônio e características da família.  


Além disso, precisarão aderir a um projeto personalizado de inserção social e trabalhista, uma espécie de acompanhamento para deixar a condição de pobreza. Sendo assim, as pessoas beneficiadas deverão se empenhar na busca por trabalho e no cumprimento de objetivos educacionais (como frequência escolar) e sanitários (como vacinação).  

Temer manda Caixa ampliar financiamento para imóveis destinados aos mais ricos

Temer manda, a caixa cumpre as ordens.E aquele pessoal rico que gritou fora Dilma, ganha carinho do interino presidente Temer. A Caixa Econômica Federal vai ampliar o financiamento para imóveis destinados a pessoas com renda mais alta.

O banco vai dobrar o valor máximo dos imóveis que pode financiar, elevando o teto a R$ 3 milhões, e aumentar de 70% para 80% a parcela do valor total que pode ser financiada no caso dos imóveis novos com preço superior a R$ 750 mil (DF, SP, RJ e MG) e R$ 650 mil (demais Estados).

Para imóveis usados, terrenos, construções e reformas, a Caixa aumentou o porcentual que pode ser financiado de 60% para 70%. As mudanças entrarão em vigor na próxima segunda-feira (25).

O banco é o maior financiador do mercado imobiliário do país, com 67% da carteira de crédito do setor atualmente. Mas a instituição encontra dificuldades para obter novos negócios em meio à recessão. Até junho, a Caixa emprestou R$ 39 bilhões para imóveis, menos da metade do orçamento previsto para este ano, de R$ 93 bilhões.

Para compensar a retração, o banco buscou captar recursos no mercado, com a emissão de letras financeiras e outros instrumentos, para viabilizar a aposta nos mais ricos. "Agora temos dinheiro sobrando", disse o vice-presidente de habitação, Nelson Antonio de Souza, à agência Reuters nesta segunda (18)

Para imóveis com valor de até R$ 750 mil, os empréstimos são feitos conforme as regras do Sistema Financeiro Habitacional (SFH), com juros mais baixos e lastro nos depósitos na poupança. Mas o saldo das cadernetas caiu nos últimos meses por causa da crise e do baixo rendimento, reduzindo os recursos disponíveis para novos empréstimos.

Imóveis com valor acima de R$ 750 mil são financiados de acordo com as regras do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), em que as instituições financeiras têm liberdade para definir a fonte dos recursos e as taxas.

"Provavelmente a Caixa está com recursos ociosos e resolveu direcionar para essa faixa. É uma questão de estratégia", afirma o professor João Rocha da Lima, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, especialista em mercado imobiliário.

A Caixa não divulgou se haverá mudança nas taxas cobradas com a ampliação da faixa de financiamento. Hoje, os juros cobrados pelo banco são menores do que os de seus concorrentes.

TCE aponta irregularidades na gestão do MAC

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) produziu um relatório técnico que aponta irregularidades na gestão da Fundarpe no Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco (MAC). Para a produção do material, em junho, auditores do tribunal fizeram uma inspeção no equipamento, localizado no Sítio Histórico de Olinda. O resultado foi um “alerta de responsabilização” enviado pelo TCE.
Segundo auditoria do órgão, falhas de conservação e gestão afetam o prédio e o acervo do equipamento cultural.
O MAC está instalado em um complexo de prédios edificados a partir de 1765 e é patrimônio tombado. Apesar disso, os prédios possuem infiltrações, vazamentos, instalação elétrica com risco de incêndio, pichações, vandalização de placas e riscos de furtos, por ausência de segurança, de acordo com o TCE.
A conselheira do tribunal e relatora do processo, Teresa Duere, enviou um “alerta de responsabilização” para a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, pedindo explicações sobre a omissão do órgão.
O Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) obteve cópia do relatório para estudar a responsabilidade dos gestores públicos pelo estado atual do MAC. “É uma grande preocupação. Certamente, a Fundarpe e a Secretaria estadual de Cultura têm que tomar providências urgentes, pois está em risco um patrimônio predial e de acervo inestimável”, afirmou o procurador Cristiano Pimentel, do MPCO.
Em abril deste ano, a Folha de Pernambuco publicou uma reportagem sobre a situação do Museu de Arte Contemporânea. A publicação informava que o equipamento, que estava de portas fechadas para os cidadãos, apresentava rachaduras, infiltrações e até risco de desabamento. Na ocasião, o MPPE havia instaurado um inquérito civil para apurar o estado de abandono encontrado no conjunto arquitetônico do MAC.
Leia também:

TEXTO DO BLOG A VOZ DE OROBÓ

Prefeito Chaparral ignora SINTEPE enquanto Dui do Bujão se compromete em acatar todas as reivindicações da categoria


A Comissão Municipal do SINTEPE - Orobó enviou ofício no dia 08/07/2016 para todos os postulantes ao cargo de Prefeito de Orobó, a intenção do SINTEPE foi de realizar uma série de reuniões com os pretensos candidatos para apresentar suas reivindicações para a educação a fim de que os candidatos acatem integral ou parcialmente em seus planos de governo.

E no dia 20 de Julho o vice-prefeito e pré-candidato a Prefeito Dui do Bujão foi recebido pela comissão do SINTEPE para discutir as propostas da educação, Dui entregou a comissão suas metas prioritárias que estão presentes em seu Plano de Governo e recebeu da comissão as reivindicações se comprometendo em acatar TODAS e inseri-las em seu Plano de Governo.

Enquanto Dui compareceu a reunião e acatou integralmente todas as reivindicações do SINTEPE, o Prefeito de Orobó, Cleber Chaparral nem ao menos retornou o chamado do SINTEPE e não respondeu o ofício que a comissão enviou para ele, ignorando o SINTEPE e suas demandas, talvez agora depois da repercussão negativa o prefeito tente dar atenção ao SINTEPE mas antes de ouvir as novas propostas ele deveria explicar para a classe porque não cumpriu o que prometeu em 2012 e não fez valer o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração por exemplo.


O deputado federal Silvio Costa acredita na vitória e, mais uma vez, alfineta o PSB

Com informações da repórter Rebeca Silva
Fiel escudeiro do Governo Dilma na Câmara dos Deputados e conhecido pelas declarações fortes, o deputado federal Silvio Costa (PTdoB), alfinetou o PSB ao pedir que a militância espalhe que as campanhas do partido teriam sido beneficiadas por desvio de recursos das obras da refinaria Abreu e Lima e da transposição do rio São Francisco. A quadrilha, acusada de ter envolvimento com o partido e movimentar cerca de R$600 milhões, foi desarticulada na Operação Turbulência, da Polícia Federal.
“Roubaram R$ 600 milhões através de dezoito empresas fantasmas, nós estamos enfrentando um partido que está sendo acusado pela Polícia Federal de roubar R$ 600 milhões. Nós precisamos dizer isso pro vizinho da direita, pro vizinho da esquerda, na igreja, na escola, em todo cano. Rumo a vitória!”, disse Silvio que foi bastante aplaudido em seu discurso. Por Magno Martins

Vereador retira candidatura e apoia Campos em Olinda

O vereador Jorge Federal retirou, ontem, sua pré-candidatura a prefeito de Olinda para apoiar o Movimento Muda Olinda liderado pelo advogado Antônio Campos. “Acredito firmemente que Antônio Campos é quem representa a mudança na cidade e este processo tem sido construído com muito diálogo”, disse Jorge Federal por ocasião do evento sobre Segurança Pública promovido pelo Muda Olinda no Largo do Amparo.
Dois pré-candidatos já abriram mão de suas postulações ao cargo de Prefeito de Olinda em favor de Antônio Campos. O primeiro foi o presidente da Associação de Imprensa de Pernambuco (AIP) jornalista Múcio Aguiar, do Partido Pátria Livre. O segundo é o vereador Jorge Federal. A pré-candidatura de Antônio Campos conta com a adesão de 12 partidos e ainda vem mantendo entendimentos com outras siglas partidárias para ampliação da sua coligação na chapa majoritária.

PP, PHS e PTN lançam candidato a prefeito em Paulista

O clima político começa a esquentar no município do Paulista. Ontem, foi lançada a Frente Unidos por uma Nova Paulista, que reúne o PP, PHS e PTN. O grupo pretende eleger três vereadores para a Câmara Municipal e deve anunciar, na semana que vem, o nome do pré-candidato à Prefeitura do Paulista.

CONVENĆÃO OFICIALIZA O NOME DE JOÃO PAULO E SILVIO COSTA FILHO, EM RECIFE

O PT usou a convenção partidária, hoje, não só para oficializar a candidatura do ex-prefeito do Recife João Paulo (PT), mas também para mostrar que a sigla está unida. As brigas internas foram as principais causas para a perda do comando da prefeitura, em 2012. No discurso, João Paulo separou um tempo significativo para fazer afagos aos aliados e àqueles que já demonstraram resistência a seu nome. "Ele é um dos mais aguerridos desse processo para que possamos ter uma vitória", disse em referência ao presidente municipal do PT, Oscar Barreto.
João Paulo Também fez uma saudação ao ex-prefeito João da Costa, com quem havia cortado relações, e disse que fez uma reflexão e autocrítica. "Podemos crescer muito com nossos erros", disse. João da Costa esteve presente no evento e afirmou que, nesta disputa, vão caminhar em trincheiras diferentes e que as diferenças que já tiveram não são maiores que o interesse do povo. João da Costa é candidato a vereador.
Outro ponto abordado por João Paulo foi o desafio da legenda em ir para as urnas, após o afastamento da presidente Dilma Rousseff e dos escândalos de corrupção. "Essa será a eleição mais difícil da história de nossas vidas. Apesar das nossas resistências até agora não foi suficiente para deter o golpe. Por trás do golpe está embutido uma pauta extremamente conservadora". Relembrou ainda da relação com o ex-presidente Luis Inácio Lula e de como iniciou as obras do Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, que era muito esperado pela população.
O petista falou ainda da importância de eleger uma grande chapa de vereadores para governar com mais conforto na aprovação dos projetos.
Já o deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), que é vice na chapa, destacou os problemas da cidade e da administração do prefeito Geraldo Julio (PSB). "A violência na capital cresceu 26% em três anos. É uma cidade que não cuida das pessoas", acrescentou. Ele falou ainda que pessoas falam que o projeto nacional do governo Dilma acabou, mas na verdade ele está mais vivo do que nunca.
Após o encerramento da convenção, na Câmara de Vereadores, o ex-prefeito João Paulo foi para o lado de fora e abraçou militantes. Chegou a dançar ao som de uma orquestra que animava os petistas. Por Magno Martins

PSB confirma Luciano como vice de Geraldo

NOTA OFICIAL
Após dialogar com os partidos que integram a Frente Popular do Recife, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) anuncia que a composição da chapa majoritária na capital pernambucana será composta pelo prefeito Geraldo Julio e pelo vice-prefeito Luciano Siqueira (PCdoB). A coligação será oficializada na convenção marcada para o dia 30 de julho, às 9h, no Clube Internacional, no bairro da Madalena.
A Frente Popular do Recife entende a importância da manutenção de um projeto político que tem contribuído para as transformações realizadas na cidade nos últimos quatro anos, liderado por Geraldo Julio e Luciano Siqueira, com a colaboração fundamental de todos os partidos que compõem a Frente.
"Após três anos e meio de governo, tenho alegria de ver o grande número de partidos e forças políticas que formam a Frente Popular, apoiarem a nossa candidatura à reeleição no Recife. Nos últimos dias, consultei os partidos que integram essa Frente para a formação da chapa. E após essas consultas, nós tomamos a decisão conjunta de manter o companheiro Luciano Siqueira como candidato à vice-prefeito, para, juntos, nos colocarmos mais uma vez à disposição da população do Recife.
Luciano Siqueira prestou uma contribuição inestimável na vitória do nosso projeto em 2012 e foi decisivo para o sucesso da nossa gestão. É uma alegria poder contar todos os dias com sua experiência como homem público e político comprometido com as causas populares. Luciano será fundamental para dar continuidade a esse projeto que tem trazido grandes transformações na cidade, com o mesmo trabalho e o mesmo compromisso com a população do Recife, sobretudo com aquela que mais precisa da ação do governo", afirmou o prefeito Geraldo Julio. Por Magno Martins

João Paulo “cai na dança” com militantes

Blog do Magno Martins
Conhecido pelo carisma, o ex-prefeito do Recife João Paulo (PT) caiu na dança com a militância após a convenção do partido que oficializou sua candidatura a prefeito. Ao som de uma orquestra ele dançou também com a deputada estadual e vice-presidente do PT/PE, Teresa Leitão.

Traído pela língua

 Pré-candidato do PR a prefeito de Jaboatão, o deputado Anderson Ferreira peca e pode morrer pela própria  língua. Malha tanto a gestão de Elias Gomes (PSDB) e acabou optando por um vice, o engenheiro José Carlos Campos (na foto ao lado com Mendonça Filho), ex-secretário de Administração Regional da gestão tucana. De qualquer forma, indiretamente, Ferreira avaliza a gestão de Elias e isso já começou a ser objeto de chacota nas redes sociais. Filiado ao DEM, José Carlos virou vice do republicano por indicação do presidente estadual do DEM, Mendonça Filho.

Tensão pré-olímpica– Aumentou o grau de preocupação do Governo depois da operação antiterror em que a Polícia Federal prendeu 10 pessoas de suspeitas de ligação com o Estado Islâmico. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, ressaltou que o Brasil não é alvo do Estado Islâmico, mas que é preciso ter todo o cuidado com os Jogos Olímpicos, já que uma ação do EI pode servir como propaganda para o grupo terrorista.  “Isso aumentou o grau de preocupação do governo com os Jogos Olímpicos. Não há uma relação orgânica desses presos com o Estado Islâmico”, garante Jungmann.
Cenário mudou em Surubim– Em Surubim, ao contrário do que noticiamos ontem, o doutor Waldir (PP), que na quarta-feira passada oficializou sua chapa para prefeito, não lidera mais as pesquisas. Na verdade, ele esteve no topo de todos os levantamentos até as definições dos concorrentes, mas o cenário mudou e pesquisas outras já apontam Ana Célia, candidata do PSB, à frente, polarizando com o prefeito Túlio Vieira (PT).
Convenção sacramenta Gino– Candidato à reeleição, o prefeito de São Lourenço da Mata, Gino Albanez, que formou uma ampla frente partidária liderada pelo PSB, promove sua convenção, no próximo dia 24, às 9 horas, no Clube Flamengo, com a presença já confirmada do governador Paulo Câmara e do jovem João Campos, herdeiro político do ex-governador Eduardo Campos. Sua chapa foi fechada pela ex-secretária de Finanças e Assistência Social, Alba Bezerra, filiada ao PSD. Gino sucedeu a Ettore Labanca, que renunciou para assumir a Agência Reguladora do Estado.

CURTAS
VAI DESISTIR?– Joel da Harpa, pré-candidato do PTN a prefeito de Jaboatão, tende a jogar a toalha. Já conversou com o republicano Anderson Ferreira e se vier a ser engajar na campanha, abandonando o seu projeto pessoal, leva junto o PTB, do senador Armando Monteiro Neto. Harpa ainda depende de uma conversa com o próprio Armando e não está descartada a possibilidade de apoiar o socialista Heraldo Selva.
EM ARCOVERDE– Já a prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB), marcou a sua convenção, mantendo na chapa o atual vice Wellington Pereira (PMDB), para o próximo dia 31, no Sport Clube. Também terá em seu palanque o governador Paulo Câmara e as principais lideranças socialistas do Estado. Por Magno Martins

JOÃO PAULO PREFEITO E VICE O DEPUTADO ESTADUAL SILVIO COSTA FILHO

   Os coxos partem cedo 
Diz um provérbio português que quem é coxo, parte cedo. Levando ao pé da letra, o ex-prefeito João Paulo (PT) resolveu fazer, ontem, no segundo dia permitido pela legislação eleitoral, a convenção que homologou a sua chapa tendo na vice o deputado estadual Sílvio Filho, do PRB, avalizado pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB). O ato, bastante concorrido e recheado de críticas à gestão do prefeito Geraldo Júlio (PSB), foi realizado na Câmara de Vereadores.
Fora da vitrine e já com o seu vice-prefeito escolhido, além dos partidos definidos na coligação, João Paulo corre contra o tempo e para ele quanto mais cedo entrar na campanha, melhor, porque terá oportunidade de visitar bases eleitorais já revestido da condição de candidato oficial. Para quem está no poder, como Geraldo, a estratégia não pode ser a mesma, porque ele, naturalmente, já está presente na mídia.
Sendo assim, quando mais a corda esticar, melhor para ele, que pode atrair mais apoios, ampliar a coligação e, consequentemente, reduzir despesas. É sabido que quando se oficializa uma candidatura às demandas e cobranças passam a ser bem maiores. E quem pode fazer, hoje, diante da crise astronômica econômica que o Pais enfrenta, sem os tradicionais financiadores de campanha.
Esta, aliás, será a campanha do liseu. Está proibida a doação de empresas jurídicas, sendo permitidas apenas contribuições de pessoa física, mesmo assim com um teto, correspondente a 10% do valor declarado ao Leão, o Imposto de Renda. Além disso, os candidatos terão que prestar contas dos gastos de campanha semanalmente, diferente das eleições passadas, que eram mensais.
Geraldo Júlio, diferentemente de João Paulo, também ainda não definiu o seu candidato à vice, embora todos os indicativos sejam pela manutenção na chapa de Luciano Siqueira (PCdoB). Teoricamente, isso justificaria a marcação da convenção para o fim do prazo, em agosto, mas o prefeito é da escola de Eduardo Campos, que entendia que em política, quem tem prazo não pode ter pressa. Por Magno Martins

Temer é multado por crime eleitoral e pode virar ficha-suja

Presidente interino tem 30 dias contados a partir de terça-feira para pagar uma multa no valor de R$ 80 mil

O presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), tem 30 dias contados a partir de terça-feira, 19, para pagar a multa no valor de R$ 80 mil referente ao processo no qual foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por doação acima do permitido na legislação.

Por esta condenação, Temer pode ser enquadrado na lei da ficha limpa caso tente se candidatar a um cargo eletivo nos próximos oito anos.

O peemedebista deverá retirar uma guia de recolhimento da União (GRU) na 5ª Zona Eleitoral, no bairro de Jardim Paulista, na zona sul de São Paulo, e retornar ao local para informar o pagamento. Se perder o prazo, o presidente em exercício entra no cadastro da Dívida Ativa da União.

O pagamento da multa não anula os efeitos da condenação, segundo a Justiça Eleitoral. Temer foi condenado no início de maio por unanimidade no plenário do TRE-SP por ter feito doações acima do limite imposto pela legislação eleitoral na campanha de 2014, na qual o peemedebista concorreu na chapa da então candidata Dilma Rousseff (PT).

Segundo a representação ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral, o então candidato a vice doou ao todo R$ 100 mil para dois candidatos do PMDB do Rio Grande do Sul a deputado federal, Alceu Moreira e Darcísio Perondi, que receberam R$ 50 mil cada um. O valor é 11,9% do rendimento declarado pelo vice em 2013.

Naquele ano, Temer declarou ter tido rendimentos de R$ 839.924,46. O peemedebista não poderia, portanto, doar quantia superior a R$ 83.992,44, uma vez que a lei eleitoral impõe teto de 10% do rendimento declarado pelo doador no ano anterior.

A lei da ficha limpa estabelece, na alínea "p" do inciso 1º, que fica inelegível "a pessoa física e os dirigentes de pessoas jurídicas responsáveis por doações eleitorais tidas por ilegais por decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado da Justiça Eleitoral, pelo prazo de oito anos após a decisão".

- Academias no Rio

 O juiz Marcello Rubioli, responsável pela fiscalização da propaganda eleitoral no Rio, intimou o prefeito Eduardo Paes (PMDB) a interromper a instalação de Academias daTerceira Idade (ATI), sob pena de crime de improbidade e abuso de poder político. Um primeiro problema com o programa foi detectado em uma obra para a instalação de uma ATI, feita com dinheiro público, em um condomínio particular

Servidores do MPPE farão movimento nesta sexta por aumento de salário


Carlos Augusto Arruda Guerra de Holanda - foto Aluisio Moreira-SEI

Servidores do Ministério Público Estadual farão uma assembleia geral a partir das 14h desta sexta-feira (22) em frente à sede do órgão, no Recife, a fim de pressionar o procurador geral Carlos Augusto Guerra por reajuste de salário.
Eles aguardam desde o mês de maio um parecer do procurador sobre a concessão do reajuste, que compensaria as perdas salariais de 2016.
“Historicamente, o nosso reajuste acontece no mês de maio. Por conta desse atraso, decidimos fazer uma assembleia uma hora antes da reunião para ver se conseguimos do procurador uma resposta concreta”, disse o presidente do Sindicato dos Servidores Fernando Ribamar.
Durante assembleia da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Ministérios Públicos Estaduais, em maio deste ano, representantes dos respectivos sindicatos elaboraram um ofício aos procuradores gerais solicitando o reajuste.
Servidores do Piauí, Paraíba, Paraná e Rio Grande do Sul já tiveram suas demandas atendidas, mas os de Pernambuco ainda não.
“Entregamos o ofício ao procurador e sua resposta é que estava esperando uma melhoria nas contas do Estado para logo depois conceder o reajuste”, contou Fernando Ribamar.
Segundo ele, o reajuste pleiteado pelos servidores representaria um acréscimo de apenas 4% na folha salarial.

Convenção do candidato do PV em Vitória surpreende a direção estadual do partido


Zé Catinga

O presidente do PV em Pernambuco e pré-candidato do partido à prefeitura do Recife, Carlos Augusto Costa, ficou impressionado com o tamanho da convenção do candidato da legenda à prefeitura de Vitória, José Manoel de Souza, conhecido como “Zé Catinga”.
O candidato é empresário – possui uma rede de supermercados – e agora decidiu entrar na política “para servir ao povo da minha terra”.
Ele terá como principais adversários o deputado estadual Aglailson Júnior (PSB) e o empresário Paulo Roberto (PSD). Este último é o candidato do prefeito Elias Lira (PSD).
A convenção de “Zé Catinga” foi realizada na noite de última quarta-feira (19) nas dependências do Clube Leão.
Antes, ele realizou uma caminhada pelas ruas do centro acompanhado por Carlos Augusto Costa e outros militantes do partido.
“Zé Catinga” encabeça a coligação “Vitória Melhor” que é formada por quatro partidos: PV, PHS, PTdo B e PRTB. Ele levou para a convenção cerca de mil pessoas, entre elas o deputado federal Pastor Eurico, presidente estadual do PHS.
Em seu discurso, o pastor disse o seguinte: “Sua história é gostosa e boa de se ouvir. Você veio lá de baixo, cresceu trabalhando. E quando lhe perguntei por que queria ser prefeito, você respondeu: ‘tudo que tenho devo a Vitória, mas nunca fiz nada pela cidade e pretendo fazer agora’”.
“Zé Catinga” anunciou que a prioridade de sua gestão será o saneamento. “Resolvi ser candidato depois que vi, um dia, uma reportagem na televisão. Em uma cidade de Mato Grosso do Sul, uma mãe tinha ido a cinco hospitais em busca de atendimento para o filho. No sexto, quando a atendente preenchia os papéis, a criança morreu nos braços dela. Ao repórter que acompanhava a peregrinação do filho, a mãe desabafou: Será que o Brasil não vai ter homem de atitude para não deixar o pobre morrer à míngua?
Aquilo mexeu comigo”.

Senador Romário desiste da disputa pela prefeitura do Rio

O senador Romário (PSB) anunciou nesta quinta-feira que não será mais candidato à prefeitura do Rio de Janeiro. Ele alegou que seus eleitores não o querem na prefeitura e sim defendendo os interesses do Estado no Congresso Nacional.
Com isso, as prioridades do PSB em capitais passam a ser apenas Geraldo Júlio (Recife) e Paulo Brandt (Belo Horizonte).
Romário anunciou também que vai se afastar da presidência do diretório municipal do partido, bem como do diretório nacional.
A prefeitura do Rio de Janeiro será disputada pelo deputado federal Pedro Paulo Carvalho (PMDB), ex-secretário do prefeito Eduardo Paes (PMDB), o senador Marcelo Crivella (PRB) e o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL).
Em São Paulo, maior cidade do Brasil, o candidato do PSDB, empresário João Dória Júnior, convidou um tucano para ser seu vice: o deputado federal Bruno Covas, neto do ex-governador Mário Covas que governou SP entre 1995 e 2001.
Bruno é advogado e economista e cumpre seu primeiro mandato na Câmara Federal após ter cumprido dois na Assembleia Legislativa.
Fazem parte da coligação de Dória 11 partidos, a saber: PSDB, PSB, PTC, PMB, PHS, PV, PPS, PP, DEM, PRP e PTdoB.

Suplente de Fernando Bezerra desiste de disputar a prefeitura de Nazaré da Mata

Dizendo-se vítima de “machismo” a militante feminista Eliane Rodrigues (PSB), 2º suplente do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), divulgou carta-aberta nesta quinta-feira (21) comunicando que desistiu de concorrer à prefeitura de Nazaré da Mata, sua terra.
Veja a íntegra do documento:
Amigas e amigos
I- Venho comunicar que, infelizmente, estou retirando minha pré-candidatura a prefeita (pelo Partido Socialista Brasileiro) de Nazaré da Mata, cidade onde nasci, cresci, trabalho e moro.
II- Como mulher, feminista, militante das causas sociais, idealizadora e fundadora de uma organização de reconhecimento internacional, na luta pelos direitos humanos das mulheres, tenho a humildade de reconhecer que ainda precisaremos de muitos séculos para avançarmos e alcançarmos a tão sonhada participação da mulher nos espaços de poder e a equidade de gênero, principalmente nos partidos políticos.
III- É notório que o processo político ainda é demarcado pela discriminação, preconceito e um arraigado machismo. O nosso não foi diferente, visto que, infelizmente, vivemos numa conjuntura patriarcal onde a mulher “só serve para servir”.
IV- É lamentável que nesses processos ainda nos deparemos e convivamos com pessoas hipócritas, que carregam consigo o vírus do individualismo, da covardia, da falta de ética, da falta de valores e da falta de respeito. Mas, apesar de tudo isso, essas pessoas esquecem que nunca irão subtrair a força e a coragem da mulher que tem garra, determinação e perseverança para continuar a luta.
V- Querem apagar a luz da mulher, porém se esquecem de que, quem tem luz própria, nunca perde a chama da esperança.
VI- Portanto, finalizo o dia de hoje agradecendo a Deus, o apoio e carinho da minha família, especialmente da minha mãe, filhas, neta, netos, genros e do meu companheiro e marido, da equipe de trabalho, das amigas e amigos de luta e de torcida.
VI – Tenham a certeza de que continuaremos juntas e juntos, com muita força, coragem, determinação, atitude e fé porque a luta continuará mais firme e forte.
Um abraço, Eliane Rodrigues de Andrade Ferreira

Por Inaldo Sampaio

Lessa derrotado em Goiana

Lessa derrotado em Goiana
O deputado Aloísio Lessa (PSB) perdeu a batalha contra o vice de Goiana, Carlos de Joca, que bancou o nome do Tenente Menezes para disputar a prefeitura. Lessa chamou a atitude do vice de “golpista”, mas não encontrou respaldo na direção regional. Assessores de Paulo Câmara lembram que Menezes (ex-PRTB) obteve 8 mil votos para deputado estadual em 2014, ante apenas 300 do parlamentar.
Incentivo – O TSE é o maior incentivador do “caixa dois” nas próximas eleições ao fixar limite de gastos para candidatos a prefeito e vereador, que pode até ser obedecido no papel, mas não na prática. Estabelecer que os candidatos a prefeito do Recife, no 2º turno, não poderão gastar além de R$ 1,9 milhão é piada pronta.
Azedume – Guga Lins (PSDB), prefeito de Sertânia, afirma que sua relação com os deputados Zeca e Júlio Cavalcanti (PTB) já não vinha boa há muito tempo, daí o afastamento deles do seu grupo.
Surpresa – Cresce a olhos vistos em Jaboatão dos Guararapes a candidatura do vereador Manoel Neco (PDT) à sucessão do prefeito Elias Gomes. Se aparecer “gás”, pode ser a surpresa da eleição.
Sessão – Está marcada para 8/8, na Assembleia Legislativa, a sessão solene para comemorar o cinquentenário de vida pública do ex-senador Marco Maciel, que ontem completou 78 anos de idade.
Aliança – Prevendo que nessas eleições Paulo Câmara irá para o palanque de Heraldo Selva (PSB), em Jaboatão, o candidato a prefeito Anderson Ferreira (PR) aliou-se a Mendonça Filho e pediu que o DEM indicasse seu vice (José Carlos Campos). Mendonça pode disputar o governo estadual em 2018. Está trabalhando.
Vereança – Sob o comando de Eduardo da Fonte, o PP de Pernambuco desistiu de disputar as prefeituras do Recife (Michelle Collins), Jaboatão (Cleiton Collins), Arcoverde (Eduíno Brito) e Santa Cruz do Capibaribe (Dimas Dantas). Achou que seria mais prudente investir nas eleições proporcionais (vereadores).
Gestão – Considerado pela Federação das Indústrias do RJ o melhor gestor de Pernambuco sob o aspecto da responsabilidade fiscal, o prefeito de Brejinho, José Vanderley (PSB), indicou à sua sucessão sua ex-secretária de finanças Tânia Maria. Ela comandou a “chave do cofre” de três prefeitos (Agenor Ferreira, João Pedro e o próprio Vanderley, que está encerrando o 4º mandato) e nunca houve um escândalo na prefeitura. Por Inaldo Sampaio

VEREADORES MANUEL MARIANO E LÚCIO RAMOS AGRADECEM A PROFESSORA MADALENA FRANÇA PELOS ELOGIOS!

Flores crescem entre espinhos: Regue a estas com a água da verdade...


Nunca diga na política são todos  iguais. Este conceito é radical demais. Eles são diferentes, melhores, mais representativos , mais honestos, mais humanos.
Muitas vezes  na Casa Legislativa foram a voz do gari, do agente de saúde, de endemias, do motorista, do professor, do agricultor ,do povão.
Não se dobraram e nem se venderam nem por um real, nem por um milhão. Lúcio Ramos, foi nosso guerreiro TODO TEMPO e Manuel tocou a nossa múcica, afinou a viola da nossa canção, trouxe açudes, trouxe água pra nossa população. Defendeu a nossa gente de Chã do Rocha a Varjão. Um rouxinol do amor , faz o que diz a canção. Nascem Flores entre espinhos, Regue a estas com a água da verdade, Manuel e Lúcio Ramos, são Símbolos de Honestidade.

Por Madalena França.

Ausência de CNPJ pode impedir convenções para escolha de candidatos…

00000019-620x350
O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) informa que mais de 700 Diretórios e Comissões Provisórias de Partidos Políticos não informaram à Justiça Eleitoral, até a presente data, para anotação, os números das respectivas inscrições no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). A ausência da informação do CNPJ implica na suspensão da anotação do órgão partidário, conforme art. 35, § 9º da Resolução do TSE nº 23.465/2015. O partido que não cumprir essa exigência ficará impedido de realizar Convenção para a escolha de candidatos das Eleições Municipais de 2016.
A falta de CNPJ, ou os dados desatualizados do presidente da representação partidária no Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias – SGIP, impedem ainda a abertura de conta bancária do partido político, o envio dos relatórios financeiros de campanha e a entrega da prestação de contas parcial e final dos partidos políticos. A regularização do CNPJ deve ser requerida pelo partido junto à Receita Federal. A atualização dos dados cadastrais do partido no SGIP deve ser encaminhada pelos Diretórios Estaduais dos partidos políticos, nos termos do artigo 35 da Resolução TSE nº 23.465/2015. (Jamildo)